Profile cover photo
Profile photo
B. Azevedo Rua
I am what I am
I am what I am
About
B. Azevedo Rua's posts

Post has attachment
Reciclar
foto: Shel Silverstein, Every Thing on It Deixei os restos do nosso amor num saco de plástico no armário debaixo do lava-loiça, não cabiam no caixote do lixo. E quando levares o lixo, presta atenção, não é para caixote azul, verde ou amarelo, é para o cinze...

Post has attachment
Óbito
O nosso amor morreu em extremo mau estado, vítima de doença prolongada, que nenhum de nós era a favor da eutanásia. Podia ter sofrido menos, padecido menos, penado menos, mas mudámos de opinião demasiado tarde. Poema Raquel Serejo Martins Banda Sonora Nick ...

Post has attachment
A solidão é um luxo
In Um sopro de vida. foto: Diego Moraes.

Post has attachment
lá no cabo do mundo onde morávamos durante um momento
se eu tivesse dois ou três dentes de ouro mordia-te o corpo todo se eu tivesse mel e fósforo para tocá-lo tocava-te no sexo se eu cantasse num murmúrio quente cheio de êrros chamava-te junto ao ouvido se tivesse o teu nome escrito pelas unhas fora pedia que...

Post has attachment
Ninguém aposta no teu fracasso...Ninguém se abate se ele acontecer
Foi p'ra fazer um bom destino Que ela inventou com que se entreter Dança os mais altos desafios Que toda a alma pretende ter Experimentou o desatino Viu o seu esforço a querer se inverter Ainda p'ra mais tendo aprendido Nunca é tarde p'ra perder Semeia o so...

Post has attachment
State of mind
foto via facebook de S.A.F.

Post has attachment
Mais Novembro do que Setembro
Tive a coragem de olhar para trás Os cadáveres dos meus dias Assinalam o caminho que fiz e confesso que os choro Uns apodrecem em igrejas de Itália Ou então em pequenos vergéis de limoeiros Que florescem e frutificam em simultâneo e Em todas as estações Hou...

Post has attachment
**
Olha, dou-te um desgosto de amor, é muito interessante um desgosto; enquanto sofres, não te aborreces. ( via blog "Primeiramente) foto J ulia Borodina

Post has attachment
Vala comum
Os corpos arrumados como arenques numa lata, de viés, uma cabeça dois pés, uma cabeça dois pés. Os corpos quase intactos preservados não em azeite, nem em óleo de girassol, mas por um Inverno frio e pouco chuvoso. Até as roupas estavam em bom estado. As lãs...

Post has attachment
Cansada de mim
Foi domingo e não descansei. Foi domingo e não dancei. Foi domingo e não amei. Louvei deus nenhum. Mortal comum, cruzei dois dedos e fingi acreditar. Passou a manhã, passou a tarde, anoiteceu. Os segundos como grainhas de romãs, difíceis de descascar. De ch...
Wait while more posts are being loaded