Profile cover photo
Profile photo
G. Laffitte Incorporações e Empreendimentos Imobiliários
6 followers
6 followers
About
Posts

Post has attachment
Já conhece o Condomínio Caledônia em Camboriú?
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Algumas ações simples podem ajudar todos de casa a viver melhor e com mais saúde

O dia 7 de abril é considerado o dia Mundial da Saúde pelas Nações Unidas porque neste dia foi fundada a Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa data é usada em todo o mundo como uma oportunidade para conscientizar as pessoas sobre a importância de adotar hábitos saudáveis. Por isso, listamos algumas atitudes que podem fazer muito bem para você e sua família.

Diversão ao ar livre

Que tal trocar os jogos de videogame e os passeios em shoppings por um programa em família ao ar livre? O ar puro de um dia no campo ou uma simples caminhada num parque ajudam a ensinar à criança que o exercício físico pode ser uma rotina prazerosa. Além disso, as atividades familiares ajudam a fortalecer os laços entre pais e filhos e entre irmãos. Deixar a preguiça de lado e curtir a natureza junto com a família vale a pena. Aproveite!

Cuidado com o outro

É na vida em família que se aprende uma das grandes lições da vida: cuidar do outro. Prestar atenção ao bem-estar de quem está perto de nós é uma ação que nos ajuda a adotar o hábito de zelar pela saúde de toda a família. Isso contribui, por exemplo, na prevenção de acidentes domésticos e a perceber quando alguém de casa não parece muito bem.

foto_post

Médico amigo

Famílias saudáveis não deixam de buscar o apoio de médicos e especialistas quando necessário. Os pais devem ensinar desde cedo às crianças que ir ao médico é uma forma de cuidar da saúde e não um castigo. O mesmo vale para vacinas e remédios, nem sempre agradáveis aos pequenos. Pais e mães que cuidam da própria saúde e ajudam os filhos a se cuidar melhor.

Refeição em família

Um dos fatores fundamentais para garantir a boa saúde é cuidar da alimentação. Refeições em família podem ser um meio de incentivar o consumo de alimentos mais saudáveis, principalmente pelas crianças. Ver pais e irmãos reunidos em torno de uma mesa rica em frutas e verduras, com menos alimentos industrializados e mais “receitas de família”, tem muito mais impacto na construção de hábitos alimentares saudáveis do que qualquer outra coisa.

Sem estresse

Quando se fala em saúde não se pode esquecer do lado emocional. Aprender a resolver conflitos e lidar com situações de estresse ajuda na manutenção de uma vida mais saudável em todos os sentidos. Para isso, é preciso exercitar a capacidade de perdão e de diálogo dentro da família.

Esportes

Já pensou em praticar esportes em família? Andar de bicicleta, fazer trilhas, jogar peteca. Vale qualquer esporte ou jogo que trabalhe a atividade física em grupo. Mas não exagere, principalmente se as pessoas ainda não estão habituadas a fazer atividades físicas. No caso de jogos ou esportes competitivos, tente desenvolver uma competitividade saudável, focada na própria superação e não em revanchismos.

Sono

Dormir bem é indispensável para quem quer manter a boa saúde. Estabelecer horários para dormir, principalmente no caso de crianças pequenas, ajuda a criar uma rotina benéfica nesse sentido. Para isso, leve em conta o horário em que será preciso acordar no dia seguinte e a necessidade de sono de cada um.

Fonte: Sempre Família
Add a comment...

Post has attachment
Algumas pessoas sonham em morar em uma casa, querem dar aos filhos uma infância parecida com a que tiveram, conhecendo os vizinhos pelo nome, tomando banho de chuva no quintal, jogando bola na frente da garagem sem se preocupar com nada.

Existem muitos mitos sobre as vantagens e desvantagens de morar em casa. Vamos conhecer alguns pontos que podem te ajudar nessa decisão.

SEGUcasaRANÇA – As pessoas acreditam que em um apartamento a segurança é maior, mas nem sempre isto é verdade. Em condomínio fechados, com segurança 24 horas você consegue ter os privilégios de morar em uma casa, com segurança.

PRIVACIDADE – Morar em casa pode proporcionar privacidade em áreas como quintais, jardins e garagem, além da certeza de não encontrar vizinhos nas dependências do condomínio. Sem contar os sons dos moradores de cima e os debaixo, no caso de apartamentos.

LIBERDADE – Diferente de um apartamento, onde é preciso conviver com regras definidas pelo condomínio, dentro de uma casa, as regras são definidas pela família. Pode-se ouvir musica com volume mais alto sem incomodar os vizinhos, comemorar festas sem horário para acabar e até mesmo, pintar seu imóvel na cor que preferir.

PERSONALIZAÇÃO DE AMBIENTES – Em uma casa você tem muito mais liberdade para reformar, mudar os ambientes, criar novos espaços, usar a criatividade e ampliar os cômodos. O apartamento tem muito mais limitação.

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO – Casas, quase sempre, possuem uma área grande, sendo assim um bom lugar para criar animais de estimação. Não é preciso se preocupar com barulhoprecos-de-cachorro1s, latidos e passeios, que muitas vezes são um problema na convivência com os vizinhos.

CONDOMÍNIO FECHADO DE CASAS – Uma boa alternativa é investir em uma casa em um condomínio fechado. A oferta desse tipo de imóvel ainda é pequena, mas existem opções surpreendentes. De fato, vale a pena, já que ao mesmo tempo garante-se a segurança do condomínio e a liberdade da casa.

O melhor é analisar bem o que cada tipo de moradia pode te oferecer, e o que combina mais com a sua necessidade antes de comprar ou investir em um imóvel.

Fonte: Texto baseado no post do site VivaReal.
Saiba as vantagens de morar em uma casa
Saiba as vantagens de morar em uma casa
caledoniacamboriu.wordpress.com
Add a comment...

Post has attachment
Para você que está buscando referências diferentes de cozinhas gourmet, que possibilitam a quem ama cozinhar, preparar pratos deliciosos, nós separamos 20 modelos ao redor do mundo.

Estas inspirações poderão abrir sua mente e permitir que você possa viajar no projeto ideal para sua casa e para sua família.

Cozinhar é um momento no qual se comemora a vida! Por isso, aproveite esta coletânea, e deixe seus comentários sobre quais modelos tem mais a ver com você!
Add a comment...

Post has attachment
Se você está há algum tempo pensando em como instalar uma área de SPA em sua casa, seja ela já construída ou ainda um projeto, nós selecionamos 12 modelos para te inspirar.

Existem os integrados com a piscina, mas também os mais práticos e menores.

Além do momento de relaxamento que será essencial para sua vida, sua casa ficará mais charmosa.

Confira a seleção:
Add a comment...

Post has attachment
10 modelos inusitados de cestas de Páscoa. Você já preparou as suas?
Add a comment...

Post has attachment
Embora os filhos tenham facilidade de demonstrar o seu lado criativo, os pais devem incentivar essas atividades. Isso vai fazê-las ter a sensação de que suas ações são importantes para a família. Para ajudar nessa tarefa, listamos algumas dicas para você estimular ainda mais a criatividade do seu filho.
Como estimular a criatividade de seu filho
Como estimular a criatividade de seu filho
caledoniacamboriu.wordpress.com
Add a comment...

Post has attachment
Preparamos algumas dicas para você manter uma rotina saudável, que vai te dar mais disposição e ânimo para o seu dia-a-dia! Confira no post!
Add a comment...

Post has attachment
Dicas de cultivo de orquídeas
Você ama a natureza? Tem interesse especial pelas orquídeas? Tem paciência para esperar um ano que uma planta floresça? Leia nossa matéria especial e junte-se a nós. Seja um orquidófilo.

Cultivar orquídeas é mais fácil do que se pensa

1. Na grande maioria, as orquídeas brasileiras são epífitas, isto é, crescem presas às árvores, sem, contudo, roubar delas quaisquer nutrientes. As raízes são usadas apenas para fixar a planta no caule das árvores.

2. Ao escolher o que vai cultivar, dê preferência a espécies adaptadas a sua região. Como as orquídeas florescem apenas uma ou duas vezes por ano, é interessante possuir várias espécies diferentes (cujo ciclo de floração costuma ser também diferente). Isso aumenta as chances de ter sempre alguma planta florida.

3. Não colete ou adquira plantas oriundas das matas, pois as orquídeas já foram bastante dilapidadas pelos mateiros e colecionadores gananciosos. Procure adquiri-las de empresas produtoras de mudas ou de orquidófilos que tenham plantas disponíveis.

4. Irrigação: Mantenha o vaso úmido, jamais encharcado. É mais fácil matar uma orquídea por excesso do que por falta d’água. Não colocar pratinho com água debaixo do vaso, pois as raízes poderão apodrecer. Molhe abundantemente duas ou três vezes por semana, deixando a água escorrer totalmente. Nos outros dias, basta vaporizar as folhas de manhã cedo ou no final da tarde, quando a planta não estiver sob o sol.

5. Luminosidade: Instale suas plantas em locais onde elas possam ser banhadas pelo sol no horário da manhã (até as 9 horas) ou no final da tarde (depois das 16 horas). Se a planta não tomar sol, ela não vai florescer. As orquídeas podem ser fixadas também no tronco de árvores, desde que estas não tenham uma sombra muito densa, como as mangueiras. O problema é que, quando florescerem, elas não poderão ser levadas para dentro de casa. Aliás, é recomendável manter os vasos, o máximo possível, na mesma posição e local.

6. Ventilação: As orquídeas necessitam de locais arejados. Evitar, porém, a ventilação muito forte.

7. Adubação: Utilize um desses adubos foliares (líquidos) que se encontram na seção de jardinagem de todos os supermercados. Adicionar algumas gotas à água com que será feita a vaporização, no caso de usar pequenos pulverizadores. Procure molhar sobretudo a parte inferior das folhas de sua orquídea, pois é aí que se encontram os estômatos, que absorvem água e nutrientes.

8. Pragas e doenças: Se as plantas forem cultivadas de uma forma adequada, elas estarão mais resistentes a pragas e doenças. Se não houver excesso de umidade, por exemplo, dificilmente os fungos irão atacar. De qualquer modo, previna-se. Um dos grandes inimigos de nossas orquídeas são as cochonilhas. Esses pequenos organismos sugam a seiva da planta e podem matá-la se não forem combatidos. Quem possui poucas plantas pode catá-los, um a um, antes que se propaguem. No caso de uma coleção maior, haverá necessidade de apelar para os defensivos. Dê preferência às fórmulas naturais, pois os produtos químicos industrializados costumam ser tão prejudiciais às plantas quanto a quem as cultiva. É recomendável consultar uma pessoa que tenha experiência com produtos naturais.

9. Anote o nome da espécie de sua orquídea numa plaqueta. Também é interessante atribuir-lhe um código (numérico ou alfanumérico, como queira), para facilitar a identificação no caso de uma coleção de médio ou grande porte. Um desafio que os orquidófilos enfrentam é memorizar o nome de suas plantas, quase todos em Latim ou latinizados – raramente as orquídeas têm nomes populares. Mas isto termina se tornando um excelente exercício de memória. Desenvolva igualmente o hábito de anotar a data da floração de cada planta. Se ela não voltar a florescer na mesma época, no ano seguinte, isto pode ser um sinal de alerta: talvez ela esteja com algum problema. Examine, então, as condições de irrigação, luminosidade, ventilação…

10. Freqüente uma associação de orquidófilos. É o local mais apropriado para trocar idéias, tirar dúvidas sobre o cultivo de orquídeas e, de quebra, fazer novas amizades. Procure tirar proveito do convívio com os orquidófilos mais experientes. Na grande maioria, eles adoram repartir seus conhecimentos (conhecimentos que, aliás, serão sempre incompletos, pois, em se tratando de orquídeas, eternamente, todos têm algo para aprender).

http://www.orquidofilos.com/dicas-de-cultivo
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Para você uma ótima quinta-feira!
Photo
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded