Profile cover photo
Profile photo
Fabio Fava
Extreme Air Sportsman
Extreme Air Sportsman
About
Posts

Post has attachment
It’s actually very simple...

Post has attachment
Minha jornada em busca da sonhada cidadania italiana começou no final de Abril de 2017, quando cheguei aqui em Viterbo, na Itália. Passei alguns anos economizando e criando as condições para obter o reconhecimento: foram 6 meses com muitos desafios e…

Post has attachment
Le Rude boy est toujours la...

Post has attachment
Porque o legal nem sempre é justo...
E o justo nem sempre é legal...

Post has attachment
A revolução começa em cada um/a de nós...

Post has attachment

Post has attachment
FORÇA! CATALUNYA LLIURE!

Post has attachment
EUROPE! WAKE UP! DO SOMETHING! BEFORE IS TOO LATE! PLEASE!

Post has attachment
E se você descobrisse que a energia é abundante? Que ninguém precisaria trabalhar, nem pagar contas, nem abastecer veículos, nem ficarmos presos à Terra? Prepare-se, a realidade está para ser revelada...

Estava caminhando agora há pouco, concluindo meus primeiros 10 Km em um só dia. Vinha contente, também estreei o 6º furo do meu cinto (cheguei em Maio no 3º furo)… Quando quase no final, vi um pombo (o passarinho) caído no chão, meio que embaixo de um carro… Ele estava visivelmente mal, bastante quebrado (pescoço, as patinhas…), talvez tenha caído do ninho ou batido na parede tentando voltar pro ninho...

Fiquei muito triste, chorei de tristeza porque os animais não têm os mesmos recursos e oportunidades que nós temos. Não tinha muito o que fazer, eu não saberia para onde levá-lo e muito provavelmente não seria possível salvá-lo. Eu na minha tristeza, recolhi o bichinho e coloquei em um lugar onde achei que ele teria um pouco mais de conforto.

Orei com todas as minhas forças para que ele consiga se recuperar, ou que tenha uma morte em paz, sem sofrer muito… Foi triste, muito triste. Mas me lembrou que a vida é uma só, que nós precisamos voar o mais alto possível, porque em um “flash” a vida pode acabar (eu sei bem).

Aproveitei para contemplar a impermanência de todos os fenômenos compostos, a impermanência da própria vida. Desejei da forma mais pura que eu pude, que aquele pombinho tenha uma próxima vida mais próspera.

Não tem lição nisso, não tem moral da história, é apenas uma história triste, me lembrando que não vale à pena comemorar demais quando algo bom nos acontece, nem chorar demais quando algo ruim nos atinge.

A vida é curta, é preciso viver cada segundo como se ele fosse o único de toda a existência. Que aquele pombinho possa encarnar novamente, viver uma vida plena, nascer, crescer e se reproduzir. Que ele possa evoluir… E voar...
Wait while more posts are being loaded