Profile cover photo
Profile photo
Humaniza Redes
127 followers
127 followers
About
Posts

Post has attachment
Está na lei: "a pessoa com deficiência visual usuária de cão-guia tem o direito de ingressar e permanecer com o animal em todos os locais públicos ou privados de uso coletivo" (Lei no 11.126) http://goo.gl/2jufYk

Discriminar a pessoa com deficiência é crime. Respeitar o próximo é um passo importante para construirmos uma sociedade mais tolerante e inclusiva! 

‪#‎MaisAmorNenhumPreconceito‬ ‪#‎CompartilheDireitos‬ ‪#‎Acessibilidade‬

Descrição da imagem abaixo: Ilustração de uma pessoa com deficiência visual sendo conduzida por um cão-guia ao caminhar. No canto superior direito da ilustração tem o texto "Um amigo que te leva pelo melhor caminho". Na parte inferior esquerda tem uma hashtag "ProjetoCão-Guia <3" sobreposta em um fundo amarelo como destaque. Na parte inferior da peça tem a logo do Humaniza Redes assinando a ilustração.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
No Brasil, ainda não há uma lei específica para punir o cyberbullying. Mas é possível, sim, identificar os autores. Por isso, é importante que as vítimas, juntamente com seus responsáveis, denunciem as violações sofridas.

Todos nós podemos ajudar a combater o cyberbullying. Antes de curtir e compartilhar conteúdos que podem ofender as outras pessoas, coloque-se no lugar do outro! Assim, teremos uma internet muito melhor e livre de discriminação.

Para denunciar, acesse www.humanizaredes.gov.br/Disque100

‪#‎HumanizaRedes‬ ‪#‎Disque100‬ ‪#‎DireitosHumanos‬ ‪#‎Cyberbullying‬
Photo
Add a comment...

Post has attachment
O anuário brasileiro de segurança pública mostrou que, em 2013, foram denunciados 50.320 casos de estupros (mulheres e homens) no Brasil. No entanto, como só 33% dos casos chegam ao conhecimento da polícia, esse número é muito maior.
Estudo do Ipea mostra que, do total das vitimas, 88,5% são mulheres, mais da metade têm menos de 13 anos, 51% é de cor preta ou parda e 46% não possui o ensino fundamental.

Temos uma linha desenhada de como funciona a cultura do estupro no nosso país, um dos crimes mais acobertados e banalizados da nossa cultura pela ideia machista de que a mulher é algo descartável, permissível.

A revista Revista Superinteressante traz uma reportagem em sua edição mais recente, mostrando como a cultura do estupro e a culpabilização da vítima, infelizmente, ainda fazem parte do nosso cotidiano.

Saiba mais --> https://goo.gl/oyPQLX
PhotoPhotoPhotoPhotoPhoto
2015-07-03
5 Photos - View album
Add a comment...

Post has attachment
Neste momento, em que acontece a votação da redução da maioridade penal, chamamos atenção para uma questão importante: vingança não é justiça.

É natural que em tempos de grande mobilização popular, os ânimos se exaltem e sejam ainda mais inflamados por conteúdos que visam aumentar o medo e a sensação de insegurança e não refletem as condições reais de violência no país. Mas precisamos pensar com racionalidade.

Os Dados do sistema Integrado de Informações mostram que, em 15 anos, a população carcerária no Brasil aumentou em 161%. A maioria dos jovens que se encontra em privação de liberdade é pobre e negra, evidenciando que a desigualdade social é um fator relevante na composição da população carcerária. Como cobrar os mesmos resultados de jovens que foram privados das oportunidades oferecidas a outra parcela da população?

Na semana passada, a PEC 171 foi denunciada ao Conselho de direitos humanos da ONU, em Genebra, com carta assinada por 92 entidades de todo o mundo. As principais vozes de defensores dos direitos humanos já se manifestaram contra a proposta. Países que adotaram a redução não foram bem sucedidos em sua experiência na diminuição da criminalidade.

Ressocializar o jovem, uma pessoa ainda em formação, é muito mais positivo do que colocá-lo em um sistema prisional que não regenera e apresenta 70% de taxa de reincidência. Transformar esse jovem em cidadão, ao invés de colocá-lo à margem da sociedade é um dever de todos nós e do Estado brasileiro.

Que seja melhorado o sistema de justiça no Brasil, as políticas referentes à segurança pública e oferecidas oportunidades aos nossos jovens.

‪#‎ReduçãoNãoÉSolução‬.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
A questão que causa mais polêmica sobre o assunto precisa ser esclarecida: ninguém defende que o menor não seja responsabilizado por seus atos. No entanto, colocar seres em formação no sistema prisional comum, que tem uma taxa de reincidência de 70%, não resolverá o problema da violência.

Em tempos de forte mobilização popular, alguns setores se aproveitam dos ânimos para passar uma sensação de desespero e calamidade que não está de acordo com os números reais de violência no país. Não nos podemos deixar influenciar pela irracionalidade. Procuremos, ao invés disso, o debate qualificado, com números e dados sobre a situação carcerária e de segurança pública no nosso país.

Hoje, a legislação brasileira já prevê responsabilização para o menor em conflito com a lei. Essa punição, muitas vezes, é ainda mais dura do que a aplicada para os maiores de idade. Lembrando que somente 12% dos jovens em restrição da liberdade respondem por homicídio. Reduzir a idade penal seria colocar todos os outros 88% na mesma situação.

Pela qualificação do debate e melhoria do sistema de justiça no nosso país, propomos que a questão seja trabalhada em perspectiva, com a consciência de que a desigualdade social ainda é fator determinante da população carcerária do nosso país e que devemos atacar o cerne da questão, não suas consequências.

Voltamos a dizer que vingança não é justiça ‪#‎ReduçãoNãoÉSolução‬
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Pelo respeito a todas as religiões e à não religiosidade e fim da intolerância e da violência, junte-se a nós nesta campanha! ‪#‎MaisAmorNenhumPreconceito‬ #HumanizaRedes  
PhotoPhotoPhotoPhotoPhoto
#‎MaisAmorNenhumPreconceito‬
9 Photos - View album
Add a comment...

Post has attachment
O Brasil é oficialmente um Estado laico, pois a Constituição Brasileira e outras legislações preveem a liberdade de crença religiosa aos cidadãos, além de proteção e respeito às manifestações religiosas.
Essa noção de imparcialidade do Estado reforça a necessidade de exercitarmos a tolerância na convivência com a diversidade. O diálogo de qualidade ainda é a nossa principal ferramenta em uma sociedade democrática. Exercer a liberdade religiosa significa também respeitar a crença ou a não-religiosidade do outro. Compartilhe o respeito
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Racismo é crime e discursos discriminatórios não têm mais lugar nem nas ruas e nem nas redes. Falamos sempre da importância da representatividade da população negra na cultura, nos brinquedos, na sociedade como um todo.

E reforçamos a nossa campanha contra o racismo em todas as suas formas dizendo pras moças (e pros moços também) se assumirem como são, sem medo de serem felizes.

Moçxs, seu cabelo é lindo! Se for vítima de racismo, denuncie! ‪#‎Disque100‬ ‪#‎HumanizaRedes‬ ‪#‎MaisAmorNenhumRacismo‬
Photo
Add a comment...

Post has attachment
O Humaniza Redes apoia! ‪#‎MaisAmorNenhumPreconceito‬
Photo
Add a comment...

Post has attachment
O caso mais recente de intolerância com a homossexualidade que causou repercussão foi a campanha (linda ♥) dO Boticário para o dia dos namorados.

Infelizmente, a intolerância, o preconceito e a falta de respeito com a população LGBT ainda é comum em diversos setores da sociedade. A elxs, por exemplo, é negado um dos direitos mais básicos, que é o do trabalho digno, por causa das humilhações que sofrem no emprego. A mesma coisa ocorre na maioria das escolas, criando um ciclo cruel de desigualdade e falta de oportunidades.

Diante disso, o PNUD Brasil, a UNAIDS Brasil e a Organização Internacional do Trabalho fizeram uma cartilha bonitona dos direitos humanos de pessoas LGBT no mundo do trabalho chamada "Construindo a igualdade de oportunidades no mundo do trabalho: combatendo a homo, lesbo, transfobia". A cartilha serve para empresas e empregadores em geral, mas traz noções muito importantes de respeito a todos nós! ‪

#‎MaisRespeito‬ ‪#‎MaisDiversidade‬ ‪#‎NenhumPreconceito‬

Acesse --> http://goo.gl/27cq2z
Photo
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded