Profile cover photo
Profile photo
Movimento Fora Buva e Amargoso
9 followers -
O Movimento Fora Buva e Amargoso visa colocar em pauta a matocompetição e lutar para manter sua colheita limpa.
O Movimento Fora Buva e Amargoso visa colocar em pauta a matocompetição e lutar para manter sua colheita limpa.

9 followers
About
Posts

Post has attachment
Confira as etapas e saiba identificar facilmente o capim-amargoso. Etapa 1: Semente - pequena e revestida por uma pilosidade característica. Etapa 2: Planta jovem – ereta, com folhas glabras e bem definidas já nas primeiras fases do vegetativo. Etapa 3: Planta adulta - colmos cilíndricos e formados de entrenós longos, as folhas possuem bainhas levemente pilosas. Etapa 4: Florescência - encontrada na parte terminal dos longos ramos, composta por grandes panículas, com até 35 cm de comprimento, formadas por numerosos racemos, geralmente com 10 a 15 cm de comprimento.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Para identificar uma planta é importante conhecer todas as suas etapas. Etapa 1: Semente – são identificadas facilmente pela sua forma, elas formam uma esfera felpuda em torno da base da planta, além disso, não são dormentes e podem florescer assim que tiverem condições ideais de temperatura. Etapa 2: Planta jovem – quando atinge de 4 a 5 folhas, sua raiz já apresenta um metro de comprimento. Etapa 3: Planta adulta – caule ereto que pode atingir até 2 metros de comprimento. Etapa 4: Florescência – a inflorescência varia na espécie, pode ser na ponta dos ramos, no caso da Conyza bonariensis, forma piramidal com alta densidade de pelos na Conyza sumatrensis, ou também com inflorescência na forma piramidal, mas com baixa densidade ou mesmo sem pelos na haste principal na Conyza canadenses.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
A rotação de culturas é um dos métodos mais eficazes para o combate de plantas daninhas, e um dos principais motivos é que plantas nativas são sensíveis às mudanças físicas, químicas e biológicas que as novas culturas provocam. Além disso, esta atividade é benéfica por preparar o solo para a chegada da próxima cultura, favorecendo o aumento de carbono e diminuindo a perda de nutrientes.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Segundo uma pesquisa recente realizada pela Embrapa nas principais regiões sojicultoras do país, o crescimento da resistência das plantas daninhas fará o custo de produção aumentar de 42% a 222%, seja pelo aumento do gasto com herbicidas ou pela perda de produtividade. E os principais vilões dessa história são a buva, o capim-amargoso e o azevém, espécies com maior incidência e resistência e que exigem um cuidado especial.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Assista ao vídeo e confira como realizar um manejo eficiente e evitar a matocompetição.
Add a comment...

Post has attachment
Aprenda mais sobre matocompetição e manejo de plantas daninhas e prestigie o Movimento Fora Buva e Amargoso na nossa tenda no Show Rural Coopavel, de 05 a 09 de fevereiro, na rodovia BR 277, km 577, em Cascavel (PR).
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Em 2017, em diversas regiões do país houve atrasos na janela de plantio e eles mudaram bastante a estratégia inicial dos sojicultores. Por isso, a perspectiva para este ano é de uma produtividade menor, mas ainda assim com números expressivos, possivelmente chegando à segunda maior safra de soja da nossa história. Quanto ao clima, as chuvas que atrapalharam o plantio em dezembro dão uma trégua, trazendo um clima favorável para a agricultura até o mês de fevereiro, principalmente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e na região Sul do país. Recomenda-se que quem puder colher nesse período o faça, pois fevereiro virá com nova temporada de chuvas. No restante de 2018 teremos fortes consequências de um ano de La Niña, reforçando a oscilação de períodos de estiagem com chuvas irregulares no Rio Grande do Sul e chuvas inesperadas no Nordeste. O valor espremido do preço das sacas, devido às supersafras do ano passado e deste ano, não só no Brasil, mas nos Estados Unidos e na Argentina, também preocupa os produtores e o preço do dólar será um fator determinante, o que fará com que as atenções fiquem voltadas para Chicago o ano todo. Confira na íntegra a análise de especialistas de diversas áreas no quadro Bancada Rural: https://goo.gl/MrdGQe
Photo
Add a comment...

Post has attachment
As condições climáticas e o manejo de pragas são essenciais para uma boa safra. Porém, seguir algumas dicas pode proporcionar maior produtividade: distribua, de forma uniforme, a palhada no solo; faça uma completa manutenção de maquinários durante a entressafra; avalie as condições do solo; utilize sementes de qualidade e faça uma análise completa de plantio.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
O manejo é uma importante ferramenta para evitar o aparecimento ou a disseminação de invasoras na lavoura. Rotação de culturas e herbicidas e limpeza de tratores, implementos e colheitadeiras também ajudam a evitar a resistência das plantas daninhas.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Confira importantes dados sobre a presença de plantas daninhas nas lavouras: http://forabuvaeamargoso.com.br/
Movimento Fora Buva e Amargoso
Movimento Fora Buva e Amargoso
forabuvaeamargoso.com.br
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded