Profile

Cover photo
Alzir Fraga
Worked at Justiça Militar Federal
Attended Colégio Pedro II
Lives in Juiz de Fora
7,265 followers|4,392,696 views
AboutPostsPhotosYouTubeReviews

Stream

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
 Podem pasmar! Isso é no Brasil...
Segue abaixo o relato de uma pessoa que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata- se de um Brasil que a gente não conhece...
 As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente mas, chegando em Boa Vista (RR), não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.

Para começar, o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense. Para falar a verdade, acho que a proporção de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável. Tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto, falta uma identidade com a terra. 

Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, (e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se
concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro) ou a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.

Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando-se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.

Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a
Manaus, cerca de 800 km ) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena (Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados...
>>
Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

 Outro detalhe: americanos entram na hora que quiserem. Se você não tem uma autorização da FUNAI, mas tem dos americanos, então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa, além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem- se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas. É comum se encontrar por aqui americano tipo  *nerd* com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas, pasme, se você quiser montar uma empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí, camu-camu etc., medicinais ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar '*royalties*' para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia...

Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: Os americanos vão acabar tomando a Amazônia. E em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes..
Vou reproduzir a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí:

Irão não, minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles
comandam tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam.
 
Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra,
aqui vai ser a mesma coisa!!!

A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena. O que pode levar os americanos a alegarem que estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os americanos já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo objetivo de combater o narcotráfico. Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas e aqui tem estrada para as Guianas e Venezuela.
Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for americano, europeu ou japonês, (isso pode causar um incidente diplomático).
 
Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas: por que os americanos querem tanto proteger os índios ? A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além das riquezas animal e vegetal, da abundância de água, são extremamente ricas em ouro - encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO.

Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao
presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa.

É, pessoal... saio daqui com a quase certeza de que em breve o Brasil irá diminuir de tamanho.
Será que podemos fazer alguma coisa???
Acho que sim.

Repasse esse e-mail para que um maior número de brasileiros fique sabendo desses absurdos.

Mara Silvia Alexandre Costa
Depto. de Biologia Cel. Mol. Bioag. Patog. FMRP - USP 
 ·  Translate
3
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
CARTA ABERTA A EXMA. SRA. PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF

Sra. Presidente:

A Maçonaria brasileira, como deve ser de seu conhecimento, no passado promoveu ou, pelo menos, inspirou mudanças profundas nos rumos da Nação.
Hoje, achamos por bem sair do recato de nossas oficinas e nos expor, junto ao povo brasileiro, que temos todo o orgulho de compor, ao lado de mães e pais de família, trabalhadores rurais e urbanos, empreendedores, empresários honestos, jovens e crianças às quais ensinamos princípios de conduta cidadã, para dirigir-lhe esta carta, pública e transparente.
É necessário que se diga que nós, Maçons, não somos uma “elite branca”.
Somos a pluralidade do povo brasileiro, reunindo irmãos pardos, brancos, negros, caucasianos, indígenas etc. Mais ainda, temos por princípio o respeito às crenças religiosas e tendências políticas de cada um de nós: entre os Maçons, encontramos católicos, espíritas, evangélicos, budistas; oposicionistas e situacionistas, com ou sem vinculação a partidos políticos.
Porém, há séculos, deixamos de ser construtores de catedrais para sermos construtores sociais. Por isso, é impossível presenciarmos as escabrosas revelações trazidas a público por um respeitável brasileiro, dr. Sérgio Moro, e uma equipe de patriotas que compõem o Ministério Público (em todos os níveis) e a Polícia Federal, sem que nos manifestemos.
Juramos defender nossa Pátria contra agressões movidas contra ela, e a corrupção desenfreada revelada nos escândalos recentes (há mais por vir, além do famoso Petrolão) não só agride nosso amado Brasil como é mácula que envergonha nossa história, infelizmente. Por isso mesmo, tal nódoa não deve nunca ser esquecida, para que as futuras gerações não repitam a negligência, má fé, omissão, incompetência e descaso com a aplicação dos recursos que os brasileiros recolhem aos cofres do Tesouro Nacional, como hoje se constata em todos os escalões de seu (des)Governo.
Mas os golpes dados à Ética não param na rapinagem posta em prática por quadrilheiros de seu partido e de partidos aliados. Vão mais além: roubaram-se toda a fé e esperança de um povo, por meio de mentiras irresponsáveis, num
presente e futuro promissor deste País.
Devemos recuperar a memória: há poucos meses, em suas promessas de campanha (diga-se de passagem, reprovável pela destruição de reputações e discursos mentirosos, aviltando os demais candidatos à Presidência de nossa República), registramos o compromisso de queda de 18% nas tarifas de energia.
Hoje, amargamos uma alta de quase 30%, em média, em tais custos; a prometida queda nas taxas de juros foi desmentida pela sua elevação, que diminui o poder de compra de brasileiros, o grau de investimento de nossos sofridos empreendedores e devolve ao limbo da pobreza os milhões de pessoas que seu (des)Governo diz ter tirado da miséria.
Nossos pais nos ensinaram que “mentir é muito feio”, Presidente. Achamos que seus pais não lhe devem ter dito tal frase. Se o tivessem feito, possivelmente a vergonha não lhe permitiria ocupar o mais alto cargo do funcionalismo público da Nação. Repetimos: sua Excelência é uma privilegiada funcionária pública. 

Traduzindo:
sua função é servir ao povo, e não vilipendiá-lo, mesmo que indiretamente, por omissão, conivência ou incapacidade de conduzir uma máquina estatal que sua Excelência transformou em paquidérmica.
Enfim, nada do que foi dito aqui é novidade. Acreditamos em sua capacidade de autocrítica – termo muito utilizado por seus pares de esquerda.
O que queremos deixar claro é que, tanto sua Excelência quanto muitos parlamentares, não tiveram competência de ouvir o clamor das ruas, que bradamos em 15 de março próximo passado.
Não é à toa que o mote das próximas manifestações é expresso pelo slogan ELES NÃO ENTENDERAM NADA.
Vamos tentar, ao máximo, ser claros:
1. O povo brasileiro não pediu pela Reforma Política (aliás, extremamente tendenciosa), cujos termos foram tornados públicos; é necessária, isto sim, uma REFORMA DE GOVERNO. Sua gestão está marcada pela marca recorde de TRINTA E NOVE MINISTÉRIOS, muitos deles criados para abrigar apaniguados do seu partido ou de partidos aliados. Se o tamanho descomunal de seu (des)Governo se revelasse eficiente, seria mais fácil de engolir. Ao contrário, o Estado, hoje, é comparável a um buraco negro, que engole os recursos públicos no pagamento de regalias e benesses, folha de pagamento de um exército de comissionados, além dos profissionais de carreira, sem que haja a devolução, aos sofridos brasileiros que sustentam seus luxos, na forma de serviços públicos e infraestrutura de qualidade;
2. O clamor popular, que sua Excelência não escutou, pedia pela TRANSPARÊNCIA DA APLICAÇÃO DE RECURSOS NACIONAIS, por meio do BNDES, em países mantidos por governos, em sua quase totalidade, ditatoriais. Será mera coincidência? Todos eles participam do “clube” denominado Foro de São Paulo, que reúne todos os partidos de extrema esquerda da América Latina e Caribe, além de organizações criminosas e terroristas, como as FARC. Presidente, somos carentes de tais obras de infraestrutura aqui, na nossa terra, e temos certeza de que isso é de seu conhecimento. Sem falar da necessidade de investimento em Educação e Saúde. Desconhecemos, porém, suas reais intenções. Mas não se dê ao trabalho de revelá-las. Não saberemos nunca se sua Excelência estará falando a verdade;
3. O povo brasileiro não admitirá, em hipótese alguma, que o MINISTRO DIAS TOFFOLI PRESIDA A 2ª TURMA DO STF, que irá julgar os crimes perpetrados no escândalo denominado Petrolão. Ele tem notórios impedimentos éticospara tal: foi advogado de seu partido, assessorou o ex-ministro José Dirceu (réu condenado pelos crimes praticados no escândalo conhecido pelo codinome Mensalão) e, nas últimas eleições, portou-se de forma, no mínimo, suspeita, durante a apuração dos votos (apuramos as histórias referentes à empresa Smartmatic – lembre-se: estamos na Era da Informação, e ela circula com velocidade estonteante. Basta saber e querer acessá-la. As máscaras, neste século, caem rapidamente).
4. Não há necessidade, presidente, de que seu governo crie pacotes anticorrupção.
Nosso Brasil tem leis e Constituição que preveem e punem crimes de responsabilidade, crimes de peculato, crimes de corrupção ativa e passiva, crimes contra a República, crimes de traição à Pátria etc. O que é necessário é que seu partido DESAPARELHE O PODER JUDICIÁRIO e limite-se ao Executivo e Legislativo. Lembre-se, presidente: seu partido não é o Brasil e o Brasil não se tornará, nunca, um único partido político. O povo brasileiro tem inteligênica e discernimento suficiente para reconhecer que seu partido não tem um projeto de governo, mas um projeto de poder, que, via corrupção sistêmica, busca ocupar todos os espaços da administração pública.
Enfim, presidente (não usamos, até o fim desta carta, o vocábulo presidenta para não agredir nosso vernáculo), para sermos objetivos, confiamos no seu discernimento: escute as vozes da Nação. Execute, sem mentiras de ora em diante, o que o povo brasileiro exige que seja feito. Caso não esteja ao seu alcance, em virtude de possíveis compromissos indeclaráveis firmados com aliados escusos, ponha em prática uma saída honrosa: demita-se, renuncie, alegue problemas de saúde que merecem cuidados. Invente qualquer desculpa. Mentiras partidas de sua Excelência não serão novidade. Será menos doloroso para o País e para a presidente que um processo de impeachment, recurso constitucional que detém a Nação brasileira para afastá-la definitivamente da vida pública.
Entre para a história pelo fato de ter reconhecido erros e incompetência para gerir o destino de milhões de compatriotas. Não permita que seu (des)Governo chegue ao nível zero de aprovação popular.
Gostaríamos de finalizar esta carta aberta com a expressão “Respeitosamente”, mas isso é impossível. O povo brasileiro merece RESPEITO. Isso não nos foi dado. Em contrapartida, sua excelência perdeu todo o respeito que poderíamos lhe dedicar.

Movimento Mudanças Já – Maçons BR
Brasil, 12 de abril de 2015.
 ·  Translate
376
95
rluiz66's profile photoLuiz Humberto Rezendes Matos's profile photoFrancismar Saldanha's profile photoMarcia Claudio's profile photo
187 comments
 
Os maçons não são todos santos conheço vários maçons picareta. Tenho um na família.
 ·  Translate
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
5
2
M Ferreira's profile photoAlexandre Richard's profile photoRodinei Lucas's profile photo
 
Sem palavras...
Tive o "privilégio" de conhecê-lo pessoalmente!
 ·  Translate
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
Hoje, enquanto eu corria no campus da UFJF (10 km), o que me impressionou foi o trabalho exaustivo dos funcionários da UFJF na limpeza do campus. Tinha vezes em que eu passava e estavam juntos apenas conversando até 8 (oito). Depois eles resolvem fazer uma greve por melhoria de salários e o grande público não conhece nem reconhece que eles se matam de tanto trabalhar e merecem um generoso aumento. Se fosse em uma empresa particular, já estariam todos na rua!
Eu tive que disfarçar para tirar as fotos, porque eles eram oito e eu estava sozinho. Sei que não gostariam dessas fotos e, conhecendo o pessoal sindicalizado, eu não gostaria de ter o meu celular destruído.
 ·  Translate
8
1
Rick Kawase's profile photoTeresa Cristina's profile photoJanize Domingos's profile photoRogerio Calegari's profile photo
3 comments
 
Apenas reflexo do que" vem de cima" ... ora, de forma alguma não justifica, mas explica. Mil palavras não têm o peso de uma ação.
Ah, Brasil: " mostra sua cara" ...
 ·  Translate
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
China. Este arranha-céu de 57 andares foi construído em 19 dias!
 ·  Translate
Este prédio de 57 andares foi construído no método "Lego" de pré-fabricação a uma velocidade de 3 andares por dia
15
3
Jose Roberto Garcia's profile photoMauro Henrique fernandez's profile photoCícero Trindade's profile photo
 
Show!!!!
Add a comment...
Have him in circles
7,265 people
Samadora Reisen's profile photo
JACQUES ANDRADE's profile photo
Andry Andry's profile photo
Genesio R. de Castro's profile photo
Alison Caique's profile photo
Sohrab Bahramy's profile photo
Laugi Briao's profile photo
Daniel Pastro's profile photo
Allan Cheque Chaudar's profile photo

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
Alguém tem a ingenuidade de acreditar que o Senado vai dar prosseguimento?
 ·  Translate
2
1
Gilberto Gil's profile photo
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
 
O juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, anunciou nesta terça-feira que já investiga supostos esquemas de corrupção fora da Petrobras; não, não se trata da Cemig, onde o doleiro Alberto Youssef também atuou; segundo o juiz, o foco é o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia; “Obteve o MPF informação sobre o envolvimento da UTC Engenharia e de Ricardo Pessoa em ainda outro pagamento de propina em contrato público durante 2014...
17 comments on original post
4
Francisco José's profile photo
 
Queremos investigação sobre a lista de furnas 
 ·  Translate
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
Never again.
(não sei hebraico, mas acionando a legenda em Inglês dá para entender)
 ·  Translate
3
Terezinha Magalhaes's profile photo
 
Por aqui, não há legenda em Inglês.
Vou lá para o You Tube. Interessei-me, pelo pouco que entendi. O inglês dele é claro e ele fala devagar. Obrigada, +Alzir Fraga 
 ·  Translate
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
Vejam como é simples
 ·  Translate
22
4
heloisa bernstein's profile photoDe Barros de neres's profile photo
Add a comment...

Alzir Fraga

Shared publicly  - 
 
Estar aposentado é uma merda! 
 ·  Translate
23
5
Maria Silva de Oliveira's profile photonoel j. silva noel's profile photoAninha Machado's profile photoAnderson Silva's profile photo
2 comments
 
Não somos nós que perdemos o valor, e sim a capacidade de avaliação das outras pessoas...
 ·  Translate
Add a comment...
People
Have him in circles
7,265 people
Samadora Reisen's profile photo
JACQUES ANDRADE's profile photo
Andry Andry's profile photo
Genesio R. de Castro's profile photo
Alison Caique's profile photo
Sohrab Bahramy's profile photo
Laugi Briao's profile photo
Daniel Pastro's profile photo
Allan Cheque Chaudar's profile photo
Education
  • Colégio Pedro II
    Secundário, 1952 - 1959
  • Faculdade de Direito da UERJ
    Direito, 1960 - 1964
Basic Information
Gender
Male
Birthday
October 11
Relationship
Married
Story
Tagline
If you think you can or if you think you can't, in either case you are right.
Introduction


ALZIR CARVALHAES FRAGA

Essa ilustre autoridade
Mudou-se para a cidade
e dela não saiu mais
- Dizer o nome ? Jamais. 
Só digo as iniciais; 
Doutor Alzir Carvalhaes.

Desportista de renome, 
Agora as manhãs consome 
Na disputa de um "set". 
E sem que engano eu cometa; 
Não mais empunha a caneta, 
Agora empunha a raquete!

Um respeitado tenista,
Exímio na quadra e pista,
Que saque forte ele tem !
No revés e na direita,
Ele não só rola e deita,
Dá pingadinha também...

Esse Juiz-auditor
Julgava com muito amor
E por aí você sente
Que até o réu condenado
Depois do caso julgado
Pra cadeia ia contente!

Doutor Luis Carlos Pessoa 
Quis apanhá-lo "na boa", 
"Doutor Alzir, me diria
(sem querer fazer intriga)
Porque que que há tanta briga 
Aqui nesta auditoria ?"

"- Porque moças e rapazes,
Diligentes e capazes,
Tinham muito boa vida.
Depois que eu aposentei
Já descobriram que a Lei
É cega, mas é sabida."

Se lamentamos o tempo
Já levado pelo vento
Que agora não volta mais,
Ele está se divertindo, 
Aproveitando e sorrindo,
Curtindo esta vida em paz !

Além de tudo, é um poeta,
Que na verdade é um esteta
E um grande trovador
Ele não é só das musas,
Também faz coisas confusas,
Como o tal computador...

Ainda se vê seu brilho 
Na forma de um trocadilho, 
Uns até de arrepiar... 
Mas, meu leitor complacente, 
É caso bem diferente, 
O caso que vou narrar:

Na Avenida Rio Branco. 
O Alzir, que é muito franco, 
Vê, num grupo, um desafeto. 
Estava bem amolado, 
Nervoso e contrariado, 
E dá-lhe um berro direto:

"- Venha cá, seu salafrário, 
Tipo cretino, ordinário, 
Pra saber como se faz"
E em vista da gritaria 
Que o Alzir Fraga fazia 
Todo mundo olhou para trás!

Cresceu-lhe o aborrecimento,
E, ele, mais violento,
Levou pra vala comum:
- Não senhores; à vontade,
Tenham toda a liberdade,
Pois eu chamei... foi só um !
Bragging rights
Mulher, filhos, netos, irmãos, amigos e caráter, sou vegetariano
Work
Occupation
Juiz da Justiça Militar Federal
Employment
  • Justiça Militar Federal
    Juiz-auditor, 1968
Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
Juiz de Fora
Previously
Rio de Janeiro - Bagé - Fortaleza - Campo Grande - Salvador, Bahia - Juiz de Fora - Brasília
Links
Contributor to
Sometimes we took a beer at the outdoor tables in an extremely cozy ambient. It is also a grocery where you can find almost everything that exists in supermarkets. The owner called Camila, is an extremely friendly and polite person. My wife became her friend.
Public - a year ago
reviewed a year ago
Very good. An excellent Supermarket.
Quality: ExcellentAppeal: ExcellentService: Excellent
Public - a year ago
reviewed a year ago
2 reviews
Map
Map
Map