Profile cover photo
Profile photo
Artrite Reumatoide
Dor Compartilhar é Dor Diminuída
Dor Compartilhar é Dor Diminuída
About
Posts

Post has attachment
Estudo aponta que banho quente e caminhada têm o mesmo resultado Já imaginou trocar uma caminhada por um belo banho quente de banheira e, ainda assim, emagrecer? De acordo com pesquisadores da Universidade de Loughborough, no Reino Unido, o banho pode ajudar no controle de açúcar no sangue, auxiliando no tratamento de diabetes, e no número de calorias que o corpo queima, promovendo benefícios semelhantes aos exercícios físicos. Saiba Mais:

Já imaginou trocar uma caminhada por um belo banho quente de banheira e, ainda assim, emagrecer? De acordo com pesquisadores da Universidade de Loughborough, no Reino Unido, o banho pode ajudar no controle de açúcar no sangue, auxiliando no tratamento de…
Add a comment...

Post has attachment
A nova geração de próteses para o joelho Segundo a Organização Mundial da Saúde, 10 milhões de brasileiros sofrem hoje com artrose no joelho, condição que causa dor e limitação. Em estado grave, não raro é preciso colocar uma prótese no local. Sorte que a tecnologia nessa área não para de avançar. Saiba Mais:

Desde que surgiram, elas vêm se tornando cada vez mais adaptadas ao corpo – tudo para garantir mobilidade e conforto Segundo a Organização Mundial da Saúde, 10 milhões de brasileiros sofrem hoje com artrose no joelho, condição que causa dor e limitação.…
Add a comment...

Post has attachment
Considerando questões econômicas e sem avaliação do impacto para o paciente, o Departamento de Logísticas em Saúde do Ministério da Saúde, considera a possibilidade de comprar e trocar automaticamente o medicamento etanercepte de 50 mg nas farmácias de…
Add a comment...

Post has attachment
Doença de Crohn: quais são os sintomas e como evitar que a doença piore A doença de Crohn é um tipo comum de doença inflamatória intestinal (DII). Na maioria dos casos, a doença afeta o intestino delgado e o cólon, mas qualquer parte do seu trato gastrointestinal pode ser afetada. A severidade dos sintomas da doença de Crohn varia de pessoa para pessoa, períodos de remissão alternados, e sua duração também varia. De acordo com alguns estudos, a incidência da doença de Crohn aumentou, mas não está claro o porquê. Saiba Mais:

A doença de Crohn é um tipo comum de doença inflamatória intestinal (DII). Na maioria dos casos, a doença afeta o intestino delgado e o cólon, mas qualquer parte do seu trato gastrointestinal pode ser afetada. A severidade dos sintomas da doença de Crohn…
Add a comment...

Post has attachment
Erisipela: Especialista explica sintomas e prevenção Com alta incidência em idosos, a erisipela é uma doença dermatológica que preocupa caso não tratada corretamente. “É uma infecção da pele que atinge a derme e o tecido adiposo (tecido gorduroso), com inúmeros vasos linfáticos. Dependendo da gravidade da patologia e de seu controle, pode até evoluir para uma infecção generalizada”, alerta a dermatologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Dra. Anna Paula Nardi. Saiba Mais:

Doença dermatológica comum em idosos pode evoluir para infecção generalizada Com alta incidência em idosos, a erisipela é uma doença dermatológica que preocupa caso não tratada corretamente. “É uma infecção da pele que atinge a derme e o tecido adiposo…
Add a comment...

Post has attachment
Doenças reumáticas: prevenção ainda está longe de ser a ideal Estas doenças causam dor, limitando a vida do paciente de variadas formas, alterando muitas vezes a sua capacidade funcional, explica o organismo em comunicado, acrescentando que os principais sintomas são quadros de dor, fadiga e fraqueza muscular. Assim, alerta para o fato de “a alimentação funcionar como coadjuvante da terapêutica ou outro tratamento médico, promovendo uma melhoria dos sintomas e ajudando a diminuir a progressão da doença, assim como alguns fatores de risco associados”. Saiba Mais:

Apesar dos números preocupantes associados às doenças reumáticas em Portugal, um correto tratamento e uma adequada alimentação como aliada da prevenção destas doenças ainda é, no entender da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, um desafio. Estas doenças…
Add a comment...

Post has attachment
Enxaqueca no verão: cuidados Estudo publicado em 2009 estimou que 15,2% dos brasileiros sofrem com enxaqueca. Cerca de 40% da população foi diagnosticada com prováveis sintomas. Portanto, estima-se que metade dos habitantes do País possam ser vítimas do mal. Saiba Mais:

Estudo publicado em 2009 estimou que 15,2% dos brasileiros sofrem com enxaqueca. Cerca de 40% da população foi diagnosticada com prováveis sintomas. Portanto, estima-se que metade dos habitantes do País possam ser vítimas do mal. “A enxaqueca é uma…
Add a comment...

Post has attachment
A minha fé me ajudou a ter forças para não desistir Desde pequena sentia dores nas pernas, mas os médicos diziam que era por conta do crescimento, não sei se já era algum sintoma ou se era mesmo por conta do crescimento. O caso é que, com 13 anos comecei a sentir uma dores nos dedos da mão, punhos, joelhos, uma vez cai de patins e achei que era por conta disso, mas começaram a doer mais forte e inchar. Minha mãe me levou no ortopedista e ele me encaminhou logo para uma reumatologista. Depois de fazer exames recebi a confirmação de que era mesmo artrite reumatoide juvenil. Na hora não senti nada, mas depois a ficha caiu de que não iria mais poder brincar como antes, nunca mais iria brincar de pega pega, esconde esconde, por não conseguir correr mais, nessa hora eu fiquei mal, perguntava para Deus porque comigo, porque tinha que acontecer comigo tão nova, achava que isso era doença de velho. Minha avó tinha, e hoje consigo imaginar o tanto que ela sofreu. Foram 5 anos tratando com corticoides, anti-inflamatórios e nada de melhorar, as dores eram muito fortes, tinha vergonha de ir para escola, de sair na rua, tinha que andar toda torta para tenta achar uma posição que não doesse para andar. Foi muito difícil aceitar minha condição. A minha fé foi que me ajudou a ter forças para não desistir, me apeguei demais com Deus e com 18 anos minha madrinha ficou sabendo de um medico de Bauru/SP que diziam ser muito bom. Ela marcou uma consulta e fomos vê-lo. Foi aí que minha vida começou a melhorar, ele trocou todos os remédios que eu estava tomando, não me lembro quais remédios ele passou, sei que minhas dores começaram a melhorar, tratei com ele por pouco tempo, pois encontrei uma medica aqui na minha cidade que fazia o mesmo tipo de tratamento que ele. Passei então a tratar com ela, Dra. Cristiana, um anjo na minha vida, já são 16 anos com ela, com altos e baixos na doença mas sempre com ela se esforçando para fazer o melhor tratamento. Hoje faço uso metotrexate, acido folico, antiiflamatório UC II e comecei a tomar citrato de tofacitinibe. Hoje com 35 anos de idade e 22 anos de AR posso dizer que estou bem, mas fiquei com algumas sequelas da doença, meus dedos atrofiaram um pouco e por muito tempo senti vergonha de mostrar minha mão para as pessoas, hoje nem ligo mais. Tenho um desgaste no joelho que faz eu ter uma certa limitação, o ortopedista disse que me acha muito nova para colocar prótese e pediu para aguentar mais um tempo, mas comparado às dores de antes, hoje agradeço a Deus e a minha medica por estar melhor, por trabalhar, por não sentir tantas dores e por conseguir fazer coisas que antes não conseguia. Me chamo Ana Paula, tenho 35 anos, convivo com a artrite reumatoide juvenil há 22 anos, sou agente administrativo, moro em Araraquara - SP. "Dor Compartilhada é Dor Diminuída", conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença! “Conte a sua História” www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/ Doe a sua história!

Desde pequena sentia dores nas pernas, mas os médicos diziam que era por conta do crescimento, não sei se já era algum sintoma ou se era mesmo por conta do crescimento. O caso é que, com 13 anos comecei a sentir uma dores nos dedos da mão, punhos,…
Add a comment...

Post has attachment
Musculação age no tratamento de sete doenças crônicas Pensou em esculpir o corpo e ganhar formas bem definidas, a musculação logo surge como alternativa. Mas os benefícios desse tipo de atividade ultrapassam a estética: portadores de doenças crônicas, como osteoporose e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), apresentam melhora nos sintomas e ganham qualidade de vida com os treinos regulares. "Em alguns casos, o exercício pode até diminuir a dependência de medicamentos" afirma o fisiologista do esporte Raul Santo, professor da Faculdade São Judas Tadeu (SP).  O cuidado fundamental é conversar com seu médico antes e entender as limitações do seu corpo para execução de um treino seguro, sem risco de lesões. A seguir, você descobre sete doenças que têm os sintomas amenizados quando o aluno deixa a preguiça de lado e começa a levantar pesinhos, pelo menos, três vezes por semana. Saiba Mais:

Pensou em esculpir o corpo e ganhar formas bem definidas, a musculação logo surge como alternativa. Mas os benefícios desse tipo de atividade ultrapassam a estética: portadores de doenças crônicas, como osteoporose e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva…
Add a comment...

Post has attachment
O ibuprofeno pode causar infertilidade nos homens Um estudo, publicado esta segunda-feira na revista Proceedings of f the National Academy of Sciences (PNAS), sugere que a toma de ibuprofeno está associado a um impacto negativo nos testículos, que pode levar à infertilidade masculina e outras complicações como disfunção erétil, depressão ou doenças cardiovasculares. Saiba mais:

Um estudo de cientistas franceses e dinamarqueses revela que a toma de ibuprofeno pode levar à infertilidade masculina e a problemas cardíacos. Um estudo, publicado esta segunda-feira na revista Proceedings of f the National Academy of Sciences (PNAS),…
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded