Profile cover photo
Profile photo
Araguaci Carlos de Andrade
722 followers
722 followers
About
Araguaci Carlos de Andrade's posts

Post has attachment

Post has attachment
Hoje vamos falar um pouquinho sobre a teoria de gênero. Trata-se de uma teoria cada vez mais popular, ensinada nas escolas e que neste ano será abordada no Criança Esperança da rede de TV Globo.

Post has attachment
MAQUIAVEL PEDAGOGO de PASCAL BERNARDIN
O LIVRO NO BRASIL:
Editora: Ecclesiae e Vide Editorial


Em Maquiavel Pedagogo, o autor explica a "revolução pedagógica que assolou o mundo e continua causando danos. Apoiou-se, principalmente, em publicações oficiais de organizações internacionais (UNESCO, OCDE, Conselho da Europa, Comissão de Bruxelas) para demonstrar que o objetivo dos sistemas educacionais não é mais dar uma formação intelectual mas modificar os valores, as atitudes e os comportamentos, proceder a uma revolução psicológica, ética e cultural. Para alcançá-lo, utilizam-se técnicas de manipulação psicológica e sociológica.
(...)
Os documentos apresentados em Maquiavel Pedagogo não deixam nenhuma dúvida sobre o aspecto globalista e revolucionário da reforma psicológica. O formidável potencial subversivo desse processo bastaria por si só para assegurar o sucesso da Revolução em uma ou duas gerações. Maquiavel Pedagogo estabelece, portanto, de maneira certeira que a Revolução prossegue atualmente por meio do sistema educacional.

Ora, as técnicas de manipulação psicológica e sociológica descritas nessa obra não poderiam ser difundidas no sistema educacional mundial se não seguida de um trabalho muito longo, cuidadosamente planejado e rigorosamente executado. Não poderia em caso algum tratar-se de um fenômeno espontâneo, e os textos produzidos o provam abundantemente. É certo que antes da perestroica, os comunistas (e aqueles que os patrocinaram depois de 1917...) haviam criado as estruturas nacionais e internacionais, permitindo que a Revolução prosseguisse por meios menos visíveis que os utilizados quando de sua fase bolchevique".

P. Bernardin mostra ainda que as técnicas de manipulação psicológica, que em nada se distinguem das técnicas de lavagem cerebral, são utilizadas em todos os níveis. Os alunos são, naturalmente, as primeiras vítimas. Mas os professores e o pessoal administrativo (diretores, etc.) não são, em nada, poupados. Esta Revolução Silenciosa e totalitária quer fazer dos povos massas ignorantes e submissas. Ilustra, de maneira exemplar, a filosofia manipulatória e ditatorial que sustenta a Nova Ordem Mundial e os modos de ação sutis e indiretos, mas também poderosos, que ela utiliza. Compreende-se também, que P. Bernardin tenha concluído que sua obra poderia intitular-se "Breviário da Escravidão"... arece que esta estratégia foi aplicada em outras áreas, notadamente naquela que foi o objeto do segundo volume (de 592 páginas) de P. Bernardin: O Império Ecológico ou a Subversão da Ecologia pelo Globalismo.



Post has attachment
O Dr. Lair Ribeiro especialista em saúde natural revela tudo sobre COLESTEROL E GORDURA.
Para ter acesso a estas e outras informações, adquira sua assinatura do Palavra do Lair:
https://goo.gl/zmWKiq

O COMBATE ao COLESTEROL é o GRANDE ENGANO MÉDICO QUE TEM PREJUDICADO E CONTINUA PREJUDICANDO MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO. Uma das formas de não ser mais uma das vítimas é por meio do acesso às informações verdadeiras, independentes e comprometidas com a sua saúde. Este é o objetivo do Palavra do Dr. Lair Ribeiro

Post has attachment

Post has attachment
Anos 90 era uma putaria generalizada! O país era um prostíbulo a céu aberto.

Post has attachment

Post has attachment
Como é possível que 85% das resoluções contra os países, aprovadas na Assembleia Geral da ONU, sejam contra Israel? Isso parece ridículo, mentiroso ou absurdo? Então prepare-se, pois Danny Ayalon, em seu programa habitual, irá demonstrar porque isso acontece. Tradução: Felipe G. Duarte Revisão: Jonatas 

Post has attachment
FUNCIONÁRIO DA CNN FLAGRADO ADMITINDO QUE A CNN MENTE PARA PREJUDICAR DONALD TRUMP. O Project Veritas -- que ganhou notoriedade ao expor vídeos da Planned Parenthood traficando órgãos de bebês assassinados – lançou um novo documentário chamado “American Pravda” a respeito do fenômeno midiático atualmente conhecido como #fakenews. O termo “Fake News” (notícias falsas) foi criado pela própria imprensa progressista como o rótulo de uma das diversas narrativas criadas pela militância esquerdista para explicar o que, para eles, era inexplicável: a derrota de Hillary Clinton nas eleições presidenciais. Segundo a narrativa, Donald Trump havia ganhado as eleições devido a uma enxurrada de notícias falsas que teria influenciado a opinião do eleitorado. Em um golpe de mestre, Trump se apropriou do termo e se utilizou dele para atacar a mídia progressista, cujo viés e conluio com a campanha de Hillary haviam sido expostos durante a campanha eleitoral. Hoje em dia, o termo é considerado tão ofensivo a jornalistas quanto outros termos pejorativos na língua inglesa. Como disse Chris Cuomo, âncora da CNN, “Fake News” é equivalente à N-word entre a classe jornalística. O tiro saiu pela culatra. Mas semelhante a narrativa do “golpe” que seguiu o impeachment de Dilma Rousseff e, inicialmente, até obteve algum eco na imprensa internacional, uma das narrativas criadas para explicar a derrota de Hillary permaneceu: a do suposto conluio entre Donald Trump e um governo estrangeiro – a Rússia – para “roubar” as eleições. Desde que Trump assumiu a presidência dos EUA, a narrativa tem praticamente dominado toda a cobertura jornalística, sobretudo na CNN – que desde o início do mandato de Trump, mencionou a Rússia nada menos do que 16 mil vezes no ar. Diante de tanta exposição midiática de uma mentira, Mark Levine, deputado estadual na Califórnia, chegou até mesmo a propor que os livros de História na rede de ensino do Estado registrem como hackers russos interferiram nas eleições presidenciais em 2016. Se a História é escrita pelos vencedores, como diz o adágio, os esquerdistas parecem estar sempre contrariando esta regra. Neste pequeno trecho do documentário, selecionado pelos Tradutores de Direita, o Project Veritas expõe as verdadeiras motivações por trás das notícias publicadas pela grande mídia. John Bonifield, jornalista e produtor da CNN com 15 anos de casa, admite que toda a narrativa russa é Fake News e, indiretamente, dá um recado aos jornalistas recém-formados: esqueça todo aquele papinho de “ética jornalística” que você aprendeu na universidade. No mundo real, as coisas funcionam um pouquinho diferente. Mais do que nunca, é necessário ouvir o conselho do prof. Olavo de Carvalho: nunca, em hipótese nenhuma, procure se informar pela grande mídia. Ela só serve para amostrar as narrativas que aqueles que financiam estes órgãos de mídia querem enfiar na sua cabeça. Este vídeo, somado com o fato de que jornalistas brasileiros citam apenas a CNN e o New York Times, invalida todo e qualquer comentário jornalístico nacional sobre o governo Trump. Lembre-se disso. Tradução: Hugo Silver Revisão: cpac

Post has attachment
A verdade sobre as Cruzadas foi tão bem deturpada que, infelizmente, até mesmo alguns cristãos se calam quando críticos apontam o dedo em riste acusando o cristianismo de legado tão vergonhoso. 
Wait while more posts are being loaded