Profile

Cover photo
Natan Lima
Works at Google
Attends University of São Paulo
Lives in Belo Horizonte
400 followers|59,552 views
AboutPostsPhotosYouTube

Stream

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
 
So pra testar o recurso de pesquisas. Não preciso mencionar que o resultado, qualquer que seja, é completamente não científico. :)

Em quem você vai votar para presidente?
 ·  Translate
123 votes  -  votes visible to Public
46%
54%
Dilma
46%
Aécio
54%
1
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
Morro do dendê eh ruim de invadir, nóis com os alemão vamo se divertir!
 ·  Translate
1
Ralf Botchen's profile photoNatan Lima's profile photo
3 comments
 
no comments
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
2
Ranveer Kunal's profile photoNatan Lima's profile photo
2 comments
 
this app is awesome 
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
 
Ontem participei do debate Tributação e justiça fiscal, promovido pelo Instituto Justiça Fiscal em Porto Alegre, com o deputado Raul Pont, o ex-governador Germano Rigotto e o professor Marciano Buffon. Levei as propostas do PSOL de mudanças na estrutura tributária do Brasil, extremamente injusta, regressiva e concentradora. Compartilho com vocês dados que expus, que me […]
2
David Reis's profile photoNatan Lima's profile photoFabio Tirelo's profile photo
15 comments
 
+Natan Lima Existem dois candidatos a sério na corrida: a Dilma e o Aécio; em ambos os casos temos uma ideia do que vai ser. Os demais candidatos se apresentam como terceira via. Para mim, alguém que se apresente como uma alternativa (PSOL, PSB) devem detalhar melhor suas propostas para que eu sequer considere.
 ·  Translate
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
Absurdo! Chega de racismo!
 ·  Translate
 
Como eu postei no sábado passei por uma situação péssima, ser acusada de furto foi uma das piores coisas que me aconteceu. Resolvi então, escrever sobre. O texto é público e a ideia é justamente compartilhar pra que alcance o maior número de pessoas possível. 
*********************
Belo Horizonte, sábado, 22 de março de 2014, 19:05. Mal sabia eu que uns minutos depois passaria por uma das experiências mais ultrajantes da minha vida.
Fui à Araújo Centenário (Avenida Getúlio Vargas, 840), uma das filiais da grande rede de farmácias daqui, comprar os remédios que a veterinária do meu gato tinha pedido. Estacionei, entrei na loja como sempre, fui direto para o corredor certo, abri minha bolsa e fiz check-in no Foursquare. E agora começa a parte surreal da história: quando fui guardar meu celular na bolsa, uma vendedora apareceu e disse, em tom acusatório, que eu estava colocando coisas na bolsa. Fiquei tão incrédula que pedi pra ela repetir, e ela o fez, cheia de certezas: "eu vi você enfiando produto na bolsa!". 
Eu quis morrer, eu quis matar, eu quis sumir. Perguntei se ela estava me acusando de furto, e ela reafirmou que me viu colocar coisa na bolsa. Pena que era o MEU celular. Abri a bolsa, falei para ela olhar e praguejei - "só porque eu sou negra e não branquinha chique da Savassi você está me acusando de roubo? Eu sempre venho aqui, sou tão cliente como outra qualquer!". Ela percebeu o erro, pediu desculpas - "mas, mas, eu vi você guardando coisa na sua bolsa...". Paguei o que tinha comprado e dirigi para casa. E a parte importante desse texto vem agora.
Enquanto dirigia fiquei me repreendendo mentalmente por ter "dado mole" e ter guardado o celular na bolsa perto dos produtos, coisa que eu nunca faço, justamente por receio de ser acusada de furto. Além disso, também pensei que nem estava "mal vestida", de chinelo e short, como costumo estar. "Eu até estava arrumadinha, por que ela me acusou?". 
Traçando um paralelo, muitas vezes nós, mulheres, em razão de todo o machismo da sociedade, nos culpamos pela violência que sofremos (uma cantada na rua, um agressão física em casa, um estupro). E eu estava ME culpando pelo racismo da vendedora da farmácia! Tal como meninas que mudam de caminho ou de roupa para não se arriscar, eu também mudo meu comportamento (ainda que inconscientemente) e não guardo meu próprio telefone perto de produtos em lojas. 
Me dar conta disso foi extremamente angustiante! Por que eu deveria ficar com o celular na mão em vez de guardá-lo? Quantas pessoas negras não policiam seus atos instintivamente, não mexendo na bolsa dentro de uma loja ou o fazendo próximo a um segurança, e não percebem o quão absurda é aquela situação? Quantas vezes eu agi de forma diferente? Quantas vezes um segurança me seguiu em um shopping? 
Especulando, será que pessoas brancas têm esse mesmo tipo de preocupação? De modo semelhante, que diferença deveria fazer se eu estava de salto 15 e maquiagem completa ou short e chinelo? Por que isso me daria direto de ser bem (ou mal) tratada? Mas, na cabeça racista daquela vendedora - e de tantos outros -, eu, negra, em uma loja no centro-sul de Belo Horizonte, mexendo na minha bolsa, só poderia estar fazendo uma coisa: furtando!
Recentemente, Vinícius Romão de Souza (http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/02/ator-preso-por-engano-e-solto-no-rj-depois-de-passar-16-dias-na-cadeia.html) foi falsamente acusado de roubo, passou dezesseis dias injustamente preso. No início de março, Thayná Trindade (http://www.geledes.org.br/racismo-preconceito/racismo-no-brasil/23735-racismo-no-ponto-frio-do-plaza-niteroi-o-dia-da-mulher-de-uma-negra-que-luta-por-seus-direitos) foi vítima de racismo em uma loja do Ponto Frio em Niterói/RJ, onde um funcionário fez comentários preconceituosos sobre seu cabelo e sua cor. Cláudia Silva Ferreira morreu baleada e arrastada pela PM/RJ, que, agindo como polícia, juiz e carrasco, viu nela menos que uma pessoa. Todos esses casos, e o meu, têm o mesmo pano de fundo - o racismo. Às vezes velado, às vezes escancarado, às vezes assassino. Sempre capaz de humilhar, de ferir, de matar, de prender injustamente. 
É triste ter a consciência de que eu e muitos outros ainda vamos passar por essas humilhações em razão da nossa cor de pele. Mas, essa experiência serviu para mostrar que eu não posso ficar calada diante disso ou passivamente mudar meu comportamento para me resguardar do racismo alheio. Não tive reação dessa vez (fiquei tão atordoada que não consegui nem chamar a polícia), mas podem ter certeza que, se acontecer de novo, não cometerei o mesmo erro! Mesmo ciente de que a polícia costuma “minimizar” situações envolvendo racismo, e que o Judiciário (http://racabrasil.uol.com.br/cultura-gente/156/racismo-o-ciclo-da-impunidade-pesquisa-revela-que-70-224060-1.asp) brasileiro também não vê a gravidade do racismo, sei que é importante a denúncia, seja para que outras pessoas saibam que é possível fazê-lo, seja para criar um constrangimento (legal) em resposta ao constrangimento (ilegal) que sofri, seja para que as estatísticas sobre a questão passem a refletir a realidade em que vivemos: de que o Brasil é, sim, um país racista.
 ·  Translate
5
1
Igor Cananea's profile photo
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
 
"No matter what happened in this fight, before or after, Anderson Silva is still the greatest of all time."-Chris Weidman, UFC Middleweight Champion.
Order the replay of UFC 168: http://on.ufc.com/1cbA2Aa
4
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
Natan Lima originally shared:
 
Valeu Google+, resume bem as pessoas mais presentes/importantes pra mim atualmente =)
 ·  Translate
1
Add a comment...
Have him in circles
400 people
Thiago Colucci's profile photo
Ricardo Gambirasio's profile photo
Leontino Sampaio's profile photo
Pedro Coellho's profile photo
Fernando Henry's profile photo
Vivian Ding's profile photo
Rafael Dantas's profile photo
katia tamura lopes's profile photo
Tati rossini's profile photo

Natan Lima

Discussion  - 
 
Não sei se já postaram aqui mas esse canal do youtube é bem legal:
https://www.youtube.com/channel/UC4qbSRobYCjvwo4FCQFrJ4g
 ·  Translate
2
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
18
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
Quem usa programação para o "mal" merece ser "hackeado" hehe.
 ·  Translate
3
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
pega essa +Tiago Mota rumo a bater o +Gabriel Portal agora kkk
 ·  Translate
6
Gabriel Portal's profile photoNatan Lima's profile photoEduardo Ribas's profile photoTiago Mota's profile photo
Add a comment...

Natan Lima

Shared publicly  - 
 
Really nice video about dishonesty. Are you a little cheater sometimes?

RSA Animate - The Truth About Dishonesty
3
Add a comment...
People
Have him in circles
400 people
Thiago Colucci's profile photo
Ricardo Gambirasio's profile photo
Leontino Sampaio's profile photo
Pedro Coellho's profile photo
Fernando Henry's profile photo
Vivian Ding's profile photo
Rafael Dantas's profile photo
katia tamura lopes's profile photo
Tati rossini's profile photo
Education
  • University of São Paulo
    present
Basic Information
Gender
Male
Work
Employment
  • Google
    present
Places
Map of the places this user has livedMap of the places this user has livedMap of the places this user has lived
Currently
Belo Horizonte