Profile

Cover photo
Helio Couto
3,583 followers|1,732,425 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
#livrearbítrio #amordoTodo #amorinfinito #centelhadivina #héliocouto #ressonânciaharmônica #ica

Igreja Cristã de Aton

A Onda portadora

Toda a informação que existe no universo é portada pela onda do Todo. Quando uma televisão emite a onda do programa pela antena a informação está dentro desta onda. Mas, esta onda que porta o programa também é a Onda portadora do Todo. Não existe nenhuma informação que seja transferida que não seja através da Onda portadora do Todo. Desta forma tudo no universo recebe sempre o Todo. O Todo é tudo o que existe. Tudo está dentro Dele.
Um homem levou seu cachorro para passear e encontrou um lugar que tem ratos suíços. Foi explicado para ele que o rato suíço é extremamente inteligente. Logo o cachorro, que é muito dócil e inteligente, pôs o focinho onde estava o rato suíço. O rato veio e ficou fazendo suaves movimentos no focinho do cachorro. Existe amor entre o cachorro e o rato. Este amor é o amor que permeia todo o universo. Que é a essência de tudo. Que é a base de tudo. Esse é o Amor do Todo. O amor que vai do cachorro para o rato e do rato para o cachorro. Dois seres na imensa criação do Todo e que se encontraram pela primeira vez. E a primeira coisa que fazem é passar amor para o outro. Amor incondicional. Sem nenhum interesse pessoal, nem agenda oculta de manipular, usar, etc. Um cachorro e um rato são capazes disto.

Medo de sentir

O Todo não é paternalista. O Todo dá imensa liberdade de ação para todas as criaturas. Todas as ações têm consequências é lógico, mas o Todo permite imensa liberdade de livre arbítrio.
Tanta liberdade assim provoca medo em muitas criaturas, pois elas têm de decidir o que querem e arcar com as consequências. São livres para decidir. Não são robôs. Livres num imenso universo. Para crescerem na medida que quiserem.
Na prática temos a seguinte situação: muitas pessoas vivas (daqui) tem medo de ir para lá (depois da morte). E os que estão lá (outra dimensão) tem medo de voltar para aqui. O medo continua o tempo todo. Para superar esse medo é preciso sentir que o Todo ampara a todos o tempo todo. O Amor do Todo é indescritível. Somente sentindo uma ínfima parte dele é possível avaliar o quanto é imenso e infinito. Somente o amor pode superar o medo e dissolver o medo. Para que se possa crescer em todos os sentidos. Toda descrição intelectual do Amor do Todo é uma pálida expressão em termos humanos. Somente quando a pessoa recebe amor numa dose tão avassaladora (que paralisa a pessoa, que supera todas as suas expectativas, seus paradigmas, seus medos, seus traumas) é que vislumbra o quanto o Todo é capaz de amar. Isso acontece toda vez que um ser humano faz o bem para outro sem condição alguma, sem interesse algum, sem ganhar nada, até perdendo às vezes, sacrificando-se pelo outro, que neste ponto a mente tem de dar um salto de complexidade para assimilar que está recebendo amor além do que jamais podia imaginar receber. Um cachorro faz isso pelo dono. O tempo todo. Um ganso faz isso pelos filhotes. Uma galinha faz isso pelos pintinhos. O amor que uma pata tem pelos seus ovos é indescritível. Isso é o Amor do Todo manifestado numa pata, num cachorro, num rato.  Este amor todas as criaturas podem sentir. Todos os humanos têm o potencial de sentir isso. Isso está na Centelha Divina dentro de cada um. Quando o Todo emana um feixe de luz que se une à Centelha dentro do ser, ela brilha imensamente. Nesse momento a Centelha está em todo o seu potencial. Mas, se a pessoa volta a sentir medo a Centelha diminui o brilho. Esta é a decisão pessoal. Deixar a Centelha brilhar ou não.
Muitas vezes a mente de um ser fica confuso pensando nestas questões. Os que estão do lado de lá pensam no que fizeram ou deixaram de fazer. Arrependimento, culpa, etc. Os que estão para vir para cá tem medo do que encontram aqui. E a confusão aumenta. A mente poderia ter paz se houvesse aceitação de que o Todo cuida de todos o tempo todo. A única forma é soltar e aceitar. Isso traz a paz. Tanto aqui quanto lá. O círculo vicioso pode ser rompido aceitando-se o Amor do Todo. E aí a Iluminação poderia ocorrer.
Medo de sentir o que? De sentir amor. Amor Incondicional. De sentir o Amor do Todo.
O Amor do Todo é uma frequência tão alta (quanto maior a frequência maior a energia portada na onda) que se não fosse dosado desintegraria o ser. Então o Todo dá o amor que o ser é capaz de assimilar. Fazendo isso ele expanda a sua capacidade de assimilar e pode receber mais. Este assimilar/expandir/assimilar é infinito. O amor não tem limites. Cada um sente dentro das suas possibilidades, mas as possibilidades são infinitas. Pode-se expandir sem limites.
http://heliocouto.blogspot.com.br/2015/08/a-onda-portadora.html
 ·  Translate
130
27
Marco Marques Guimarães's profile photoJakeline Alves's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XVI

Conhecimento é poder

Quando uma nova humanidade é colocada num planeta novo seus habitantes passam a ter de tomar decisões. Essas decisões são tomadas da mesma forma que um programa de computador opera:
If condição (uma coisa igual, diferente, maior ou menor em relação à outra)
Then (então pode ser uma outra condição ou um comando para fazer algo)
If condição
Then If condição
Then If condição
Else (ou pode ser uma outra condição ou comando)
If condição
Then
Else
Else
Else
Este é um exemplo simples, mas dá para entender o conceito. Uma pergunta que leva à uma resposta que leva a outra pergunta que leva à outra conclusão que leva à outra pergunta até chegar numa conclusão e agir em função desta conclusão.
Qualquer ser faz esse mesmo processo, seja consciente ou inconscientemente. É o processo de tomada de decisão. Por mais complexo que seja um problema esse é o protocolo para encontrar a solução e a resposta a qualquer problema. A capacidade de processar trilhões de decisões iguais às acima é que faz com que o cérebro humano seja impressionante. Já que ele trabalha de forma holística e não linear como o exemplo acima. Mas, qualquer computador que trabalhe de forma linear também chega às mesmas conclusões se tiver tempo para processar. Haja visto o que aconteceu com o jogo de xadrez quando o computador Deep Blue venceu o campeão mundial de xadrez.
No caso terrestre depois de 6 mil anos de história documentada, todos os erros já foram cometidos, todas as experiências já foram feitas e o acumulo de conhecimento é impressionante. Somente numa biblioteca existem mais de 155 milhões de itens em 470 línguas. Não existe falta de conhecimento. Qualquer assunto que seja foi analisado e escritos inúmeros livros sobre o assunto. Em qualquer área de atuação humana. Seja na ciência oficial ou no ocultismo. Praticamente tudo está documentado.
Qual é o motivo para a humanidade cometer erros continuamente?
Vejamos um exemplo simples:
Um conjunto de países resolve instituir uma moeda única para economias extremamente diferentes. Economias com capacidades de produção diferentes, produtos diferentes, pessoas diferentes, culturas diferentes, etc. É óbvio que colocar todos esses países com uma moeda única é uma coisa fadada ao fracasso no estágio atual da humanidade do planeta Terra. Um planeta só pode ter uma moeda única quando o paradigma materialista foi superado. Quando há uma economia espiritualista. E estamos muito longe disso no momento atual da Terra. A mesma coisa vale para se eliminar o meio circulante, como se fala que é o objetivo seguinte. Isso é completamente irreal e só trará mais problemas.
Só existem duas formas de fazer trocas: escambo ou moeda simbólica. Ou se troca mercadorias (uma galinha por um conserto de pneu) ou usa-se um meio de troca que simboliza a galinha (dólares, euros, reais, etc.). Usar um meio de troca é muito mais prático e por isso foi adotado por todos os povos. Inevitavelmente surgiu o câmbio de moedas. Pois cada moeda tem seu valor definido por razões muitas vezes psicológicas. Uma avaliação mais ou menos abstrata em função das informações que se tenha daquela economia ou do que se acha que acontecerá com ela. Desta forma uma nação tem formas de aumentar suas vendas desvalorizando sua moeda. Da mesma forma que uma pessoa aceita um salário menor. Essa flexibilidade é fundamental numa economia competitiva. Uma nação que produz mais e deve menos tem sua moeda valorizada. E o contrário também é verdade.
Antigamente quando existia o padrão ouro (a moeda era lastreada em outro ou feita do próprio ouro), o qual dava mais garantia para que possuísse aquela moeda. Isso foi abandonado em 1971.
Friedrich Hayek propôs que se deveria ter várias moedas em circulação num país. Isso evitaria o monopólio do meio circulante e daria mais flexibilidade aos cidadãos nas suas trocas. Até hoje isso não foi feito.
Chegamos no século XXI com vários países concordando em ter uma moeda única. Mesmo com economias completamente diferentes. Se uma pessoa está endividada extremamente qual é o risco de emprestar mais para ela? Se uma pessoa tem muito dinheiro no banco qual é o risco de emprestar para ela? Isto é um valor simbólico. Cada pessoa destas tem um valor simbólico. Quanto vale o que é independente e outro que na prática é um escravo? Se você tem essa informação qual taxa de juro cobraria pelo empréstimo? (Estou explicando como funciona o planeta Terra no momento. Não estou defendendo nem uma posição nem outra. Apenas mostrando as variáveis.) Se a capacidade de produção de seus habitantes é diferente como ter uma moeda única? Se uma pessoa resolver gastar o tempo passeando e outra estudando, dentro de certo tempo quanto valerá a capacidade de trabalho das duas? Portanto, existem diferenças fundamentais entre duas economias e isso tem de refletir no valor de suas moedas.
O mesmo vale para todas as “bolhas” financeiras, o Crash de 1929, 2008 (assistam o filme “Margin Call) e todos os demais assuntos humanos.
Visto isso a questão é: os seres humanos querem aprender como fazer certo da primeira vez ou não? Os seres humanos aprendem com a história? Ou tendem a repeti-la vezes sem conta? Os seres humanos aceitam aprender ou não? Os seres humanos querem evoluir ou não? Os seres humanos aceitam ser orientados ou não? E aqui entram dois fatos: Sócrates e Giordano Bruno. Só para citar dois, mas existem inúmeros. Todos os dois foram condenados à morte por ensinar. Seguidamente a humanidade elimina os que tentam fazer a humanidade avançar. E com todo o conhecimento acumulado e adquirido chegamos no século XXI nesta situação!

Hélio Couto
www.heliocouto.com
www.heliocouto.blogspot.com
 ·  Translate
47
15
Tatiana Muramatsu's profile photoDaniela Lima Lima's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XIV

‘Alea jacta est’

Caio Júlio César gritou antes de atravessar o rio Rubicão: Alea jacta est. (A sorte está lançada).
Isto é o que acontece quando fazemos dívidas. Não há retorno. É preciso pensar muito bem antes de fazer dívidas. É o caminho certo para ter problemas na vida.
Quando uma pessoa está imersa na Matrix ela está “dormindo”. Não enxerga a realidade nua e crua. Vê um mundo que não existe e acredita que ele é real. E agir sem base na realidade só traz problemas. Enxergar a realidade é expandir a consciência. Até um segundo atrás a pessoa achava uma coisa e no segundo seguinte ela acha outra. A consciência ganhou em complexidade. Isso é o que queremos dizer quando expandiu a consciência. A pessoa consegue fazer análises mais complexas da realidade. Consegue analisar mais variáveis. O que antes era preto ou branco passa a ter 16 milhões de cores (que é o que espectro de cores. É quando compreende que o gato está morto, está vivo, está morto e vivo, e nem morto nem vivo. Tudo isso ao mesmo tempo.
Nesse ponto as leis econômicas são claras e a pessoa consegue tomar decisões acertadas nos negócios e em tudo o mais na vida. Isso é o que se chama Iluminação Espiritual. Quando o véu da realidade é rasgado e vemos tudo claramente. Sem disfarces nem ilusões. Sem esperanças infundadas fruto das racionalizações do ego. Do tipo: “agora vai”, “tem de dar certo”, “depois do carnaval vai”, etc. No mundo dos negócios como na guerra não há lugar para “esperança”. Ou se enxerga claramente o campo de batalha e todas as variáveis da batalha ou a derrota é certa. O mesmo acontece nos negócios. E nas negociações também. Nunca se deve colocar o outro numa situação sem saída. É preciso sempre ver os dois lados da questão (no mínimo) e procurar o resultado melhor para todos. Entender exatamente o Dilema do Prisioneiro é fundamental e entender que quando um ganha e outro perde todos perdem. Quando isso é entendido todos os negócios frutificam para todos.

Hélio Couto
www.heliocouto.com
www.heliocouto.blogspot.com
 ·  Translate
44
14
Rivanda Lopes Martins's profile photoTatiana Muramatsu's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
Mandala Unificação com o Todo Vejamos dois exemplos para facilitar a compreensão: Um homem extremamente poderoso, que é dono de todas as fortunas num planeta. Imagine juntar todos os bilionários de hoje em uma só pessoa. ...
68
17
Ceiça Bertrami's profile photoNilson Pereira's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XI

É comum aparecerem novas distrações ou problemas quando a pessoa decide crescer em alguma área. As crenças profundamente gravadas no inconsciente agem para impedir qualquer mudança no status quo.
A pessoa começa a criar todo tipo de situações para não ter que sair da zona de conforto e mudar.
É evidente que se a maioria das pessoas quisesse progredir aceleradamente em todas as áreas e em larga escala o planeta Terra seria de outro jeito. A dificuldade de fazer qualquer coisa mudar, evoluir, “andar” é extrema. Podem notar quanto leva para uma obra qualquer ser executada no planeta. Tudo é como um “parto”. Porque é assim?
Porque para crescer é preciso sair da zona de conforto todos os dias. Todos os anos. A vida inteira. Nunca estar confortável. Se impor desafios sem parar, fazendo coisas cada vez mais difíceis. Ler livros difíceis que aumentem a compreensão do mundo. Existem poucos desses livros, portanto todos tem tempo durante a vida para lê-los.
A única maneira de ter certeza de como é a realidade é testar por conta própria. Mergulhar no desconhecido para ter a experiência de primeira mão. O resto é conhecimento intelectual de ouvir falar, assistir aulas, ler livros, etc. Somente o conhecimento pessoalmente adquirido é válido. Para isso é preciso estar disposto a correr riscos, errar e voltar a tentar até conseguir o conhecimento. Qualquer outra coisa é crença que não tem fundamento. Tudo pode ser posto na mente para que a mente acredite. É de conhecimento geral que para pôr uma crença é preciso forçar um trauma doloroso e ao mesmo tempo afirmar o que se quer que a pessoa acredite. É como uma tortura, mas com fim de pôr uma crença. Quando a pessoa sofre uma dor o inconsciente se abre totalmente. Nesta hora tudo que for falado será gravado. Outra forma é a dialética. Conversar durante muito tempo, só que isso leva tempo e tempo é dinheiro. Então o que se prefere normalmente é o trauma consciente. Essa repetição é que grava as crenças.
Já sabem que uma coisa repetida n vezes passa a ter aparência de verdade. Por mais inverdade que seja. E a consciência cria a realidade da pessoa exatamente do jeito que está no seu inconsciente e nas crenças. Por isso sempre se usou as guerras, genocídios, terror, tortura, inquisição, extermínio de indígenas, escravidão, mutilação e tudo o mais para impor uma crença. Feito isso o resto é fácil para quem está manipulando. Isso é possível por causa da zona de conforto que se quer ficar.
Muito tempo atrás foi feito um filme sobre isso e a pessoa que estava sendo torturada e que queriam colocar uma crença na cabeça dela conseguiu um parafuso e o mantinha na mão para causar dor em si mesmo. Essa dor impedia a gravação da crença porque a pessoa estava sofrendo dor porque queria não ter a mente “lavada”. Portanto, a dor funciona nos dois sentidos. É por isso que sair da zona de conforto sempre é eficiente. Isso provoca dor, insatisfação, etc., e isso faz com que mantenhamos o que queremos na nossa mente e ninguém mais consegue mudar isso. Essa é uma forma. É preciso sofrer para manter a independência da nossa mente.
Outra forma é a alegria. A maneira de desprogramar a mente é ter alegria. Isso quebra a programação anterior. Tem de ser uma alegria profunda, pois tudo que grava no inconsciente tem de ser profundo e forte. Se tivermos alegria constante e profunda também será impossível mudar a nossa mente.
Portanto, existem várias maneiras de nos defendermos e colocarmos o que queremos na nossa mente. Para isso é preciso que haja uma escolha consciente de opção pela evolução e fazermos o que for preciso para evoluir. Custe o que custar. É preciso pagar o preço. Como se diz: não existe almoço grátis. No universo tudo é uma troca. Entra energia e sai energia. Para sair a energia do controle é preciso por outra energia no lugar. E energia é igual à informação. São dois lados da mesma moeda.
Desta forma, todos podem analisar o que acontece nas próprias vidas. Criaram carmas (débitos) no passado? Isso tem de ser resolvido e limpada essa energia. Um simples troco errado de um caixa de banco que deixamos passar e levamos o dinheiro conosco criará carma. O caixa será prejudicado e terá de pagar do próprio salário. Passar na frente dos demais numa fila de espera faz a mesma coisa. Atrasa a vida de todo mundo. Subir numa rua na contramão é a mesma coisa. E assim por diante. Presenciaram essas coisas ultimamente? Perceberam que isso passou a ser o normal? O que isso significa em termos sociais? Quais as consequências?
É por isso que quando as coisas não dão certo ou demoram para acontecer é preciso avaliar profundamente a própria vida e analisar esses eventos e todos os demais. É preciso limpar tudo isso e só uma mudança de consciência faz essa limpeza. Uma mudança de visão de mundo.
Se temos uma rua com contramão para subir e as duas ruas paralelas a ela são mão para subir, porque as pessoas teimam em subir na contramão? Se tanto de um lado como de outro elas terão de andar um quarteirão? Porque não andar o quarteirão antes de subir na contramão? Este é um pequeno exemplo, mas dá uma ideia do tamanho do problema que é mudar para crescer.
E perceber o quanto é difícil estudar mais, trabalhar mais, não fazer nada destrutivo, usar o tempo de maneira positiva, sem vícios e adições, conservando a mente focada em coisas positivas o tempo todo. Sempre lembrar que a vida da pessoa é exatamente igual ao conteúdo da própria consciência. Sem tirar nem por. Se um vendedor acha que é fácil vender ele venderá, se acha que é difícil será difícil vender. Se um time entrar em campo pensando que já perdeu perderá. E assim em tudo na vida. Exatamente o que a pessoa pensa. Se a pessoa pensa que a vida não vale a pena, que melhor seria ir embora do planeta, ficar na praia sem fazer nada, etc., que tipo de vida essa pessoa terá? E tudo isso são crenças. A pessoa já testou se a vida é ruim? Ela já fez um esforço para mudar isso? Somente depois que fizer tudo que pode para melhorar é que poderá afirmar que a vida é ruim. Se não fizer o teste por si mesma não saberá a verdade.
É exatamente isso que o filme “Matrix” mostrou. A pessoa tem de querer sair da Matrix, senão ela não se desligará. E pensará que está vivendo uma vida quando na verdade está dentro de uma ilusão virtual. Logo estarão à venda os aparelhos de realidade virtual. E todos poderão confirmar o que está postado aqui.

+Helio Couto 
www.heliocouro.com
www.heliocouto.blogspot.com
 ·  Translate
32
11
Dulce Santos's profile photoAdriano Soares's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento X

Para se ter uma ideia de quanta resistência existe ao crescimento basta ver as incubadoras de novas empresas. As chamadas startup. São empresas inovadoras, escaláveis e com grande grau de incerteza.
Quantas dessas empresas são um sucesso? Lembram-se da “bolha” ponto.com?
A questão é a mesma daquela situação em que coloquei um exemplo de se dar dinheiro para uma pessoa que fala que só precisa de dinheiro para progredir. Quantas pessoas ganhando o dinheiro cresceriam? É um número ínfimo.
Quanto mais fácil é a vida mais a zona de conforto é forte. As pessoas que criam essas startup de sucesso são auto motivadas. Não dependem de nenhuma força externa para progredir. Eles têm o impulso do crescimento. Sabem que para ser um empresário é preciso saber sofrer. Ninguém consegue o sucesso sem sofrer. É uma ilusão pensar que é possível ter sucesso sem decepções, desilusões, perdas, erros, insucessos, etc. Há um preço a ser pago para ser independente. Isso normalmente não é falado.
Quando a realidade se impõe quantas dessas empresas continuam a existir? É nesse ponto que aparece a auto sabotagem e a resistência. Um empreendedor cresce sozinho. É preciso avaliar bem essas incubadoras para não se jogar dinheiro fora. Quanto mais facilidade menor o esforço.
Imaginem todos os ganhadores de loteria? Todos criaram empresas de sucesso? Ou estão gastando o dinheiro? Caso não houvesse resistência como estaria este planeta? Recursos não faltam. Quais os limites do crescimento? No caso dos negócios veja a fortuna dos bilionários. Esse é o limite no momento. Quantos existem? No momento existe 1% com a maior parte da riqueza do mundo. O que os outros 99% estão fazendo? Qual a motivação que eles têm?
Quando uma pessoa de poucos recursos começa a progredir o que ela escuta dos conhecidos? Que dinheiro não é tudo na vida! E estas pessoas estão numa situação sub-humana de vida. Isto é uma racionalização ou não? Quantas dessas pessoas em condições sub-humanas estão fazendo todo o esforço que podem para progredir? Quantas estão lendo livros que expliquem como sair dessa situação? Quantas estão indo em palestras?
E as pessoas que já tem o que comer e onde morar? Estão fazendo o máximo para melhorar? O máximo é colocar toda a energia vital em melhorar. Todos nascemos com uma quantidade x de energia vital. É uma conta corrente. Essa energia está sendo gasta em que? É aí que se vê a resistência ao crescimento.

Hélio Couto
www.heliocouto.com
www.heliocouto.blogspot.com
 ·  Translate
36
11
alexandre silveira's profile photoAngela Barbosa's profile photo
Have him in circles
3,583 people
Ariadni Lamar Speciale's profile photo
Marglete D's profile photo
Ana Rosa Figueira de Castro's profile photo
laura santos's profile photo
LI CHAVES's profile photo
Domingos Yezzi's profile photo
Francis Willehem's profile photo
Bruna M. Verona's profile photo
Moisés Felipe's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XVII

Além da negação

Uma técnica inicial para superar a negação da realidade é se lembrar de alguma vez em que fez a diferença neste mundo. Não importa em que encarnação foi nem a quanto tempo foi. Pode ser na infância. Uma atitude que fez a diferença. Que fez o mundo melhor, que contribuiu, que ajudou, etc. Este mínimo esforço mental terá um enorme resultado no final. É uma onda positiva que vibra dentro da pessoa. Essa onda ressonará em todo o resto e outras virão em seguida.
Quando a negação foi superada começará a verdadeira aventura. Como diz na série Star Trek: “indo onde nenhum homem jamais esteve”. A fronteira final é o relacionamento com o Todo. Explorar esse sentimento é o máximo que se pode almejar na vida por toda a eternidade. E a profundidade deste sentimento só pode ser avaliada por cada um. O Tao não pode ser explicado, tem de ser vivenciado. Por cada ser do universo. E a profundidade disto não tem fim. É infinito em qualquer sentido e direção.
Quem é o Todo? Puro Amor Incondicional. Tão simples que é difícil acreditar. E de aceitar. Toda vez que se sente amor incondicional é o Todo sentindo. Amor incondicional não depende de nenhum fato externo, nem do que o outro fez, faz ou fará, não depende do outro ser um torturador, um serial killer, predador, etc., não importa o que é. Isso não quer dizer que se vá “passar a mão na cabeça” do torturador, nem deixar que abusem de nós. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Amar incondicionalmente é como o Todo ama. Nasce o sol para todos. Mas, cada um colhe o que plantou. As consequências são inevitáveis. Como se diz: “a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. E o Todo continuará amando o ser e ensinando sem parar para que o ser possa ser feliz. Portanto, todo predador de que tipo for colherá o que planta. Mais cedo ou mais tarde. Isso é irrelevante. A contabilidade é eterna. É sentindo amor que se pode relacionar com o Todo e explorar as nuances deste sentimento. O amor não tem limite nem fim. É um sentimento que se aprofunda sempre. Nunca se extingue. Sempre se renova. Infinitas variações e formas de expressão.
O Todo ensina o tempo todo, orienta, encoraja, enxuga as lágrimas, dá força e coragem, motiva a melhorarmos sem parar e evoluirmos no máximo da velocidade que consigamos. Respeitando sempre o livre arbítrio de cada um.
Um pequenino passo inicial é se lembrar desta vez em que fez uma diferença no mundo para melhor. Todos podem fazer isso. Não importa em que situação estejam. Uma simples lembrança.

Hélio Couto
www.heliocouto.com
 ·  Translate
63
22
Tatiana Muramatsu's profile photoVera Maria's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XV

Dívidas e Vendas

O taoísmo propõe o seguinte: Ação através da não-ação. Esta é a maior força que existe. É a maior ação que se pode fazer.
Se um ocidental entender isso como não fazer nada é por conta e risco dele. Não é isso que o Tao diz. É um profundo conhecimento de como funciona o universo. É a força de acreditar completamente no Todo e entregar-se à Ele. É mais que fé. É conhecimento. Quando a pessoa se rende ao Todo é que é possível o Todo trabalhar junto com a pessoa.
Todo vendedor deveria saber disto na palma das mãos como se fala. Deveria estar entranhado nele esse conceito. Nunca impor nada, não manipular de forma alguma, não “enfiar goela abaixo” do cliente, seja lá o que estiver vendendo ou fazendo. Isso se aplica a tudo na vida. Toda vez que se põe pressão ou se manipula para conseguir algo, vai contra o Todo. E não funcionará no longo prazo. Porque isso cria carma. E todo carma terá de ser resgatado de um jeito ou de outro. E nunca esquecer que a memória do carma não se apaga. Pode-se pagar a dívida com o banco, mas nunca se esquece que deveu para o banco e como sofreu para pagar. Nenhuma informação se perde no universo. Tudo está gravado para sempre. Por isso a memória não acaba nunca. Esta é a essência dos registros akashicos.
Existem inúmeras técnicas para manipular alguém e vender algo. Todas funcionam com perfeição, pois foram testadas durante milênios. Psicologicamente não há defesa para isso. Somente se a pessoa que está sendo alvo tiver soltado tudo é que terá defesa. Tendo um ego em ação não terá defesa, pois as técnicas visam o ego. E soltar tudo é um longo trabalho de evolução. Leva tempo e uma decisão férrea de se unir ao Todo. É por isso que é tão fácil vender qualquer coisa. Porque o ego é fácil de ser manipulado. E é aí que entra o carma. Cria-se um débito que terá de ser compensado.
Uma coisa é fazer uma venda que é boa para os dois lados. Todos ganham. Com uma decisão racional do comprador. Outra coisa é manipular as emoções do comprador para forçar uma venda. Isso impede o livre arbítrio do comprador e é isso que gera o carma. Isso vale para tudo que se fizer na vida. Onde não há Equilíbrio de Nash tem algo errado.
Este é o conhecimento que vale qualquer esforço para conseguir. Somente o espírito pacifico pode vencer a guerra. Isso é o Tao.

Hélio Couto
www.heliocouto.com
 ·  Translate
47
10
maria elena alves de almeida's profile photoDulce Santos's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
#zonadeconforto   #trabalho   #héliocouto   #ressonânciaharmônica   #igrejacristãdeaton  

Resistência ao crescimento XIII

Zona de conforto e dívidas

É possível haver crescimento sem endividamento?
Um rebanho de bois e vacas cresce sem parar sem nenhum endividamento. Se deixarmos a natureza agir sem interferência haverá crescimento constante. Uma plantação cresce da mesma maneira. Sempre com equilíbrio durante mais de 4 bilhões de anos neste planeta. Está provado que funciona, caso contrário não estaríamos aqui.
O boi faz a sua parte, a vaca faz a sua parte, o milho faz a sua parte, as minhocas fazem a sua parte, as abelhas fazem sua parte e assim por diante. Tudo funciona em equilíbrio cada um fazendo a sua parte. É o que se chama Equilíbrio de Nash. Não há Dilema do Prisioneiro. O boi não vê a vaca como adversária e a vaca não vê o boi como uma disputa de poder. Nenhum acusa o outro de estar levando vantagem e se nega a fazer sua parte. Nem ficam discutindo filigranas de contrato para ver quem leva vantagem competitiva.
O problema começa quando uma parte quer fazer menos do que pode e deve, deixando para o outro o maior encargo do crescimento. Viver às custas dos demais. Um filho pode se valer da sua situação e obrigar os pais a sustenta-lo pela vida toda. Porém, isto tem consequências.
No universo como na contabilidade existe uma regra simples: entra debita sai credita. Essa é a regra fundamental da contabilidade. E também é assim a Contabilidade Cósmica. Toda vez que entra algo, seja um valor, um serviço, uma doação, etc. para alguém esse alguém está devedor daquilo. Toda vez que alguém dá algo, provê um serviço, produz algo está credor daquilo. Tudo simples e equilibrado. Existe um lançamento contábil de débito e de crédito. Por exemplo: todo mendigo que recebe uma doação fica devedor. Pode pagar imediatamente dando um sorriso de agradecimento e um “muito obrigado”. Há equilíbrio. Pagou o débito fazendo algo positivo pelo doador. Caso contrário estará em débito. E todo débito tem de ser pago um dia...
Evidentemente algumas pessoas pelo universo a fora, em muitos planetas tem a ideia de que podem viver com débitos eternos. Podem endividar-se eternamente achando que o demais tem a obrigação de emprestar mais e mais e sustenta-los pela eternidade. Esta é uma ideia que tem sérias consequências inevitavelmente.
Vejamos uma sociedade que usa trabalho escravo. Durante séculos os escravos são usados para criar a riqueza. Tem-se 100% da mais valia do escravo. Isso gera uma acumulação de capital gigantesca. Isso é que forma os impérios. Enquanto Roma pode conquistar e ter mais escravos o crescimento estava garantido, mas quando a expansão foi longe demais e escassearam os escravos, a crise foi inevitável. Este exemplo se aplica a todos os impérios de todos os tempos em todos os planetas. E quando não são escravos por raça são escravizados politicamente ou apenas para suprir uma cota de escravos para tal empreendimento. Infinitas possibilidades.
Pode uma pessoa, uma empresa, um país ou um planeta viver eternamente se endividando?
Depende da capacidade de negociação, estratégia de negócios, etc. conseguir mais endividamento e “rolar” o existente. Porém, num sistema fechado e finito é evidente que isso terá um limite. No caso de um planeta que saque recursos do meio ambiente sem nenhuma consideração pelo futuro, usando o “mercado futuro” dos recursos do planeta, haverá um esgotamento dos recursos e quem está vivendo deste “mercado futuro” terá sérios problemas de sobrevivência. Mesmo os dinossauros chegariam nesta situação se fosse dado tempo ao tempo para usarem todos os recursos à disposição. Existem formas de equilibrar qualquer situação e é isso que acontece no devido tempo.
Pode-se usar contabilidade criativa para esticar esse prazo, mas o prazo não é eterno.
A questão da zona de conforto está totalmente ligada à situação do endividamento. Porque não fazer tudo que se pode para ser independente? Porque querer que outros paguem a conta da nossa vida? Porque não ganhar a vida com o próprio esforço? É isso que acontece quando se encontra formas de “empurrar” a conta para outros. A zona de conforto pode ser tão grande que conscientemente a pessoa opte por perder a independência e caia na dependência econômica. Faz o mínimo que pode e vive às custas de alguém. Até que um dia o equilíbrio tem de ser restituído.
Essa zona de conforto pode ser racionalizada com inúmeras desculpas. Do tipo: nasci assim, sou burro, comigo nada dá certo, sou uma m..., etc. Infinitas possibilidades! Tudo isso para não pôr a mão na massa e suar a camisa. O trabalho é uma Graça Divina. Não é um castigo divino. É através do trabalho que crescemos, evoluímos, expandimos nossas possibilidades, exponenciamos nosso potencial e deixamos a Centelha Divina agir. O trabalho é uma benção. E uma oportunidade infinita de evolução. Todos os seres evoluídos, Seres de Luz, trabalham sem cessar. Em todas as dimensões, em todos os planetas, etc. Cada um dentro da sua capacidade e predileção. Existe um equilíbrio entre as vocações numa determinada população. Para o bem geral de todos. Se todos fossem pintores quem iria tirar o leite da vaca? Todos os trabalhos são dignificantes e dignos. Todos são importantes. Não importa se aparecerem socialmente ou não. A mulher que fazia a comida de Einstein foi fundamental para a Teoria da Relatividade, embora ninguém nunca ouviu falar dela. Mas, ela é reconhecida pelo Todo e Ele nunca se deixa vencer em generosidade. Nunca. Quanto mais a pessoa dá mais ela recebe. Podem testar isso!
Portanto, no universo existe equilíbrio e não existe endividamento. Sempre tem um débito e um crédito. Acumular débitos é criar problemas na certa. Mais cedo ou mais tarde isso terá de ser equilibrado e o débito terá de ser pago.
Hélio Couto
www.heliocouto.com
 ·  Translate
72
16
Erton Luiz Reder's profile photoRivanda Lopes Martins's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento XII

Imaginemos que uma pessoa está vivendo daqui a 100 anos e a situação dos terrestres é muito difícil. Todas as condições de vida pioraram sem parar. Essa pessoa tem a oportunidade de viajar no tempo e voltar para a nossa época. Quando ela chega aqui percebe que tudo que está acontecendo daqui a 100 anos está sendo germinado agora. Os acontecimentos e as atitudes que tomadas agora levarão à situação de daqui a 100 anos. Nada ainda está definido. O futuro é provável. O que ela faz? Fica indiferente e apática? Deixa tudo acontecer como se ela não soubesse o futuro? Usa o conhecimento do futuro para ficar milionária? Cuida só da própria vida?
Na séria Jornada nas Estrelas A Nova Geração temos um holodeck na Enterprise. No holodeck é possível transformar energia em matéria. Isso permite criar e vivenciar qualquer situação que se queira, com ambientes e pessoas absolutamente reais, já que estão materializados. É possível morrer no holodeck vítima de um tiro, por exemplo. Tudo é absolutamente real. A energia está materializada. A luz está congelada, como dizia Einstein. Isto é uma metáfora perfeita da vida na Terceira Dimensão. A nossa dimensão. Aqui a energia também está materializada. É o mesmo conceito. Lá é uma ficção científica, mas aqui é absolutamente real. Da mesma forma que as pessoas do holodeck acreditam que tudo aquilo é real, os humanos também acreditam que esta dimensão é real. Em última instância não existe nada material, só existe energia pura. A questão que se nos coloca é que nós precisamos perceber que estamos dentro de um enorme holodeck e vivendo nele como se fosse a realidade. É a Matrix. Quando percebemos a vida em outras dimensões da realidade é que saímos do holodeck. Então vamos para o mundo real e saímos da sala do holodeck. Enquanto achamos que a Terceira Dimensão é tudo o que existe estamos numa realidade virtual exatamente igual ao holodeck da Enterprise. Todos os grandes avatares que vieram acordar a humanidade falaram isso. E procuraram fazer com que as pessoas percebessem que estão num holodeck. Quando saímos do holodeck é que temos a vida real.
Ter uma filosofia de vida e não aplicar na vida prática é a mesma coisa que não ter filosofia alguma. Só é uma filosofia de vida se for aplicada e vivenciada. Pensar uma coisa e fazer outra é uma dissociação extremamente ruim. É evidente que existe um custo para aplicar uma filosofia na vida prática. É exatamente essa a situação quando acreditamos na vida após a morte e estamos num curso com o professor dizendo que não existe nada depois da morte. Se nos calarmos teremos o diploma, se falarmos que não é assim teremos problema com esse professor. O que fazer? Essa é a questão que temos de decidir todos os dias de nossa vida. E vivermos com as consequências das decisões que tomamos.

+Helio Couto 
www.heliocouto.com
www.heliocouto.blogspot.com
 ·  Translate
34
12
Adriel Prado's profile photoTatiana Muramatsu's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
‪#‎iluminaçãoespiritual‬ ‪#‎centelha‬ ‪#‎fusãocomoTodo‬

Lembrem-se de que o Todo não se deixa vencer em generosidade. Quanto mais você der mais receberá. Centuplicado. Mas, não se pode pensar nisso como negócio, troca, etc. É dar sem esperar receber em troca. Como o Todo dá.
A Centelha Divina é puro amor e o que Ela faz é amar incondicionalmente. Esse sentimento deve tomar conta 100% da pessoa.

http://heliocouto.blogspot.com.br/2014/01/iluminacao-espiritual-i.html?spref=fb
 ·  Translate
Iluminação Espiritual I A Iluminação Espiritual parece uma coisa muito difícil de atingir. Muita gente pensa que é preciso ir pro Tibete e virar monge. Hoje este conhecimento está disponível para qualquer pessoa no Ocident...
38
7
Misael Lyra's profile photoElisa Cunha's profile photo

Helio Couto

Shared publicly  - 
 
Resistência ao crescimento IX

Tudo é possível?

Primeiramente é preciso analisar o que os físicos dizem sobre a Mecânica Quântica, como todos podem ver no início do filme “Quem somos nós? ”.
O fundamento desta afirmação é que não existe matéria ou massa (como os físicos falam). No Oceano Primordial de Energia não existe massa. Só existe energia. Energia na forma de onda. Uma única onda de energia primordial. Não existe mais nada. Antes que qualquer outra coisa existisse ou viesse a existir só existe esta onda de energia. A massa aparece no universo depois que houve uma emanação de energia desta onda e apareceu um campo chamado campo de Higgs (O bóson de Higgs). Quando uma partícula (lembrar que tudo é partícula e onda ao mesmo tempo) passa pelo campo de Higgs ela ganha massa (matéria) e isso também acontece quando passa por um gluón (a força forte que une os quarks dentro dos prótons e nêutrons). É assim que aparece a massa (matéria neste universo). E a partir daí todos os elementos químicos são formados. Hoje existem 118 elementos descobertos pelos químicos e físicos. A tabela periódica dos elementos da química. Os tijolos de toda a matéria.
Portanto, considerando que nada existe até que a Onda Primordial emane a massa, todas as possibilidades estão em aberto. Se tudo que existe é criado a partir dos elementos da tabela periódica e esses elementos são criados a partir dos quarks e elétrons (estou simplificando), e estes são criados a partir do bóson de Higgs, que é emanado pela Onda Primordial, está claro que está Onda pode emanar ou criar qualquer coisa que queira que exista. Tudo é possível porque é essa Onda que cria tudo do jeito que quer e quando quer. Esta onda cria as leis que regem a física, a química, a economia, a psicologia, etc.
Tudo é possível para esta Onda.
Em termos humanos é preciso entender o seguinte: existe uma onda de possibilidade que flui pelo universo, vai e volta, passado, presente e futuro (na prática tempo absoluto não existe, só existe o tempo relativo, como Einstein provou). Quando essa onda de possibilidade colide com outra onda de possibilidade (é elevada ao quadrado) ela passa a ser uma onda de probabilidade. E pode vir a aparecer na terceira dimensão. Isso acontece quando alguém Colapsa a Função de Onda de algo que quer que aconteça ou apareça neste universo. A pessoa que colapsou cria essa probabilidade. Se a pessoa que criou essa probabilidade continuar colapsando sem desistir, sem ter dúvida, sem mudar de opinião, se por pressão, sem ansiedade, sem forçar, sem dúvidar, com 100% de certeza, trabalhar e fizer tudo que é preciso para que a probabilidade possa se manifestar na terceira dimensão, o que ela colapsou tem grande chance de acontecer.
Outra questão. O universo é como um bolo de aniversário. Tem inúmeras camadas. Cada camada é uma dimensão diferente. Estamos na Terceira Dimensão. É apenas uma camada do bolo. Depois temos outra e mais outra e assim por diante. Cada camada ou dimensão tem sua própria física e química e etc. Cada dimensão é como se fosse um universo próprio. Da mesma forma que cada rádio ou tv está num universo próprio daquela frequência que ocupa. Lembrar que todas as frequências estão no mesmo lugar no espaço. Uma onda não ocupa lugar no espaço. Espaço absoluto é também uma coisa que não existe. O que existe é o espaço/tempo como a Teoria da Relatividade provou. É um tecido onde todos estamos. Esse tecido é construído na distância de Planck. Cada camada ou dimensão tem vida própria e seus habitantes. Exatamente como a nossa Terceira Dimensão. Todas as camadas se interpenetram. Estão todas no mesmo espaço. Desta forma tem coisas que podem ser feitas numa dimensão e que não podem ser feitas em outra. O que em termos de universo é irrelevante. O fato é que dá para fazer dentro do universo. Que importância tem em que camada estamos? O universo pensa como um todo. Quando a pessoa come o bolo ela normalmente come de todas as camadas, caso contrário não apreciará todo o bolo! Quando a pessoa dorme normalmente ela se desdobra do corpo (sai do corpo) e vai para outras dimensões.
Se a pessoa tem isso em mente ela saberá que tudo é possível no universo.
A Terceira Dimensão usa luz congelada como Einstein falou. A energia está muito condensada, muito materializada nesta dimensão. Devido à física e química desta dimensão, campo eletromagnético, constantes cósmicas, etc. São as características desta dimensão. Desta forma a distância dentro dos átomos é fundamental. Se os átomos estão com pouca distância (sic) entre seus constituintes ele fica pouco poroso e muito massivo. Numa dimensão com mais distância, mais porosidade, o contato com a Terceira Dimensão é feito de outra forma. Nós quando empurramos uma cadeira ela sai do lugar. Quando um ser da Quarta Dimensão empurra a cadeira a sua mão atravessa a cadeira, por causa da porosidade dos átomos da sua mão. Por exemplo: vamos imaginar que o núcleo do átomo é do tamanho de uma bola de pingue-pongue. O núcleo está em Los Angeles e o primeiro elétron está em Nova York! Isto para dar uma ideia de que só existe espaço vazio no universo praticamente. O que dá essa ideia de matéria são os campos que permeiam tudo. É por isso que um dedo da sua mão não atravessa a palma da sua outra mão. É por isso que um ser da Quarta dimensão pode atravessar paredes, pode voar, bilocação, volitar, etc.
Quando a pessoa estuda tudo isso que está na ciência aberta e oculta, ela entende como funciona o universo e daí sabe navegar por todas as camadas do bolo. E nesse ponto não existe mais nada impossível.
Porém para chegar nesse ponto é preciso estudar muito. Como não existe tempo absoluto no universo, o tempo de vida de uma pessoa é medido pelas vezes que o planeta onde ela nasceu dá volta na sua estrela. A Terra gira em torno do Sol e leva 365 dias para fazer isso por ano. Logo, a vida dos habitantes da Terra são medidas em anos solares. Normalmente 80, 90 ou 100 voltas do Sol. Um ser que vivesse num planeta que leva 3600 anos terrestres para dar volta ao Sol, viveria em termos terrestres 360.000 anos. Portanto o tempo de vida no universo é muito variável de planeta para planeta. Isso abre infinitas possibilidades. Se além disto considerarmos que energia nunca desaparece e que só se transforma (Primeira Lei da Termodinâmica), quando desaparecem os átomos materializados permanece a onda destes átomos. O corpo desaparece mas a onda do corpo continua. Atentar que energia é informação são a mesma coisa. Como uma moeda com dois lados. A moeda é a mesma. Portanto, todo ser no universo materializado pode perder o corpo (morrer) e sua informação (consciência) continuar a existir. E é exatamente isso que acontece. Depois de um tempo essa informação (consciência) pode tomar um novo corpo materializado. E continua vivendo eternamente com as infinitas possibilidades.
Para poder aproveitar essas infinitas possibilidades é preciso estudar muito. E trabalhar muito. Trabalhar é energia em movimento e é isso que faz as coisas acontecerem num universo materializado. É preciso por energia em algo para que aconteça ou apareça. Nesse ponto temos de tomar uma decisão: ou trabalhamos com o lado da Luz ou com o lado contra a Luz. Só existem dois lados no universo. Ou a pessoa está contra o Criador (O Todo) ou a favor. Não existe muro para ficar em cima. Os que optam pelo lado contrário ao Criador não deixam ninguém ficar em cima do muro. Caso peguem a pessoa ela servirá como escravo para eles. Exatamente o que os humanos terrestres sempre fizeram com os demais humanos. A teoria do Darwinismo Social. A lei do mais forte, mas apto, mas inteligente, etc. A lei da selva pura e simples. Em vista disso é preciso optar. É mais prudente.
Nos dois lados existem possibilidades imensas de crescimento. Da mesma forma que na Terra, aliás tudo que acontece na Terra é um reflexo do que acontece nas outras dimensões. Da mesma forma o que acontece na Terra afeta todos os demais também. O bolo é um só.
Uma pessoa na Terra (Terceira Dimensão) que opta por ser contra o Criador, vamos denominar como das Trevas, pois o outro lado é o da Luz. No lado da Luz o que vale é o Amor Incondicional. No lado das Trevas o que vale é o poder e a força. (Quem pode mais chora menos). Evidentemente que temos muita gente vivendo neste planeta. Estima-se uns 30 bilhões no momento. Logo, tem muita gente tanto na Luz como nas Trevas. Caso a pessoa queira seguir carreira nas Trevas terá de enfrentar uma tremenda concorrência. E de gente que está estabelecida a muitos e muitos milênios no local. Cidades, fortalezas, cavernas, subterrâneos, debaixo da terra e dos mares, etc. A coisa é grande e tem muitos chefes. Exatamente como as organizações criminosas humanas. Tem que ter hierarquia senão vira uma bagunça. E como eles podem progredir com bagunça? É preciso pôr ordem na coisa, no pedaço como falam. E ordem implica em uso da força. Considere que que para subir na hierárquica infernal é preciso não ter amor incondicional e sim o oposto disto: crueldade incondicional. Podem ter uma ideia disto pela história da humanidade nestes 6 mil anos documentados. Todos os genocídios, guerras, expurgos, gulags, campos de concentração, etc. (A lista é infinita). Tudo isso é um exemplo de como pensam os seres trevosos. O que está em cima é igual ao embaixo. Portanto, é preciso estudar muito para vencer no mundo das trevas. E saber jogar o jogo deles. Dependendo da atuação poderá subir na hierarquia ou montar sua própria hierarquia exterminando os inimigos. Desta forma poderá criar um império e talvez tentar ser o único imperador das trevas. É um objetivo e tanto. E é para quem tem estomago para isso. Não posso dar muitos detalhes de como a coisa funciona. Mas, se usar a imaginação poderá ter uma ideia.
Do outro lado, da Luz, também é preciso estudar muito e trabalhar muito. No lado da Luz não existem entraves nem batalhas para se ter poder. O que importa é quanto a pessoa tem de Amor Incondicional. Esse é o critério para se evoluir mais e mais na Luz. Quanto mais sabedoria mais luz tem. Quanto mais amor dá mais luz tem. E as oportunidades de crescimento são infinitas e de estudo também. Haja visto que é no lado da Luz que os Arquivos Akashicos estão. O arquivo que contém tudo que existiu, existe e existirá. E o tempo é eterno para estudar e evoluir.
Desta forma tanto de um lado como de outro é preciso estudar e trabalhar muito. E nunca resistir ao crescimento. Resistir ao crescimento é colocar o ego acima de tudo. O ego são os interesses particulares do ser. Com ego comandando fica muito difícil estudar tudo que é preciso. Além do que, é preciso ter uma determinada frequência (hertz) para poder entender determinados assuntos. Lembrando que a consciência é uma onda em hertz e o conhecimento também é uma onda em hertz. Os Seres de Luz têm essa frequência e conseguem entender qualquer assunto. Os seres das trevas não têm essa frequência e não conseguem entender. Essa é uma limitação severa para quem tem a intenção de ter poder e mais poder. Conhecimento é poder, mas somente muito conhecimento é poder. E é nesse ponto que o poder dos trevosos tem um limite. No quanto podem entender o Todo. O Criador. Para entender o Criador é preciso ser Amor Incondicional em termos infinitos. E isso só se expande com amor. Não basta ter conhecimento, é preciso sentir amor incondicional para poder evoluir no lado da Luz.
Portanto, é preciso deixar todo o ego de lado e não por nenhuma resistência ao próprio crescimento em todas as áreas, para poder evoluir no lado da Luz. É lógico que isso implica em algumas escolhas: passear ou estudar, divertimento ou trabalho, etc. Cada um é livre para decidir o que quer e todos são respeitados. Mesmo sabendo-se que o resultado será trágico. Isso é amor incondicional. O Todo respeita a decisão de todos. Caso contrário seria como ser dono de bois. É isso que os seres querem? Serem tratados como bois? Sem poder escolher nada?
O Todo acha que não e fez o universo de forma que todos possam escolher e colher os frutos do que plantaram. Para que ninguém tenha ciúmes de outra pessoa que o Todo fez, foi colocado um “pedaço” do Todo em cada ser. A Centelha Divina. Desta forma todos tem uma parte do Todo dentro de si. Assim ninguém precisa ficar com ciúmes de que o Todo está dando mais atenção para o outro do que para mim! Como o Todo fez tudo Ele sabe como as criaturas pensam e já fez a solução antes que o problema aparecesse. A única coisa que impede que a pessoa sinta o Todo dentro de si é o ego. Se deixar o ego de lado o Todo poderá atuar infinitamente na pessoa. E isso é a felicidade absoluta.
Portanto, respondendo à pergunta: é possível atravessar paredes, voar e muito mais!

Hélio Couto
www.heliocouto.com
 ·  Translate
61
13
Adriel Prado's profile photofernando vinicius's profile photo
People
Have him in circles
3,583 people
Ariadni Lamar Speciale's profile photo
Marglete D's profile photo
Ana Rosa Figueira de Castro's profile photo
laura santos's profile photo
LI CHAVES's profile photo
Domingos Yezzi's profile photo
Francis Willehem's profile photo
Bruna M. Verona's profile photo
Moisés Felipe's profile photo
Contact Information
Home
Email
Basic Information
Gender
Male