Profile cover photo
Profile photo
Marcos da Silva Vieira
6 followers -
Deus Salve a America
Deus Salve a America

6 followers
About
Posts

Post has attachment
Carmen Viana charlatã, criminosa procurada pela justiça dos States United of America https://carmenviana.blogspot.com.br/2013/06/carmen-viana-denuncia-contra-ela-parte.html Carmen Viana Imagens - Fotos - Reportagem dos EUA sobre Ela - Crimes Cometidos nos States United of America. Crimes de Carmen Viana Cometidos nos Estados Unidos da América, foragida está no Brazil, se escondendo das autoridades Norte Americanas.
Photo

Post has attachment
Carmen Viana charlatã, criminosa procurada pela justiça dos States United of America https://carmenviana.blogspot.com.br/2013/05/carmen-viana-imagens-fotos-reportagem.html Carmen Viana Imagens - Fotos - Reportagem dos EUA sobre Ela - Crimes Cometidos nos States United of America. Crimes de Carmen Viana Cometidos nos Estados Unidos da América, foragida está no Brazil, se escondendo das autoridades Norte Americanas.
Photo

Post has attachment
Carmen Viana charlatã, criminosa procurada pela justiça dos States United of America https://carmenviana.blogspot.com.br/

Post has attachment
Marcos da Silva Vieira commented on a post on Blogger.
Carmen Viana criminosa que cometeu muitos crimes nos EUA está foragida se escondendo da justiça americana no Brazil.

Post has attachment
Marcos da Silva Vieira commented on a post on Blogger.
Christina Sawer, Olá Marcos, Vi que vc postou o artigo sobre a Carmen Viana. Qual é a sua ligação com ela? VC a conhece? Já fez o processo com ela. Gostaria de saber porque tenho algumas perguntas para lhe fazer se possível...Obrigada.

Eu a conheço sim, ela é uma criminosa, que lesou o meu país, roubou, fraudou, e riu da constituição norte americana. Essa mulher é uma psicopata social e deve ir para a cadeia! Se tiver informações sobre ela diga, estou a serviço da cidade de Galesburg, estamos aprontando uma cilada para criminosa. Toda a informação sobre ela é preciosa, denuncie essa charlatã notória para as autoridades.

Post has attachment
Marcos da Silva Vieira commented on a post on Blogger.
Carmen Beatriz Viana, criminosa, cometeu crimes nos states united of america, procurada pelo FBI, denuncia aqui nessa reportagem do register mail. Carmen Viana do Salto Quântico Genético, charlatã notória.

Post has attachment
Carmen Beatriz Viana, criminosa, cometeu crimes nos states united of america, procurada pelo FBI, denuncia aqui nessa reportagem do register mail. Carmen Viana do Salto Quântico Genético, charlatã notória.

Post has attachment
Marcos da Silva Vieira commented on a post on Blogger.
Tânia Maria a Carmen Viana está presa, está onde ela merece estar, na cadeia.

Post has attachment
Parte 4:

Uma semana após o processo aberto pela Wittek acusando funcionários de conspiração, 50 funcionários da Wittek participaram de uma reunião do Conselho da Cidade Galesburg e pedindo que os rumores acabassem. A empresa, na ocasião, contava com apenas 200 funcionários contra um pico de quase 500. O Prefeito Kimble disse que a cidade não poderia fazer nada sobre questões privadas das empresa, a menos que violassem as leis municipais.
Mas não foi como Kimble respondeu privadamente. Pelos últimos 13 meses Kimble tinha sido pago como agente de seguros da Wittek, um valor de 1.000 dólares por mês. Poucos dias antes dos funcionários da empresa aparecerem diante dele na reunião do Conselho da Cidade, ele terminou a conta por falta de pagamento do prémio. "Eu desejaria que eu não tivesse me envolvido nisso", Kimble diz hoje. "Isso me permitiu testemunhar em primeira mão a sobre a má gestão de Carme, o desvio de fundos que tinham um propósito para outro que não se destinava." Ele ainda mantem versão a que suas ações foram éticas.
Viana 'incontrlável,' Hedges pula do barco
Mais ou menos nessa época Hedges começou a procurar um novo emprego, porque ele não podia mais­­ lidar com Carmem.
"Ela tinha seus próprios métodos de transformar a empresa, a maioria dos quais tinha a ver com os rituais. Rituais e mentir para todos ", disse ele. "Levei cerca de seis meses para descobrir isso, e mais 10 meses para sair de lá."
Ele diz que as ações de Carmem não eram apenas um show. "No micro sentido, ela poderia ter as coisas feitas. Ela poderia obter um empréstimo do banco First Illini Bank, mas ela não podia, colocar essas coisa juntas no senso macro.", disse Hedges. "Ela era incontrolável."
Hedges disse que resolveu sair da empresa depois que ele descobriu que Carmem estava empregando seus parentes brasileiros sem a documentação necessária para imigração, e que suas orgias de cartão de crédito eram ilegais e nunca foram declaradas para a Receita do Estados Unidos. Mas o momento decisivo foi quando ele e sua esposa estavam na casa de Carmem para um jantar.
Naquela noite, Hedges disse que tomou um rumo errado ao banheiro e acabou no quarto principal. O quarto estava vazio, exceto por um altar, algumas estátuas e três punhais cravados no piso de madeira.
"Haviam pedaços de papel em cada um dos punhais, e as bordas do papel estavam queimadas", disse ele agora. "Mas eu pude ver que estava escrito em cada um dos pedaços de papel. E eu fui até lá e olhei para os punhais e eram os nomes dos réus no processo." Hedges se demitiu 10 de junho de 1992, citando "diferenças filosóficas".
O Vodu, uma religião comum no Brasil, parecia chocante para a cidade de Galesburg. Na época, um jornal local perguntou Carmem se ela já havia praticado. "Eu gostaria que eu tivesse praticado", respondeu ela. "Assim não haveriam pessoas coaxando em torno da cidade."

Post has attachment
Parte 3: O piso, os móveis e as paredes da casa eram brancos. Ela tinha uma biblioteca no andar de cima, repleta de literatura clássica e um grande globo. No porão ela tinha uma academia pessoal com equipamentos Nautilus, e uma pequena sala com um altar em cada canto, cada um dedicado a terra, ar, água e fogo. Esse quarto também abrigava a que se tornou a mais famosa estante de livros do condado de Knox: Livros sobre magia negra ao lado de livros sobre vodu, feitiçaria e controle da mente. Também na mesma prateleira havia um livro chamado "Como enganar o Receita Federal (Imposto de Renda)".
Carmem nunca foi capaz de enganar o imposto de renda. Por volta de 1992, a Receita começou a ... e os credores reavieram o Ford Mustang. O chefe de contabilidade da Wittek suspendeu o cartão de crédito de Carmen. E ela o demitiu. 
Ford dispensa Wittek; credores cobram o devido
Wittek começou seu segundo ano em Galesburg cortando sua relação com a Ford, seu maior cliente e a fonte de 35 por cento de sua receita bruta.
Apesar da Ford ter abandonado a braçadeira post (post clamp), ela ainda usava cinco tipos de braçadeiras fabricadas pela Wittek. A Ford, assim como as outras duas montadoras americanas, queria simplificar a quantidade de fornecedores utilizados por carro. Montadoras tinham sobrevivido por muito tempo convencendo os fornecedores a bater o preço dos outros, mas os custos para se manter nesse tipo de jogo eram altos. Menos fornecedores significavam menos ferramentas - o custo de produção mais caro na linha de montagem. Com o propósito de manter uma única fonte de fornecimento, a Ford tinha que garantir que o seu fornecedor fosse financeiramente sólido e capaz de fazer entregas sem riscos de atraso que poderiam comprometer (parar) a sua linha de montagem.
Assim, em janeiro de 1992, a Ford enviou seus representantes até Carmem com um pedido de preenchimento de 95 páginas uma declaração de divulgação financeira.
“Ela ficou com furiosa” disse Tulin, ex-gerente de controle de qualidade. “Ela disse: Não é da conta (palavrão) de ninguém como eu administro a minha empresa.”
Ela enviou para Ford o pacote com a declaração.
Evidentemente, Carmem esperava que a Ford, que já havia comprado 3 milhões de braçadeiras da Wittek por ano, voltaria rastejando concordando com os condições colocadas por ela, mas apesar das tentativas de outros funcionários da gestão para melhorar a relação, a Ford não aceitou. A Wittek demitiu 100 trabalhadores naquela semana.
Os rumores se espalharam no mundo dos negócios, e a GE (General Elétrica) e Whirlpool também pararam de comprar da Wittek.
“Nós não percebemos o tipo de coisa que esses relatórios financeiros poderiam mostrar” disse Tulin. “Não havia a menor possibilidade dela admitir ou falsificar o que vinha acontecendo.”
Os números mostravm que, em parte graças aos gastos de Carmem, a empresa  operava no vermelho desde junho de 1991 e que não pagara[RM1] [RM2]  mais de 70 credores[...]. Ela manteve os olhos dos curiosos fora de seus livros e manteve a imagem de que Wittek ainda era sólida.
Percebendo a traição, Carmem despede pessoal
Mesmo se não tivesse problemas financeiros, os problemas já se delineavam. Os equipamentos da Wittek eram literalmente antigos, eles estavam produzindo a mesma braçadeira desde 1930 para uma indústria que não precisada mais delas. "Você costumava ter 22 braçadeiras de mangueira sob o capô de um carro", diz Thorne Gould, presidente da Murray Corp, uma empresa de braçdeira em Baltimore. "Hoje em dia você vai encontrar pelo menos quarto delas."
"O foco de hoje é sobre melhores conexões dentro das mangueiras e da braçadeira de tensão constante, um conector de mola com memória desenvolvido pelos concorrentes europeus da Wittek. Gould diz que a CTC é mais caro e não é tão confortável como um grampo típico screw-driven," Mas a qualidade da instalação é mais uniforme ", diz ele." E isso faz toda a diferença do mundo ".
"Cheguei lá e demiti todo mundo", lembra Carmem. "Eu tive que administrar a empresa sem ninguém. O advogado, o diretor de produção, todo mundo se foi." Em 31 de março de 1992, a Wittek processou quatro ex-funcionários por suposta conspiração para assumir a empresa, e solicitou na justiça 5 milhões de dólares por danos.
"Nas últimas duas semanas que passou sozinha no comando, vários fornecedores cruciais ameaçaram parar de fornecimento para empresa; inúmeros clientes retiveram os pagamentos, um cliente de longa data cancelou sua ordem para comprar bens, e um dos bancos encerrou a sua conta com a empresa ", diz o processo
"Com base nas informações e crenças, todos estas ocorrências são consequência de ações dos réus. Se não forem detidos, os esforços dos réus vão destruir a Wittek".
Na audiência preliminar no Tribunal do Condado de Knox em Galesburg, o juiz Daniel Roberts admitiu ter sido tendencioso e, provavelmente, predisse o futuro, quando ele disse: "Meu objetivo final é manter Wittek no negócio. Precisamos desse negócio. Mas eu não sei se que pode ser feito."
'Nós não descontamos cheques da Wittek'
Os rumores de dentro da Wittek se espalharam pela cidade. Alguns ouviram a Serviço de Imigração e Naturalização também estavam investigando a empresa. Outros pensavam que Carmem estava no comando de um cartel de drogas. Funcionários Wittek tiveram problemas para alugar apartamentos. Em vários bancos locais cartazes diziam: "Nós não descontamos cheques da Wittek". Os funcionários tinham que correr depois do trabalho para os bancos que ainda aceitavam descontar cheques da Wittek, com o propósito de serem os primeiros a descontá-los enquanto ainda havia dinheiro na conta. Enquanto isso, Hedges contatou o FBI, que disse que não haver nenhuma investigação ocorrendo.
Wait while more posts are being loaded