Profile

Cover photo
Carlos Henrique Xavier
57 followers|13,129 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Uma verdade que deve ser dita, quer gostem quer não gostem, hei de dizê-la agora: Não existe orientação Sexual, e ponto Final!
E, outra coisa importante a ser dita: essa mentira inventada chamada “Orientação Sexual”, é a verdadeira caixa de pandora, pela qual inúmeras coisas abomináveis serão defendidas. Se essa maldição chamada “Orientação Sexual” não for anatematizada pela Sociedade Atual, logo veremos casos de necrofilia, ou seja, sexo com mortos, além de homens e mulheres querendo se casarem com portas, portões, cadeados e até mesmo árvores.
E, então, aí um certo dia, se verá a seguinte cena abominável:
- Olá, o que o Sr. deseja?
- Vim aqui me casar. Responderá o tal senhor.
- Com quem? Perguntará o responsável pela realização do Casamento.
- Com isso aqui. Responderá tal homem.
- Isso aqui o quê? Perguntará perplexo o responsável pelo casamento.
- Oras, a porta da minha casa, que eu tive o trabalhão duro de ter que trazer aqui para realizar o nosso casamento. Responderá tal homem.
- Não. Isso não é casamento. Falará o responsável pelo Casamento.
E, então, aparecerá o promotor Público, e dirá:
- Tu tens a obrigação de casar ele com a porta da casa dele, pois se não o casares, estará desrespeitando a Orientação Sexual dele. E, isso é portafobia. Se se recusares o prenderei por portafobia.
Agora, já imaginaram tal absurda cena! Isso inevitavelmente ocorrerá se não se banir imediatamente da nossa sociedade essa coisa imunda e abominável chamada “Orientação Sexual”, que aliás não existe, mas que infelizmente têm sido apoiada por muitos e está trazendo sérios males para a nossa sociedade e ainda trará males ainda piores para a sociedade em que vivemos. Aviso está dado!
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 
O  que  mais  se  precisa  hoje  em  dia  não  é  intolerância  e  nem  tolerância,  mas  de  equilíbrio.  Falta  muito  equilíbrio  hoje  em  dia.
Muitos  vivem  falando  e  clamando  por  tolerância,  mas  o  que  realmente  precisa-se  hoje,  não  é  de  mas  tolerância,  mas  e  de  EQUILÍBRIO.
Atenciosamente,  Carlos  Henrique  Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Quer ter uma vida alegre e cheia de alegria e contentamento? Nunca busques, ou procures ou queiras que os outros te aceitem, te celebrem ou te compreendam. Não se preocupe com isto e nem busques isso. Pois se procurares que às outras pessoas te compreendam, te aceitem, ou te tolerem e te celebrem, tu vais ser sempre um infeliz nessa vida, e sempre viverá em depressão, e sempre se decepcionará. A vida é feita também de rejeições, incompreensões, intolerâncias de outras pessoas, e de pessoa que nem querem nos verem. Portanto, temos que estarmos preparados e prontos para suportarmos essas coisas se queremos realmente vivermos nossas vidas.
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Se há uma coisa que é bem curioso, e que anda a ocorrer neos dias atuais, é o seguinte: nesses últimos tempos têm-se propagado e muito essa tal de “auto-estima”, e muitos têm sse “auto-estimado”. Só que na mesma proporção têm-se aumentado o número de pessoas depressivas, e que sofrem de solidão.
Agora, a pergunta que eu faço é a seguinte: será que ninguém está a perceber uma estreita correlação entre o aumento da auto-estima e o aumento de pessoas depressivas e solitárias?
O que se pode notar, ainda que muitos não o enxerguem, é que a depressão aumenta a medida que às pessoas buscam se auto-estimarem mais ainda. O amor-próprio, a auto-estima, anda inevitavelmente, ao contrário do que se prega atualmente, a vidas cada vez mais depressivas. So que os ditos “especialistas”, por razões óbvias - já que são os grandes propagadores da auto-estima - jamais irão admitirem tal coisa, pois seria um forte testemunho contra todo esse “Movimento da Auto-estima”, e seria admitir que seus pressupostos e seus ideais, assumidos por muitos, estão totalmente errados.
Bom, vou terminando esse post por aqui.
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Toda Sociedade e Civilização, quando já se está a chegar-se ao seu fim, quando já se está a caminho de sua extinção, têm sempre alguns indícios que indicam o fim próximo da mesma, e a Civilização Ocidental demonstra claramente esses indícios, que são os seguintes abaixo relacionados:
a) o discurso de que a sociedade está evoluindo. (Toda sociedade que está em processo de extinção sempre vêm com um discurso desse tipo).
b) o discurso de que estamos progredindo e de que os tempos são outros, e que se precisa de se adaptar aos novos tempos. (toda sociedade e civilização em processo de extinção sempre têm um discurso desse tipo);
c) a desvalorização da família.
d) a promoção do homossexualismo e de outros tipos de pecado como se fossem algo normal.
e) o desprezo e menosprezo para com Deus, para com a Religião.
f) o se achar que são mais inteligentes do que os que viveram no passado, ou seja, o chamado Orgulho. Quando dizer-se que tenho orgulho disso ou daquilo está na moda, já é indício totalmente suficiente de que se caminha tal sociedade para a extinção.
Esses indícios acima já demonstram claramente que a Civilização Ocidental está nos seus últimos dias e tempos. E, a própria Sociedade Ocidental esta a apressar esse processo e a colaborar com o seu próprio fim.
Bom, o recado e o alerta foi dado.
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Hoje vou falar sobre amor-próprio, amar ao próximo e a Deus. Bem estou ciente que o que vou dizer vai ir na contramão do que hoje é alardeado no mundo inteiro, e em muitas Igrejas. Mas, tenho que dizer o que diz a Bíblia, mesmo que o preço a pagar seja ser queimado na fogueira.
Hoje em dia, o ensino têm sido esse aqui: “Se eu não amar a mim mesmo como poderei amar ao meu próximo.? Você têm que amar a si mesmo para poder amar ao seu próximo e a Deus.”
Muitos buscam se basearem na seguinte passagem: “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo”.
Pois bem, vamos começarmos pelo texto bíblico.
Tal passagem Bíblica está inserida em Mateus 22 versos 34 ao 40, que fala dos Dois Grandes Mandamentos da Lei de Deus. Jesus disse que desses dois Mandamentos, ou seja, do Amar a Deus e do amor ao próximo, depende toda a lei e os profetas. Portanto, não existe um terceiro mandamento em tal texto. Não existe um mandamento dizendo: “Amarás a si mesmo”. Só existem os mandamentos que ordenam amar a Deus e amar ao próximo.
Mas, e o “como a si mesmo”?
Como é um verbo de comparação. Quando Jesus diz: “como a si mesmo”, Jesus não está ordenando a amar a si mesmo, mas apenas comparando, fazendo uma comparação de como deve ser a intensidade do nosso amor para com o nosso próximo. Nada mais do que isso. Não é o ensino de Jesus de que devemos amarmos a nós mesmos. O foco do amor está voltado para o nosso próximo. Jesus tira o foco do “eu” e coloca para fora de nós, e não mais em nós mesmos.
Então alguém perguntará: “Então devemos nos odiarmos a nós mesmos?” Não. Ódio próprio não existe. Ninguém pode odiar a si mesmo, e é impossível alguém verdadeiramente se odiar, e não é o que quero dizer. Em Efésios 5 verso 29, prova claramente a impossiblidade de alguém se odiar a si mesmo, pois está escrito: “Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes, a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja”.
Portanto, segundo a Escritura Sagrada, o foco do nosso amor deve estar voltado não para nós mesmos, mas para Deus e para o nosso próximo.
E, agora, teremos que tratarmos da seguinte frase, muito famosa em nossos dias, que diz: “Se eu não amar a mim mesmo como poderei amar ao meu próximo? Você têm que amar a si mesmo para poder amar ao seu próximo e a Deus.”
Primeiramente: tal frase destoa totalmente do ensinamento Bíblico. A Bíblia jamais ensina tal coisa. Não é ensino Bíblico que para amar ao nosso próximo e a D eus devemos primeiramente amarmos a nós mesmos. Isso não é Bíblico. Daqui a pouco veremos o que é que nos leva verdadeiramente a amarmos a Deus e ao nosso próximo.
Em segundo lugar: isso tira o foco do amor, de acordo com o ensino Bíblico, que deve ser em primeiro lugar a Deus e depois ao nosso próximo, colocando o foco do amor em si mesmo, tornando-se assim o foco como sendo nós mesmos, levando a uma sociedade de pessoas egoístas, que só vão se preocuparem consigo mesmas.
Em terceiro lugar: isso não passa de pura desculpa para a falta de amor ao próximo e a Deus. Não me retratarei quanto a isso, pois se eu devo amar a mim mesmo para depois amar ao meu próximo e a Deus, isso inevitavelmente leva a seguinte conseqüência: numa justificativa e desculpa para mim não amar ao meu próximo e a Deus, levando assim às pessoas a justificarem o por quê que não amam ao seu próximo. Uma mulher que abandona seu filho, com esse tipo de coisa, pode dizer: “Abandonei-o, pois tenho que amar a mim mesma primeiramente para depois poder amar a ele.” Queiram ou não, às conseqüências lógicas acabam sempre sendo essas. Quantas mulheres hoje em dia abandonam seus filhos e filhas? Será que não é pôr estarem focadas no amor-próprio, na auto-estima, que hoje tanto se é apregoada pelos quatro cantos da terra? Lógico que sim. Hoje, com tanta violência, com tanto menor abandonado, estamos a colhermos os frutos de uma sociedade que tanto preza o amor-próprio, e que está cada vez mais focada em sua auto-estima, e deixando cada vez mais de amar ao seu próximo.
Em quarto lugar: o que às pessoas precisam não é de mais auto-estima, de mais amor-próprio, de uma auto-imagem positiva, de auto-aceitação. Essa não é a solução para os problemas, e não é o caminho, mas é a causa de uma sociedade que só fica preocupada consigo mesma, e que pouco importa com os demais. As pessoas não precisam dessas coisas. As pessoas precisam de mais amor ao próximo, de mais auto-negação, de mais auto-renúncia. Isso sim é o que precisam.
Em quinto lugar: ensinar amar ao próximo como a si mesmo e amar a Deus não é ensinar a se auto-estimar e nem a se amar a si mesmo. Auto-estima e amor-próprio nada têm a ver com o amor ao próximo e amor a Deus. Uma pessoa que é ensinada a se auto-estimar e a amar a si mesma, só vai amar mais a si mesma, mas jamais chegará a amar a Deus e nem a amar ao próximo.
Posto estes pontos, vamos ao ponto seguinte: O que é que biblicamente faz com que uma pessoa venha a amar a Deus e a amar ao próximo?
João 4 versos 19 ao 21, nos diz: “Nós o amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também seu irmão.”
O que diz o texto? Que nós o amamos porque ELE nos amou primeiro. Nós nos tornamos capazes de amar a Deus, pois primeiramente Deus nos amou. O amor de Deus por nós nos leva a amarmos a Deus. E, se nós amamos a Deus de verdade, isso nos leva a amarmos ao nosso próximo, pois quem não ama ao seu próximo, a quem vê, como poderá amar a Deus a quem não vê? Então, é o amor de Deus por nós que nos leva tanto a amarmos ao nosso próximo, a quem nós vemos, como a amar a Deus, a quem nós nos vemos, e é por essa causa - e não por nosso amor-próprio ou por nossa auto-estima - que nós somos capazes de amarmos ao nosso próximo e a Deus.
O amor-próprio, a auto-estima, o digo, só levará uma pessoa a amar a si mesma, mas jamais a levará a amar ao seu próximo e muito menos a Deus, pois o foco do amor-próprio e da auto-estima, sempre foi, e sempre será, o próprio “eu”. Agora, o amor de Deus por nós, é que nos leva a amarmos a Deus e ao nosso próximo. Se realmente amamos a Deus, e não estamos focados no nosso “eu” ou “amor-próprio”, temos que demonstrarmos amor pelo nosso próximo, sem ficarmos esperando nada em troca.
A Sociedade atual precisa, não de mensagens de auto-estima ou de amor-próprio, mas de ser ensinada a amar ao próximo e não a amar a si mesma. É necessário que Pastores e Pregadores, em vez de pregarem auto-estima e amor-próprio, preguem e ensinem a amarem ao próximo e não o amar a si mesmo. A sociedade atual já está saturada de amor-próprio, de auto-estima, de valor-próprio, de auto-imagem, de auto-aceitação, e cada dia mais esta mais se preocupando cada um consigo mesmo, e menos com o seu próximo.
Termino esta mensagem citando Apocalipse 3 versos 15 ao 19, que diz claramente: “Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu), aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê, pois, zeloso e arrepende-te.”
Que Deus abençoe a todos. Amém!
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Acabo de publicar o 81o Capítulo de Rouxinol O Paulinho mostra uma foto do que é um churrasco. Qual será a reação da Beatriz e de t odos ali no Orfanato, que são Sul Safirianos? O que será que vai acontecer, nesse novo capítulo? Por quê será que num casamento em Safira do Sul o noivo não bejia a noiva? Venha comigo nessa. Não deixem de ler mais esse importante Capítulo de Rouxinol.
Para lerem, cliquem no seguinte link: http://estoriasqueeuinvento.webnode.com.br/rouxinol/a81-capitulo/
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1
Add a comment...
Have him in circles
57 people
tania thomas's profile photo
Everalda Santos's profile photo
Cristiano Lage Campos's profile photo
Luiz Cláudio Ribeiro's profile photo
Vivendo na América (FACOSEUVISTO)'s profile photo
Thais Maria Gomes's profile photo
Carlindo Rodrigues Miranda's profile photo
ADRIANA MACIEL's profile photo
Bruno Faria's profile photo

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Quando você é aquilo que você realmente é, você jamais vai se preocupar em querer que os outros te aceitem, e nem mesmo buscará tal coisa. Você viverá sua vida normalmente e pela sua vida e pelo seu jeito de ser é que fará amigos.
Agora quando você finge ou busca ser algo que você não é você sempre vai precisar de aceitação para afirmar que é aquilo, e sempre procurará e clamará por tolerância, e outras coisas.
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Um pequeno trecho muito importante de "Auto-Estima Para Cristãos?
– Martin e Deidre Bobgan –". Para ler todo o conteúdo, clique no link mais abaixo.
"As pesquisas não apresentam justificativas em favor da auto-estima
Há alguns anos, o legislativo da Califórnia aprovou o projeto de criação da “Força-Tarefa Californiana para Desenvolver a Auto-Estima e a Responsabilidade Social e Pessoal”. O legislativo reservou para o projeto 245.000 dólares ao ano durante três anos, num total de 735.000 dólares. O duplo título da Força-Tarefa foi realmente muito pretencioso. Ninguém nunca conseguiu demonstrar que o estímulo à auto-estima está, de algum modo, ligado com a responsabilidade social e pessoal. Nem se provou que todos aqueles que demonstram responsabilidade social e pessoal possuem auto-estima elevada. Na verdade a auto-estima e a responsabilidade social e pessoal têm relação negativa e não positiva.
A Declaração do Objetivo da Força-Tarefa foi a seguinte:
Procurar determinar se a auto-estima e a responsabilidade social e pessoal são as chaves para descobrir os segredos do desenvolvimento humano sadio, de modo que consigamos atingir as causas e desenvolver soluções eficazes para os principais problemas sociais, fornecendo a cada californiano as mais recentes experiências e práticas quanto à importância da auto-estima e da responsabilidade social e pessoal.(1)
A Força-Tarefa acreditava que apreciar a si mesmo e fortalecer a auto-estima reduziria “dramaticamente os níveis epidêmicos dos problemas sociais que enfrentamos atualmente”.(2)
Há uma relação positiva entre a alta ou baixa auto-estima e a responsabilidade social e pessoal?
Com o objetivo de pesquisar esta relação, a Força-Tarefa estadual contratou oito professores da Universidade da Califórnia para examinar a pesquisa sobre a auto-estima e sua relação com as seis áreas seguintes:
1. Crime, violência e reincidência;
2. Abuso de drogas e álcool;
3. Dependência da Previdência Social;
4. Gravidez na adolescência;
5. Abusos sofridos por crianças e esposas;
6. Deficiência infantil no aprendizado escolar.
Sete dos professores pesquisaram as áreas acima e o oitavo resumiu os resultados, que foram publicados num livro intitulado The Social Importance of Self-Esteem(A Importância Social da Auto-Estima).(3) Esta pesquisa confirmou a relação entre a auto-estima e os problemas sociais?
David L. Kirk, colunista do jornal San Francisco Examiner, disse rudemente:
Esse… volume erudito, The Social Importance of Self-Esteem, resume todas as pesquisas sobre o assunto numa ridícula abordagem maçante de cientistas pretensiosos. Economize seus 40 dólares que o livro custa e conclua: Há pouquíssima evidência de que a auto-estima seja a causa de nossos males sociais.(ênfase acrescentada.)
Mesmo tendo procurado uma conexão entre a baixa auto-estima e o comportamento problemático, eles não puderam encontrar uma relação de causa e efeito. (Contudo, estudos mais recentes indicam uma clara relação entre o comportamento violento e a alta auto-estima.) Apesar disso, a fé na auto-estima não morre, e as escolas continuam a trabalhar para elevar a auto-estima.
Pior do que a continuação nos ensinamentos da auto-estima no mundo é a confiança que cristãos professos continuam a depositar nos ensinamentos da autovalorização e do amor a si próprios. Assim, o movimento secular da auto-estima não é um ataque frontal contra a Bíblia com linhas de batalha claramente demarcadas. Ao invés disso, é habilidosamente subversivo, e realmente não é obra de carne e sangue, mas dos principados e potestades, dos dominadores deste mundo tenebroso, das forças espirituais do mal nas regiões celestes, como Paulo diz em Efésios 6.12. Lamentável é que muitos cristãos não estão alertas para os perigos. Muitos mais do que podemos enumerar estão sendo sutilmente enganados por um outro evangelho: o evangelho do ego.
Para ler mais, cliquem em: https://blogdocarloshenrique.wordpress.com/2008/06/23/auto-estima2/


Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Agora, vou falar sobre esse tal de “Perdoar a si mesmo”.
Bom, para começar: aonde na Bíblia está algum mandamento ou algum texto que ensine ou ordene a “perdoar a si mesmo”?
Não vejo um só texto ou versículo da Bíblia aonde se ensine a “perdoar a si mesma”. O perdão na Bíblia, e de acordo com o ensino Bíblico é sempre dirigido a outrem.
Mateus 6 versos 14 ao 15, nos diz: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.”
Mateus 6 verso 12, nos diz: “Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.”
Mateus 18 versos 21 ao 22, nos diz: “Então, Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas até setenta vezes sete.”
Em todo esses três textos somos ensinados a perdeoarmos ao nosso próximo. Em nenhuma parte da Escritura se ensina que se deve perdoar a si mesmo, mas que se deve perdoar ao seu próximo, pois o perdão é sempre dirigido ao próximo, e não a si mesmo, e isto é devido a sua própria natureza.
A natureza do perdão é sempre em favor do seu semelhante, é um ato de se apiedar do seu próximo, e não de si mesmo.
O que cabe a pessoa que pede perdão, é crer no perdão, e não supostamente se “perdoar a si mesmo”, algo que inexiste.
Em Atos 8 versos 20 ao 24, lemos o seguinte: “Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade e ora a Deus, para que, porventura, te seja perdoado o pensamento do teu coração; pois vejo que estás em fel de amargura e em laço de iniqüidade. Respondendo, porém, Simão disse: Orai vós por mim ao Senhor, para que nada do que dissestes venha sobre mim.”
Vejamos o caso: Simão tinha achado que o dom de Deus se compra com dinheiro. Tinha cometido o pecado de Simonia. E, então, o Apóstolo Pedro exorta-o a que? A que se arrependa, e peça a Deus perdão por esse pecado, para que porventura lhe fosse perdoado o pensamento do coração de Simão. E, a isto, Simão lhes pede para que orem por ele ao Senhor, para que nada do que disseram viesse sobre ele. Neste texto vemos claramente que Simão fora exortado a que se arrependesse e pedisse a Deus perdão. O perdão pelo pecado que Simão cometeu só poderia ser perdoado por Deus. Somente Deus poderia lhe perdoar. Não exortaram a Simão a que se perdoasse a si mesmo. O perdão sempre vêm de fora, nunca de si mesmo.
Portanto, esse ensino de que uma pessoa deve “se perdoar a si mesma”, não encontra respaldo em nenhuma parte da Bíblia Sagrada, antes entra em choque com o próprio Ensino Bíblico. O perdão é sempre algo que se é dirigido para outrem, e não para si mesmo. O que compete a quem pecou é tão somente pedir perdão e crer no perdão, ou seja, crer que foi perdoada/perdoado o que é bem diferente de “perdoar a si mesmo”, que aliás inexiste e se é algo impossível.
Que Deus vos abençoe. Amém!
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
1

Carlos Henrique Xavier

Shared publicly  - 
 

Meus comentários sobre o vídeo.
Em Primeiro Lugar: não há nada em nenhum texto da Bíblia Sagrada que se fale em Ministério de Dança.
Em segundo lugar: querer justificar um suposto Ministério de Dança na Igreja com base no fato de haver música na Igreja é desconhecimento total das Escrituras Sagradas.
Em Terceiro Lugar: No Antigo Testamento, em relação ao Ministério Levítico se falou de Levitas que foram escolhidos para tocar instrumentos, para louvar a Deus com instrumentos musicais, com música, mas em nenhuma parte se fala de Levitas tendo sido escolhidos para dançarem no templo.
Em quarto lugar: esse discurso do tipo: “se não danço na Igreja aonde vou dançar?”, só revela uma coisa: total desconhecimento da Palavra de Deus, e total desconhecimento do que é ser uma Igreja e do que é culto, pois se fosse assim, então, teria que nos Cultos da Igreja ter que haver filmes, pois aonde eu assistira filme. Isso é querer uma Igreeja ao gosto do freguês.
Em quinto lugar: não é porquê estamos em tempos contemporâneos, que o Culto a Deus deve ser bem modernin ho. O Culto deve ser de acordo com o ensino da Bíblia.
Em Sexto Lugar: Jesus não ordenou dança, nem teatro, nem filmes ou quaisquer coisas modernas como método evangelístico para atrair as pessoas a Cristo. O método ordenado por Jesus Cristo, e utilizado por todos os Cristãos ao longo dos séculos, foi sempre a pregação da Palavra de Deus. E, s e alguém ao ouvir a Palavra de Deus, não vêm até Cristo Jesus, não significa fracasso ou insucesso de evangelismo. Lembremo-nos do que Jesus disse sobre aqueles que não escutarem aqueles que pregam o Evangelho. Nem todos que ouviam a Jesus creram NELE. Se fosse necessário teatro e dança para alguém ser evangelizado, naquela época tinha isso e muito mais, e Jesus poderia ter utilizado, mas escolheu simplesmente como método a pregação da Palavra. Está na hora de querer parar de ficar inventando novos métodos e se ater tão somente ao método ordenado por Jesus Cristo.
Em Sétimo Lugar: usar métodos de teatro, dança, e outros métodos, podem até trazer pessoas para Igreja, mas, porém, serão pessoas que só estarão na Igreja por causa de teatro e dança, sem raiz, e que não terão uma vida com Cristo Jesus. É melhor ter uma Igreja pequena cheia de convertidos verdadeiramente a Cristo Jesus, do que uma Igreja cheia de pessoas que estão longe de Jesus Cristo.
E, bom, para completar: concordo com o Pastor Batista. Estou de pleno acordo.
Bom, é isso aí.
Atenciosamente, Carlos Henrique Xavier.
 ·  Translate
2
People
Have him in circles
57 people
tania thomas's profile photo
Everalda Santos's profile photo
Cristiano Lage Campos's profile photo
Luiz Cláudio Ribeiro's profile photo
Vivendo na América (FACOSEUVISTO)'s profile photo
Thais Maria Gomes's profile photo
Carlindo Rodrigues Miranda's profile photo
ADRIANA MACIEL's profile photo
Bruno Faria's profile photo
Basic Information
Gender
Male