Profile cover photo
Profile photo
Laércio Bento
35 followers
35 followers
About
Laércio's posts

Post has attachment
Você não pode deixar de assistir a esse super-vídeo. Um exemplo de jovem que tem objetivos e vai atras de suas metas. Assim é que se consegue seus objetivos, e não reclamando das dificuldades sem superá-las. ASSISTA. É demais de bom!

A quantas anda seu setor? Um empreendedor PRECISA saber o que acontece.  http://estatisticas.endeavor.org.br/home/pt/

Problemas de miopia.
RESPONDA RÁPIDO: quando será que responsáveis pelo Marketing das editorias de revistas (principalmente as atualmente vendidas por assinatura), entenderão que assinante é audiência e fonte de receitas são os anunciantes?
Acha impossível haver essa percepção? Bem, por serem da área de Comunicação deveriam saber diferenciar. Se lessem a obra de OSTERWALDER & PIGNEUR - Business model generation - Inovação em Modelos de Negócios. Rio de Janeiro: Alta Books, 2011, por exemplo, entenderiam o conceito de Modelos de Negócios Desagregados. Um departamento quer ampliar a base de assinantes, outro quer audiência, outro quer faturar com vendas de assinaturas e de espaço de mídia. Dá para conciliar essa gestão, atualmente? Só desagregando. Mas, por que mudar se os salários estão sendo recebidos? Afinal, seria uma mudança muito radical.
Isso lembra aquela experiência de laboratório, feita com o sapo. Quando colocamos um sapo em uma panela com água fria, podemos acender o fogo e deixar que ELE NÃO PERCEBE A MUDANÇA NA TEMPERATURA. Fica na panela  até morrer. Porém, se jogado em água quente, ele sai pulando. Bem, eu não fiz a experiência, essa estorinha (ou historinha) é antiga, alguém fez a experiência. Mas serve bem para ilustrar a situação.

Post has attachment
Inovação ou... incremento? Criatividade ou... recriação?
Fico pensando em como certos conceitos acabam tornando-se rapidamente modismos, em vez de criações efetivamente sustentáveis. Com as ferramentas de mídias sociais então, a multiplicação é muito maior. Inclusive de erros. No conceito de startup, a existência dos erros deveria ser positiva. Onde está o erro? Que erro??? É que, infelizmente, algumas pessoas não aprendem mesmo.
Costumo comentar com meus alunos sobre a situação na qual nos encontramos hoje. Matérias-primas esgotando-se, poluição excessiva, cidades com crescimento populacional concentrado trazendo uma série de problemas, congestionamentos, consumo excessivo... e vai por aí afora.
A proposta colocada é de que precisamos repensar produtos e consumo. Precisamos atender necessidades de consumo, porém, num modelo sustentável (sem modismo, mas real). 
Daí, surgem idéias como aproveitar garrafinhas pet para fazer mesinha, cadeira, e tralalá. Pneus transformados em vaso, sacos plásticos em cortinas. Será que isso é criatividade? Será que isso contribui com um planeta melhor? Ou será que - e isso é grave - apenas estamos criando novos consumos para matérias-primas em esgotamento.
Aqui está o ponto: quando reaproveitamos (em vez de reciclar) embalagens e outros subprodutos, estamos incrementando a produção baseada em matérias-primas naturais e que portanto, estão em esgotamento. Dessa maneira, não estamos freando o consumo dessas matérias-primas naturais. Estamos incentivando.
Precisamos desenvolver maneiras de tornar produtos inutilizados (que concluíram seu ciclo de vida), bases para ser reciclados e tornarem-se NOVAMENTE outros produtos. Pilhas, baterias, telefones celulares, notebooks, pneus, embalagens, carros velhos... seja lá o que for: essas devem ser grande parta das 'novas' matérias-primas. Reciclar, realmente, não reaproveitar. Somente assim, estaremos tirando o lixo de nossas vidas, e das futuras gerações. Aliás, LIXO, é apenas um nome feio dado à matéria-prima do futuro. A gestão desse lixo é um 'simples' problema de gestão mesmo. Honestidade, competência, interesse e participação pública, enfim, precisamos é de iniciativas. Veja em Borás

Post has attachment
Vale a pena compartilhar esse interessante video (de Marco Carvalho), para quem quer conhecer os primeiros passos sobre Mapas Mentais. Além disso, há indicações de softwares adequados para construir seus mapas.

Leituras recomendadas:
RIES, E. A startup enxuta. São Paulo: Luz de Papel, 2012.
OSTERWALDER, A.; PIGNEUR, Y. Business model generation - inovação em Modelos de Negócios. Rio de Janeiro: Alta Books, 2011.

Post has attachment

Post has attachment
A turma já entrou em campo, para ganhar!
Photo

Post has attachment
Os grupos já iniciaram seus trabalhos com a população de Diadema. Parabéns para o grupo. A senhora Ana Paula comunicou-nos sobre o bom desempenho da equipe.
PhotoPhotoPhotoPhotoPhoto
Grupo de Pesquisas FAGES/ACE Diadema
6 Photos - View album

Post has attachment
Essa turma já está recebendo elogios pela dedicação, respeito e trabalho sério. Começaram as pesquisas com Grupos de Foco em Diadema. Parabéns moçada boa.
PhotoPhotoPhotoPhotoPhoto
Grupo de Pesquisas FAGES/ACE Diadema
6 Photos - View album
Wait while more posts are being loaded