Shared publicly  - 
 
O "TV Folha" deste domingo traz uma reportagem sobre o ensino domiciliar. Mesmo considerado ilegal, o método tem conquistado mais adeptos no Brasil. Cerca de mil famílias já educam os filhos em casa. Minas Gerais é o Estado que concentra o maior número de casos. A medida é controversa e gera debates na Justiça e no Congresso. Em Timóteo, MG, uma família foi multada por tirar os filhos da escola. O "TV Folha" vai ao ar neste domingo, às 20h, na TV Cultura.
Translate
22
5
Ricardo Guimarães's profile photoOdair Gutirres's profile photoSuemi Tanaka's profile photoArt-Music-Entertainment's profile photo
30 comments
 
Agredito que pode ser muito mais produtivo, dependendo da dedicação dos envolvidos
Translate
 
É possivel ensinar matemática, física, química, filosofia, geometria e português e etc?admiro quem domine várias área do saber...
Translate
 
Bem, uma coisa é certa, problemas com alunos desinteressados e más companhias os pais não terão, acho que vale sim a pena pensar no assunto. Levando em conta também o descaso com a educação brasileira leva mais a pena ainda. 
Translate
 
considero o comentário acima, muito bem colocado!
Translate
Translate
 
Tem também o problema da criança não ter o diploma para se quiser fazer uma faculdade ou outras atividades que exijam isto.
Translate
 
nesse caso, bastaria fazer uma prova de proficiência. ¬¬''' básiiiiico...!
Translate
 
Acho que vai muito além destas questoes, pois existe a integração , a socialização e a troca de informações sociais e culturais entre as crianças.
Translate
 
Os governos querem nos impor regras mas nada fazem referente a falta de segurança e a falta de metas educacionais, então como julgar errada as famílias que tem condições de educar seus filhos em casa,quando eles erradicar a corrupção que assola  nosso pais asseitaremos suas leis.
Translate
 
É verdade.O que há de errado em educar os filhos em casa se nos dias de hoje não se tem segurança nas escolas.
Translate
 
O "engraçado" é que filhos de artistas, filhos de políticos, filhos de jogadores de futebol famosos, ou crianças artistas podem receber o ensino domiciliar sem problemas e sem polêmicas.
Da mesma forma que filhos de artistas, filhos de ricos e crianças com QI (Quem Indica) podem trabalhar antes dos 14 anos, dos 16 anos, que o trabalho não é considerado exploração infantil.
O ensino brasileiro é um dos piores do Mundo. Então, acredito que se os conteúdos escolares passados dentro de casa são de qualidade e eficiencia superiores, devem ser aceitos e pronto.  
Com respeito a tal da socialização citada aqui em alguns comentários: existem muitos outros lugares onde as crianças podem se socializar e viver uma vida saudável: em quadras esportivas, ateliês de arte, em passeios ao ar livre. 
O ensino brasileiro é de ruim para pior. A maioria das instituições escolares brasileiras são péssimas e muitas em vez de ensinar, emburrece e desistimula os alunos interessados em aprender algo de útil.
Então não acho que o ensino em casa deva ser condenado.   
Translate
Translate
Translate
 
tbm concordo com vc Alisson Santos,mas boas companhias está dificil!!
Translate
Translate
 
O problema é o foco da educação, Alisson Santos, pois temos uma forte herança pedagógica do Paulo Freire, que a transformou num espaço de convívio ao invés de um lugar onde se forma um cidadão. Veja, o problema está justamente nessa polarização, que no Brasil tende mais para o teu comentário (preparar para a vida em sociedade) que para a educação domiciliar (preparar o intelecto para transformar a sociedade).
Translate
 
Socialização pode acontecer em outros lugares mais úteis e interessantes que certos depósitos de gente os quais me recuso chamar de escola.
Depois que veio o tal do "destrutivismo" (construtivismo) a educação brasileira se afundou de vez. Tratam as pessoas feito pobres, coitadas, infelizes e fracassadas desde a Pré-Escola até o ensino médio. 
Democratizaram a "baixeza" do nível de ensino. Sei de muitos casos de Colégios tradicionais, que eram bem conceitados por ter uma grade curricular exemplar e uma formação academica reconhecida como excelente por toda uma cidade, que sucateou o nível da escola, porque os alunos fracos e fanfarrões, abandonavam o colégio bom, no último ano, para cursar em uma escola porcaria com o sistema "destrutivista". Alguns, depois no meio do ano voltavam pro Colégio tradicional, só pra ter um nome de escola "bonito" no curriculum.
Translate
 
É que o povão que vai à escola pra ouvir funk e exibir a roupa e os celulares novos para os colegas gosta da socialização presente na maioria das escolas brasileiras da atualidade. Rsrsrsrs. +Kaonan Micadei +Alucard Constantine Filth 
Translate
 
Quando eu tiver um filho vou alfabetizá-lo em casa. A escola está entrando em colapso, o imenso número de cursos, franquias e outros voltados para o reforço escolar, mostra bem a defasagem na educação básica.
Translate
 
Não acredito nisso +Alisson Santos . Além disso, o nível do ensino da maioria das escolas estão ruins independentemente de questões religiosas. E também, atualmente poucas são as escolas que obrigam a rezar, orar, ou realizar qualquer culto religioso antes da aula. 
Translate
 
Concordo com Friedrich Sinofzik, quando se fala de algo exata (matéria como matemática) não tem como se mudar, mais quando se fala de humanas ( matéria que formadora de opiniões) diz
muitas  verdades de poucos, e mentiras medidas de muitos e é dai que nasce a duvida e duvidas traz medos e medo gera a DISCRIMINAÇÃO, Gays, negros sabem muito bem o que é isso. 
Translate
 
Creio que é uma discussão bem interessante, mas fico imaginando a mesma colocada em prática aqui no Brasil, pois qual seria a estimativa de quantas pessoas seriam educadas em casa de maneira efetiva (a ponto de passar para uma universidade), considerando a formação escolar de seus pais? 
Translate
 
Olá +Friedrich Sinofzik , eu não li a reportagem completa,pois não estou no Brasil, por isso continuo achando um pouco utópico, considerando que o meu ponto de vista não abrange usar um terceiro (tipo explicador ou professor particular) na educação em casa. Eu penso é nos próprios pais ministrando todas as matérias aos seus filhos. Quantas crianças seriam educadas dessa forma e que passariam no ENEM ou no vestibular. Teríamos uma minoria, ao meu ver, mas seria muito válido se realmente pudesse ser implantado, já que teríamos pessoas muito mais qualificadas.
Translate
 
Não acredito que o  Brasil esteja pronto para isso. Digo, ainda hoje muitos analfabetos funcionais se formam, mas sem o controle que a escola promove, teríamos uma grande quantidade de pais que tirariam os filhos da escola para ensinar em casa. Mas seria para ensinar a catar latinha, ou qualquer outra coisa que sirva para comprar a cachaça e cigarrinho de todo dia. Já fui professor e já vi pais tirarem alunos da escola dizendo que eles não precisavam estudar por eles nao estudar e se deram bem na vida. Trabalhavam catando lixo e a venda destes dava pra comer todos os dias. Para uma liberação deste tipo acredito que seriam necessárias mais duas gerações porque ai seriam pais que passaram pela escola.
Lembrando que nenhum pai é proibido de complementar o ensino do seu filho da forma que lhe convier, ensinando melhor o que ele achar que pode ser melhorado, mas tive poucos alunos que tinham pais que sequer olhassem os cadernos de seus filhos.
Translate
 
Por mim podem educar na casa, no entanto, como a escola é um espaço democratico, a criança na certa vai crescer discriminante, e não há de dizer, dessa forma, que vai saber descinir, e ainda digo, os país que optam por essa maneira de ensinar, são iguais os filhos que vão produzir, alguns acham, mesmo não sabendo, que são mais conhecedores que os professores.
Translate
 
Qto à escola pública brasileira ser um lugar de convívio, discordo.  Estudei num colégio marista onde eu era tratado de igual pra igual.  Lá n havia distinção de branco, negro, pobre, rico, idoso...tanto que aprendi, de forma automática, a falar, a tratar qualquer pessoa como igual, sem nenhum tipo de diferenciação.  Qdo fui fazer o 2º grau (atual ensino médio) numa escola totalmente pública ouvi pela primeira vez alguém me chamar de negro, o professor de geografia diferenciando negros e brancos ao falar de contexto étnico racial  e  colegas me impedindo de falar de jogos eletrônicos por eu ser muito mais pobres que eles.  O q vejo é q o ensino público brasileiro nunca prestou.  Se os pais tem condições de contratar professores melhores, isso deve ser apoiado.  Qto ao isolamento, talvez a criança aprenda a tratar todos de igual pra igual, como eu aprendi e q a escola pública tirou de mim,  Faço parte de uma esc. pública e o q vejo é discriminação, apelidos, brincadeirinhas de mal gosto...
Translate
 
Há 4000 anos que nenhum judeu é analfabeto, as crianças quando vão à escola já sabem ler e escrever, a tarefa é das mães, portanto, a primeira escola é em casa, a segunda também, e assim vai, enquanto que as famílias não judias preferem outros afazeres para as crianças e não incluem nesses o estudo do alfabeto e a matemática.
Translate
 
Parabéns aos pais que ainda se interessam em educar seus filhos e se preocupam com a qualidade de ensino a eles oferecidos. 
Translate
 
É verdade! Educação começa em casa, quando pai e mãe oferece seu tempo para educar, ensinar e manter vivo o diálogo!
Translate
Add a comment...