Profile cover photo
Profile photo
Eduardo Frota
83 followers -
Nove entre dez maus elementos preferem as más companhias.
Nove entre dez maus elementos preferem as más companhias.

83 followers
About
Posts

Post has attachment
Paterson, de Jim Jarmusch
Jim Jarmusch, um dos meus diretores prediletos (acho que vale alertá-los sobre isso), uma vez disse em uma de suas antológicas entrevistas (sério, são muito boas) que seus filmes não têm um enredo definido porque assim também é a maneira como ele enxerga a ...
Add a comment...

Post has attachment
A família Dionti, de Alan Minas
Viva o cinema brasileiro - foi esse o meu pensamento assim que os créditos finais ganharam a tela. A sala era pequena, também eram poucos os horários de exibição disponíveis e o filme está em cartaz em apenas três estabelecimentos do ramo no Rio de Janeiro ...
Add a comment...

Post has attachment
13 reasons why
Posso enumerar aqui algumas razões pelas quais assistir e mais outras para não assistir a 13 reasons why , a novidade dessa fábrica de séries em série que é o Netflix. A primeira razão para um elogio é porque trata-se de um assunto que está na pauta do dia,...
Add a comment...

Post has attachment
Aqui jazem romances - o meu livro!
Eu vou dar um recadinho aqui e já volto... (corta pra câmera 12) Vamos falar de coisa boa? Aproveitando este espaço de escrita, informo a todos vocês, meus poucos, porém donairosos leitores, que este escriba lançou um livro de parágrafos. Isso mesmo, parágr...
Add a comment...

Post has attachment
Eu, Daniel Blake (I, Daniel Blake), de Ken Loach
Escrevi essas palavras aí embaixo logo após ter assistido ao filme do Ken Loach. Tá la no meu Facebook. Não é uma resenha do ponto de vista estrutural, mas acho que vale o registro. Afinal, este blog aqui já deixou de ser o que era anteriormente - e faz mui...
Add a comment...

Post has attachment
Animais noturnos (Nocturnal animals), de Tom Ford
Pode-se dizer que Animais noturnos é uma meta-adaptação. Explico: o que se vê durante a projeção é a recriação cênica do que a protagonista imagina ao ler um livro escrito por seu ex-marido, em cuja folha de rosto há uma dedicatória a sua pessoa. O interess...
Add a comment...

Post has attachment
Manchester à beira-mar (Manchester by the sea), de Kenneth Lonergan
Tenho visto muita gente questionar se vale a pena assistir a Manchester à beira-mar . O comentário geral é que trata-se de um filme muito, muito, muito triste. De fato, o argumento é denso, pesado, acinzentado, para citar o Dória. No entanto, quando dirigid...
Add a comment...

Post has attachment
La la land, de Damien Chazelle
Durante a projeção, eu só me lembrava de Lars Von Trier e seu Dançando no escuro . Selma, interpretada brilhantemente por Björk, dizia que gostava dos musicais porque neles nada de mal realmente acontece. O que o diretor dinamarquês queria dizer com isso é ...
Add a comment...

Post has attachment
Até o último homem (Hacksaw Ridge), de Mel Gibson
Mel Gibson é um sujeito estranho. Em 2004, fez aquele filme louco sobre a crucificação de Cristo, falado em aramaico, que deixou muita gente chocada. Deu declarações equivocadas sobre os judeus e, sendo assim, enfureceu os membros da academia estadunidense....
Add a comment...

Post has attachment
Invasão zumbi (Train to Busan), de Sang-ho Yeon
Zumbis sempre foram garantia de diversão para os fãs do gênero. Além das metáforas políticas e sociais que podem ser aplicadas aos mortos-vivos, esses filmes dão aos diretores e roteiristas a possibilidade de criar enredos que funcionam como uma reflexão so...
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded