Profile cover photo
Profile photo
Alexandre Bazenga Fernandes
About
Posts

Post has attachment
Foi Uma Fruit Attraction fantástica! Muito obrigado a todos os parceiros e seus clientes que nos honraram com a sua presença e simpatia, e principalmente com o grande interesse demonstrado nos nossos produtos!
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
A Trichodex com a Agrozim, distribuidor oficial no Minho, na Agrosemana, na Agros
Photo
Add a comment...

Post has attachment

Post has attachment
Desde o estabelecimento da existência de um Microbioma em “convivência” com as plantas, que toda a investigação nesta área tem sido a de o conhecer mais aprofundadamente, nas suas múltiplas funções e interconexões com as plantas. Com as plantas e com o…
Add a comment...

Post has attachment
Em 1988 uma descoberta surpreendeu e mudou o mundo das ciências agrárias: foi isolada uma bactéria (Gluconacetobacter diazotrophicus) na seiva de cana-de-açúcar com capacidade de fixação de Azoto atmosférico (que o transforma na forma amoniacal e fornece…
Add a comment...

Post has attachment

Post has attachment
Add a comment...

Post has shared content
"As eleições autárquicas parecem ter sido o somatório de erros acumulados de todos, menos dos que sabem sempre aproveitar momentos de melhoria das contas do país, como sempre, se excepção aconteceu. A impopularidade de Passos, não totalmente corroída durante a sua governação, não mais poderá ser recuperada. O seu Partido, de dentro, deixou de sentir segurança nele, confiança para recuperar um passado que já teve e capacidade política para lidar com a experiência de demagogia de António Costa."
Add a comment...

Post has shared content
Mário Centeno deu boas notícias ao dizer que os escalões mais altos de IRS seriam também beneficiados. Temia-se o contrário, que para isentar mais pessoas se penalizassem aqueles que mais pagam. Porém, é preciso que se diga sem medo que a partir de 80 mil euros anos (o que corresponde a um salário mensal de 2700 euros e mais alguma coisa por mês) todos em Portugal estão no escalão mais alto. Convém que se diga que a progressividade nos impostos se faz principalmente através de quem trabalha por conta de outrem e tem um salário razoável do ponto de vista europeu. E que por isso os jovens mais qualificados e treinados continuam a preferir outras paragens. A desigualdade também está aqui - apenas 11% das famílias (as que ganham mais de 32500 euros por ano) pagam 70% dos impostos
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded