Profile cover photo
Profile photo
Sandra Neves
69 followers
69 followers
About
Sandra's posts

Post has attachment
Quem matou Norman Baker?
Ninguém quer sentar-se a jantar com Norman Baker. O truculento escritor, de origem norte-americana, tem desenvolvido uma implacável perseguição aos colegas Joel e Alexandra. Obcecado pela mulher, mas liminarmente rejeitado às primeiras conversas, devido à s...

Post has attachment
A banda de Heavy metal.
Levam-te e tu esbracejas. Dizes que não pode ser, que és inocente. Fizeste tudo em defesa dela, da tua filha. Em que falhaste? Em que momento não estiveste presente? Quando a abandonaste? Pressentiste, desde o início, a chegada do mal. Primeiro foram as tat...

Post has attachment
CTRL+ALT+DEL
Talvez exultes em pensar que, depois de ti, o sol já não nascerá; as estrelas deixarão de lampejar e o próprio oceano cessará o seu contínuo movimento ondulante e ritmado sobre a terra. Esse movimento sensual, imenso, que nunca me deste. Talvez suponhas que...

Post has attachment
Portugal
Portugal nasceu um dia, que alguns dizem tão distante, que lhe passam atestados de velhice, sem atentarem no seu perfil etéreo, elegante. A mãe era burguesa, elitista e o pai despojado, irreverente, comunista. Os contrastes fizerem dele esta estranha amálga...

Post has attachment
Isidro dos Frangos
Artigo publicado no "Povo de Portugal" O Isidro fechou. E o Isidro não era só um restaurante. Era uma casa, um castelo milenar e digno que serviu de abrigo, ao longo da sua existência, a milhares de setubalenses e forasteiros. O Isidro nasceu antes de mim m...

Post has attachment
Hesitação
Tudo é dúvida, nada é certo neste mundo! E quanto mais penso mais me inquieto. Pois se tu és misterioso, vago e mudo, o oposto de ti é luminoso e irrequieto. Sol ou lua, noite ou dia, brilho ou escuridão? Transparência, opacidade, negrume ou claridade, Limi...

Post has attachment
O regresso - Jornal de Oleiros
O meu artigo de hoje, no Jornal de Oleiros: Regresso «Na rua onde aprendi a ser pessoa conheci os meus primeiros amigos. Bairro piscatório, de pequenas casas térreas distanciadas umas das outras por exíguos jardins onde se agigantavam somente as árvores de ...

Post has attachment
Indiferença
Insinua-te, de mansinho, ó indiferença! Transporta a neblina ténue ao meu olhar. Retira dos meus gestos bem-querença, deixa-me o triste e solitário divagar. Os teus versos já não são o meu estandarte e quando os leio só me lembro de Aretino! Não és já para ...

Post has attachment
Morte
Nunca mais te verei. Nem nos campos, nem nas estradas, nem nos atalhos sinuosos que no meu coração tracei. Sou a viúva despedaçada de ninguém. Já nem te lembro e, contudo, és tu quem me assombra as noites e enche de temores os dias.Meu corpo nu desaba e as ...

Post has attachment
A Fúria e o Medo - Esboço
Joel Melo é - dizem alguns - o mais brilhante autor da sua geração. Aos quarenta e cinco anos, prepara-se para protagonizar um momento histórico, ao ser o mais jovem galardoado de sempre com o Nobel. Enquanto o mundo literário se agita com esta perspectiva,...
Wait while more posts are being loaded