Profile cover photo
Profile photo
Mirela Ferraz
54 followers
54 followers
About
Communities and Collections
View all
Posts

Post has attachment
**
me meto a escrever meto-me fora de rima, métrica apenas, me meto a escrever escrita, assim quase sempre inacabada rarefeita mas me meto, talvez por encontrar nas palavras refúgio ou antídoto para vida meto-me quando algo estranho me atravessa os nervos, a p...
Add a comment...

Post has attachment
**
não há paradeiro para o desejo ou a espera que carrego no espaço que vai da janela ao horizonte ensejo vejo as montanhas e as percorro com o corpo todo correndo de minha miragem ao vento meus olhos atravessam o sol não mais distante que a paisagem nem tão p...
Add a comment...

Post has attachment
caro anônimo
São José, 23 de agosto de 2017. Hoje é quarta-feira e chove. Reparo o céu todo preto da minha sacada esfumaçada pelos caminhões. Retorno aos poucos, estive ausente. Totalmente fora, do outro lado, à margem. Volto a pegar os livros e a escrever. Volto a toca...
Add a comment...

Post has attachment
**
invade-me o tempo em seus rios turvos sinuosos de curvas minutos horas inunda-me o tempo de hoje e outrora como se pudesse rasgar o seu rio mergulhando ao passado do que fui ao futuro do que serei nas rugas das mãos molhadas vendo-me senhora contenta-me, te...
Add a comment...

Post has attachment
**
invade-me o tempo em seus rios turvos sinuosos de curvas minutos horas inunda-me o tempo de hoje e outrora como se pudesse rasgar o seu rio mergulhando ao passado do que fui ao futuro do que serei nas rugas das mãos molhadas vendo-me senhora contenta-me, te...
Add a comment...

Post has attachment
Enfim nós, a sós, soberano Saturno.
E volta Saturno com seus anéis longos e esbeltos. E retorna o planeta ao meu encontro, girando. Não entendo de astrologia, mas como ando cansada de escrever por obrigação retorno às letras para pensar nos efeitos do retorno de Saturno em minha vida. Fico pe...
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
**
eu faço poema para fazer infernos rasgar paraísos com os dedos de tinta na folha, em que caminho com as minhas asas de anjo decadente dançando com os outros os anjos mais bonitos e suas trombetas apocalípticas tão desafinadas quanto o meus sonhos por isso o...
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...

Post has attachment
**
o que é o amor em tempos desses cinzas? em um céu que sinto dos primeiros ventos de outono virados em minha janela, cama, travesseiro chamando a mudança do calendário atordoando-me os temores de uma era terceirizada fria inóspita inábitavel porém viva, aqui...
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded