Profile cover photo
Profile photo
webfatorial
17 followers -
desenvolvimento web, performance, web design responsivo, usabilidade, desempenho, segurança, resultados
desenvolvimento web, performance, web design responsivo, usabilidade, desempenho, segurança, resultados

17 followers
About
Posts

Post has attachment
Em alguns meses, a Google vai dividir o índice de seu buscador, separando-o em "mobile" e "desktop", provendo a "usuários mobile" conteúdo melhor e mais recente. Não se sabe exatamente quais serão os impactos, mas com 2 índices de busca separados, certamente muita coisa vai mudar.

Os motivos apresentados pela Google são sempre os mais nobres e altivos: a intenção de oferecer melhores conteúdos à (agora) maioria dos "usuários", que são "mobile".

Mas, para muitos -- dentre os quais nos incluímos --, não há dúvidas: a Google quer emplacar o AMP a qualquer custo. Inclusive ao custo da credibilidade do maior buscador do mundo.

Já vimos coisa semelhante no passado, com as famigeradas contas do Google+, criadas à revelia das pessoas que só queriam uma conta para usar e-mails do Gmail ou assistir vídeos no YouTube. Se o objetivo era ser maior que o Facebook, os métodos não importavam; os meios só serviam para justificar os fins.

Lembremos do início da "onda de otimização" que começou há coisa de década atrás, quando a Google iniciou a divulgação de tutoriais, cursos e palestras sobre melhores práticas para aprimorar a performance dos sites. Realmente são dicas e práticas que funcionam, mas -- Ei! --, coincidentemente, também ajudam a diminuir a carga dos servidores da Google e permitem que seus robozinhos coletem mais e mais dados em tempo reduzido.

Há não mais do que um par de anos, eis que a empresa lançou o "Projeto AMP", iniciativa "para fazer a web melhor para todos" através do uso de determinadas tecnologias restritivas que, para os que as adotam no desenvolvimento de seus projetos web, devem obrigatoriamente ser usadas. Quem quer ter um "site AMP", deve, sem questionar, abrir mão do que usa há anos para abraçar a "filosofia" e tags proprietárias do AMP.

O motivo? Sem sombra de dúvidas, nobre e altivo: "com AMP é possível a criação de sites que são consistentemente rápidos, bonitos e com alta performance, funcionando bem através de dispositivos e plataformas diferentes".

Ainda dentro da Teoria da Pura Coincidência, agora a Google vai dividir o índice de seu buscador, dando prioridade ao mobile. Os menos inocentes já começam a sentir o vento da mudança através de indicativos fortíssimos de que os sites que serão mais bem posicionados serão os que usam a nova menina-dos-olhos da empresa.

Para os que não usam e perderão posições no buscador? Bem, há sempre a possibilidade de impulsionar as visitas ao seu negócio na web através de anúncios no Google AdWords...

Ah, e não se esqueçam: "Don't be evil".


http://searchengineland.com/google-divide-index-giving-mobile-users-better-fresher-content-261037
Add a comment...

Post has attachment
Seguindo com nosso querido #MotionUI, veremos que microinterações com animação de interface podem trazer um resultado muito positivo na #UX. Confira!

http://desenvolvimentoparaweb.com/ux/motion-ui-microinteracoes-macroresultados/
Add a comment...

Post has attachment

Post has attachment
Quer aumentar -- e MUITO -- a performance de seus projetos com #WordPress? Este é o guia que você estava procurando!
Add a comment...

Post has attachment
Seu perfil é mais de especialista ou generalista?
Add a comment...

Post has attachment
O envolvimento de desenvolvedores no processo de design parece ser pouco abordado atualmente. Vamos falar sobre isso?

http://desenvolvimentoparaweb.com/design/desenvolvedores-devem-participar-do-processo-de-design/
Add a comment...

Post has attachment
Já conhecia os conceitos de Redução Progressiva e Decaimento de Experiência em #UX?
Add a comment...

Post has attachment
A tão solicitada parte final da série sobre melhores práticas para APIs RESTful está no ar! o/
Add a comment...

Post has attachment
Afinal, ícones precisam de labels ou não? Veja neste artigo uma análise consciente sobre a questão e o que é possível concluir.

#ux #ui #interfaces
Add a comment...

Post has attachment
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded