Profile cover photo
Profile photo
Denise Silva
110 followers
110 followers
About
Denise's posts

Um dia, um homem me disse que eu não era uma mulher pra casar. Pensei, pensei, pensei e concordei, realmente, eu não sirvo pra isso ou pra aquilo, afinal eu não tô aqui pra servir!

Casamento pra você é serviço, contrato firmado?

( Sabrina Lopes )

Post has attachment
Photo

Post has attachment
Photo

Post has attachment
spaghetti alle verdure.
precisa melhorar,mais ficou muito bom hehehehe
Photo

Se você começar a sentir minha falta, lembre-se: Eu não fugi, foi você que me deixou ir.

Bora fazer uma vaquinha pra um cel novo  h hahahaha

Volteiiii floripaaaaaaaa! Aoooo hahahau
bora trampar.

Tem um pessoal da UFSC que me dá nojo, as pessoas zuando o curso de mecânica, como se não fosse um curso digno, como se o carrinho nunca fosse quebrar e como se um mecânico não mereça respeito como um médico.
O pessoal de med por outro lado, sai no intervalo e nem olha para cara de ninguém, já está assim na facul imagina quando for médico.

Post has attachment
Não tenho uma opinião bem formada sobre o assunto, porém não acho que seja uma boa solução, acredito  que o profissional tem que ter o direito de escolha, isso só vai gerar mal atendimento por parte dos médicos, (que já não é dos melhores)
Eu definitivamente não me importaria em atender uma cota de pacientes sem recursos em meu consultório particular, para mim até então, estão é tapando o sol com a peneira, tem muito hospital precisando de reformas urgente, pois as pinturas estão caindo etc., sem contar a falta de remédio, onde o mesmo remédio é dado para vários pacientes com problemas diferente e se houver rejeição não tem outro remédio. E muito ignorante vem chamar os médicos de máfia de branco, mais quando você está com dorzinha é a máfia de branco que te salva e não o seu DEUS. A VERDADE É QUE O PODER DE ESCOLHA DEVE SER RESPEITADO.
http://academiamedica.com.br/servico-civil-obrigatorio-para-medicos-ja-e-uma-realidade-estado-de-sao-paulo/

""Morri de amores, ressuscitei e a vida continuou. Não foi fácil, não foi de repente. Aprendi a conviver com sua ausência, com o seu retrato, porque a minha memória não permitia solidão. Então, em meio a dor, entrei na faculdade de Medicina, conheci a comunidade Beira Linha e multipliquei o meu amor. Não foi de propósito, não foi por ninguém. Um amor tão grande não poderia se perder. Multiplique o seu amor""
-DANZ
Wait while more posts are being loaded