Profile cover photo
Profile photo
Carlos Antonio da Costa
About
Posts

Post has attachment

Post has attachment
Explicações médicas sobre as cólicas menstruais.

Post has attachment
“Quero viver em outro Brasil!”
“Quero viver em outro Brasil!”      Tenho medo de que,
com Temer, eu acabe vendo um pouco mais da mesma coisa.      Nosso presidente
– por favor, não falem “presidento” (!) –, por melhores que sejam as intenções
dele, será esmagado pela “tradição operaciona...

Post has attachment
Zika: preocupação real para a saúde reprodutiva.
Zika: preocupação real para a saúde reprodutiva. Existem evidências científicas de que o Zica vírus pode
causar microcefalia(1) , quando a gestante adquire a infecção no primeiro ou
no segundo trimestres da gravidez. Outras evidências apontam que o
Zika vír...

Post has attachment
**
Brasil Limpo        O juiz federal da
4.ª Região (Paraná), Sérgio Moro, a Procuradoria da República no Paraná (MPF) e
a Polícia Federal estão dando um exemplo magnífico de quais medidas devem ser
adotadas para passar o Brasil a limpo.        A partir de
dol...

Brasil Limpo

       O juiz federal da 4.ª Região (Paraná), Sérgio Moro, a Procuradoria da República no Paraná (MPF) e a Polícia Federal estão dando um exemplo magnífico de quais medidas devem ser adotadas para passar o Brasil a limpo.
       A partir de doleiros, eles desvendaram esquema bilionário que assaltou os cofres da Petrobrás. Portanto, é fundamental que todos os doleiros que operam no Brasil sejam investigados (não é difícil encontrá-los; é só seguir o dinheiro). Aqueles doleiros que forem enquadrados no crime de evasão de divisas devem ser presos, com direito à delação premiada.
       Pela delação dos doleiros, chegaremos àqueles que sangram o Brasil. 
       O juiz Sérgio Moro pertence à 4.ª Região, que abrange os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Para passar o Brasil a limpo é preciso que os juízes das outras quatro regiões também tenham a mesma determinação que o seu colega do Paraná. A 1.ª Região abrange os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Minas Gerais, Pará, Roraima, Rondônia, Tocantins, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Piauí e o Distrito Federal. A 2.ª Região: abrange os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A 3.ª Região abrange os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. A 5.ª Região abrange os estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba. 
       A Procuradoria da República, em cada estado, também deve ter a mesma firmeza demonstrada por seus assemelhados lotados no Paraná. O procurador-geral da República deve ser nomeado por seus próprios méritos e, portanto, não acolher sentimentos de “gratidão” por quem o nomeou. Principalmente se este último espera daquele um tratamento diferenciado que o proteja dos ditames da lei.
       A Polícia Federal – politica e ideologicamente autônoma – deve seguir com o seu trabalho, digno dos maiores elogios.
       A mesma coisa pode ser feita no âmbito estadual. Investigar a fundo possíveis maracutáias envolvendo o dinheiro público (estadual). Criar uma força-tarefa da polícia e do ministério público estadual – tipo “os intocáveis” – para este fim. A participação dos juízes estaduais é fundamental para alcançarmos esse objetivo. Parte do material necessário para iniciar as investigações poderá ser encontrado nas gavetas dos Tribunais de Contas.
       Ações semelhantes seriam deflagradas, também, no âmbito municipal pelos órgãos correspondentes.
       Essas ações, quando postas em prática, poderão indicar um novo caminho a ser seguido pelos cidadãos brasileiros e seus representantes nas câmaras municipais, nas assembleias legislativas estaduais, na Câmara Federal, no Senado Federal e na Presidência da República.
       Às vezes, penso que estou sendo muito ingênuo ao propor tais medidas no “país do jeitinho”. Mas, eu preciso acreditar que é possível diminuir – bastante – a corrupção em nosso país.
       Vamos passar o Brasil a limpo!
       

Post has attachment
“Viagra feminino”: terapia arriscada, apelido desastroso.
No último dia quatro de junho de 2015, os conselheiros do
Food and Drug Administration (FDA) – órgão governamental dos Estados Unidos da
América, responsável pelo controle dos alimentos e medicamentos -, recomendaram
– com ressalvas, por 18 votos a favor e ...

Post has attachment
**
Resolução
Normativa Nº 368 (MS/ANS) : iniciativa inútil
como incentivo ao parto normal. A partir do dia 6 de julho deste
ano, as gestantes - que possuem planos de saúde – terão o direito de acesso às
informações sobre “os percentuais de cirurgias cesáreas e...


O Relatório Global sobre Homicídios 2013, publicado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) demonstra que, no ano de 2012, foram registrados 50.108 homicídios no Brasil; o que equivale a dizer que, em nosso país, são cometidos cerca de 140 assassinatos por dia. Em todo o mundo, nesse ano, foram cometidos 437 mil assassinatos; isto é, os números brasileiros correspondem a mais de 10% desse total(!).

Na edição do dia 21/07/2014, o jornal O Globo noticiava:
“Cerca de 600 pessoas já morreram no conflito entre Israel e o Hamas
Diante do alto número de mortes, aumentou o apelo por um cessar-fogo.
Militantes do grupo Hamas usam túneis para atacar os soldados de Israel”.

O conflito entre Israel e o Hamas recebe tratamento “vip” na imprensa brasileira e internacional. Se, naquele enfrentamento, morrem 600 pessoas, esse fato toma proporções gigantescas, despertando a indignação de diversas nações, entre as quais o Brasil. Esse número de mortos – 600 – é menor do que a soma de assassinatos cometidos em apenas cinco dias no Brasil. 

O Preconceito - seja ele de que origem for (racial, religioso, de gênero, etc.) – é, e sempre deverá ser combatido. Entre tantos preconceitos que conhecemos, temo que mais um esteja se somando àquela longa lista. O “preconceito jornalístico”, penso, já se oferece como realidade, pois, a morte de 600 pessoas (entre israelenses e palestinos) parece ter maior importância jornalística – e ganha maior destaque em todas a mídias - do que a morte de 140 brasileiros diariamente (!!). 

Com a intenção de acordar as nossas autoridades constituídas, e também os políticos - que querem se constituir como autoridades -, eu proponho que esse triste panorama brasileiro fosse lembrado na imprensa internacional, tomando, desta forma, posição contrária ao preconceito jornalístico.

No âmbito interno, e com o mesmo objetivo, gostaria que os âncoras de todos os noticiários nacionais – no rádio e na televisão -, ao darem o “bom-dia”, ”boa-tarde” ou “boa-noite” às suas audiências, fizessem o seguinte lembrete: 

Como acontece todos os dias em nosso país, amanhã serão assassinadas cerca de 140 pessoas no território brasileiro. Todos queremos saber quais serão as ações dos governantes diante desse “desproporcional número de mortes”.

Em vez de olhar para o umbigo de Israel (ou da Faixa de Gaza), nossas autoridades deveriam olhar, com mais atenção, para o umbigo do Brasil.

11/05/2014 – DIA DAS MÃES.

Não é o parto que transforma uma mulher em mãe. 

O parto apenas modifica o estado de gestante em puérpera. 

A maternidade, em seu sentido mais abrangente, possui componentes que se tornam evidentes antes mesmo da gravidez acontecer... 

O desejo de engravidar – que projeta, no futuro, o amor a um ser que ainda não existe - é o primeiro sinal da verdadeira maternidade. 

Enquanto obstetras, acompanhamos todo o processo gestacional desde o seu início. Nosso conhecimento científico, e o melhor da nossa sensibilidade humanística, são instrumentos que usamos para conduzir, em segurança, a continuidade da vida por meio de outra vida. Nosso maior orgulho é podermos ser parceiros da Natureza – observando a sua sabedoria e, eventualmente, corrigindo as falhas com as quais ela nos desafia.

A Maternidade é partilhada por nós, obstetras, durante todo o pré-natal, o parto e o puerpério. Sentimo-nos um pouco “mães” em cada nascimento que participamos. 

Na medida em que a idade avança, nossa alegria é multiplicada quando podemos estar junto de mães que, ainda ontem, eram frágeis e recém-nascidas em nossas mãos! 

Neste 11 de maio de 2014 - neste “DIA DAS MÃES” - aqui vai o meu afeto a todas mulheres que, num pacto de confiança, permitiram que eu as ajudasse a trazer outras vidas para suas vidas (com especial menção à minha esposa Maria Esther). 

O parto é um fato biológico... O instinto da reprodução está presente em todos os animais... Os cuidados com as crias podem ser observados na maioria dos mamíferos... Mas, apenas a mulher carrega consigo o significado integral da Maternidade: o Amor.

Feliz Dia das Mães!!
Wait while more posts are being loaded