Profile

Cover photo
Tapada Nacional de Mafra
23 followers|4,808 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

1
1
BRIANNA DUVESSA's profile photo
Add a comment...
 
TNM01_JA



WebRep
Overall rating
1
1
BRIANNA DUVESSA's profile photoDavid santos Perpetuo's profile photo
 
devia estar muito mais divulgado,e aquele video para fotografia,infelizmente o lobo só aparece uma vez,quando é um animal tão importante.Principalmente,poruqe as mentes dos portugueses já se começam a abrir um pouco mais ao shamanismo/espiritualidade no qual esse animal é tão importante.Claro k ninguém vai ler isto.Infelizmente só em portugal é assim.
 ·  Translate
Add a comment...
Have them in circles
23 people
People
Have them in circles
23 people
Contact Information
Contact info
Phone
261817050
Email
Address
Portão do Codeçal, 2640-602 Mafra Mafra, Portugal
Story
Tagline
Criada Por Reis para Reis, uma Jóia da Natureza
Introduction
D. João V, o “Rei Magnânimo” (1706-1750), mandou construir um Palácio-Convento na Vila de Mafra em cumprimento da promessa que fez, caso a Rainha lhe desse descendência.

Este grandioso monumento, construído numa época de grande prosperidade real em resultado da exploração de ouro e diamantes do Brasil, constitui uma obra-prima do Barroco Português.

A Real Tapada de Mafra foi criada em 1747 com o objectivo de proporcionar um adequado envolvimento ao Monumento, de constituir um espaço de recreio venatório do Rei e da sua corte e ainda de fornecer lenhas e outros produtos ao Convento.

Com uma área de 1187 hectares, a Real Tapada de Mafra é rodeada por um muro de alvenaria de pedra e cal, com uma extensão de 16 Km. A Tapada foi dividida em três partes separadas por dois muros construídos em 1828, estando actualmente a primeira, com 360 hectares, sob administração militar.

Desde o século XVIII até à implantação da República, a Real Tapada de Mafra foi local privilegiado de lazer e de caça dos monarcas portugueses, sendo contudo nos reinados de D. Luís (1861-1899) e de D. Carlos (1899-1908) que a Tapada conheceu o seu período áureo como parque de caça.

Segundo Alexandre Herculano, escritor e grande entusiasta do desenvolvimento agrícola do país, a Tapada, em 1843 e na sequência da vitória do regime liberal, foi instituída em Granja Real, quinta-modelo para o desenvolvimento da agricultura, silvicultura e criação coudélica da região. O projecto contudo não vingou e a Tapada retomou as suas antigas funções.

Com a implantação da República passou a designar-se Tapada Nacional de Mafra, sendo utilizada fundamentalmente para o exercício da caça e para actos protocolares.

A partir de 1941 foi submetida ao regime florestal total, sob tutela da Direcção-Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas, passando a ser gerida numa perspectiva mais ambiental.

Em 1993 a Tapada foi concessionada à Empresa Nacional de Desenvolvimento Agrícola e Cinegético (ENDAC), uma sociedade de capital exclusivamente público na dependência do Ministério da Agricultura.

A partir de 1998 é criada uma Cooperativa de Interesse Público para aproveitamento dos recursos da Tapada, com o Estado a deter posição maioritária no seu capital social, numa parceria com a Câmara Municipal de Mafra e entidades privadas.