Profile cover photo
Profile photo
Menino De Sua Mãe
101 followers -
sem 'alter', só ego
sem 'alter', só ego

101 followers
About
Menino De Sua Mãe's posts

Post has attachment

Post has attachment
Um quarto do que atrai um homem são fetiches; outro quarto é ela gostar de ti; o que sobra tem de chegar para a beleza, a inteligência, e o resto.

Post has attachment
Podes não saber ao certo o que é o amor e ainda assim tê-lo, como não tens de saber o que é um cancro para que te mate.

Post has attachment
Não sei se há alguém com menos de 30 anos que tenha lido Le Rouge Et Le Noir, tirando os alunos dos cursos de letras. Também não sei se isso é importante – há dezenas de bildungsroman posteriores, mais directamente adaptáveis aos nossos dias, e o livro de…

Post has attachment
Às vezes queres sexo, mas não um sexo qualquer. Às vezes o corpo dói-te de desejo e precisas do corpo de alguém contra o teu, mas não é qualquer corpo que vai chegar, como não chega a tua mão, porque não chega só o orgasmo. Às vezes precisas de te vir,…

Post has attachment
Aprendi que a construção de um lar é estar contigo, falar contigo, rir contigo, tocar-te, beijar-te, foder-te repetidamente por todos os lugares e em cima de todas as coisas, até que as paredes e os móveis se encharquem das nossas memórias e tudo me soe a…

Post has attachment
Prefiro a brevidade mas não a faço. Prefiro a eficiência mas não a tenho. Alongo-me sem precisar, como se precisasse disso. Ando por meandros, sem me lá perder, demoro-me ali. Sabes, não são os meandros que traçam o destino aos rios, mas são eles que lhe…

Post has attachment
Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde vai. — Séneca

Post has attachment
De vez em quando dá-nos o patriotismo. Normalmente acontece-nos entre uma pizza e um disco de uma banda inglesa. Para mais, por estes tempos, ganhamos coisas, há quem ache que aqui é um bom sítio para fazer coisas, e há quem diga, agora, menos mal de nós.…

Post has attachment
Começo o verão perdido pelas coisas simples – chão para varrer, louça para lavar – sem abrir sulcos nos dias onde encaixe à força um livro – chão para varrer, louça para lavar – deixando a mente focar-se no coordenar dos movimentos, na procura do imediato…
Wait while more posts are being loaded