Shared publicly  - 
 
Recebi este email, e como cidadão de Portugal, acho que o seu conteúdo deve ser considerado pelos nossos concidadãos.
Tendo em conta a conjunctura externa de crise económica, financeira e social, acho relevante alinharmos os interesses dos nossos deputados com os dos seus concidadãos ...
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Assunto: Alteração da legislação

A soberania, ou seja, o poder de decidir dos destinos de uma nação está nas mãos da nação que somos nós.

A informação desperta as consciências e mobiliza as vontades, façamos circular esta lista.




Pede-se a cada destinatário deste e-mail que o envie a um mínimo de vinte pessoas em sua lista de contatos, e por sua vez, peça a cada um deles que faça o mesmo.

Em três dias, a maioria das pessoas neste país lerá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e revista por todos os cidadãos.

Alteração da Constituição de Portugal para 2012 para poder atender o seguinte, que é da mais elementar justiça:

1. O deputado será pago apenas durante o seu mandato e não terá reforma proveniente do seu mandato.

2. O deputado vai contribuir para a Segurança Social de maneira igual aos restantes cidadãos. Todos os deputados (Passado, Presente e Futuro) passarão para o actual sistema de Segurança Social, imediatamente.

3. O deputado deve pagar seu plano de reforma, como todos os portugueses.

4. O deputado deixará de votar o seu próprio aumento salarial.

5. O deputado vai deixar o seu seguro de saúde atual e vai participar no mesmo sistema de saúde como todos os outros cidadãos portugueses. O deputado irá participar nos benefícios do regime da S. Social exatamente como todos os outros cidadãos portugueses e da mesma maneira.

6. O deputado também deve estar sujeito às mesmas leis que o resto dos portugueses. O fundo de pensões não pode ser usado para qualquer outra finalidade. Não haverá privilégios exclusivos.

7. Servir no Parlamento é uma honra, não uma carreira. Os deputados devem cumprir os seus mandatos (não mais de 2 mandatos), e, depois, procurar outro emprego.

O tempo para esta alteração à Constituição é AGORA. Forcemos os nossos políticos a fazerem uma revisão constitucional.

Assim é como se pode CORRIGIR ESTE ABUSO INSUPORTÁVEL DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA.

Se você concorda com o acima exposto, ENTÃO VÁ PARA A FRENTE.
Se não, PODE DESCARTÁ-LO.
Você é um dos meus 20 contatos.
Por favor, mantenha ISTO A CIRCULAR
Translate
1
Pedro Carvalho's profile photoTiago Pereira's profile photo
3 comments
 
Não concordo com o ponto 5. Cada um é livre de ter o seu seguro de saúde... desde que o pague do seu bolso.
No geral, isto parece bom, mas depois poderias ter o problema de não atrair pessoas competentes para gerirem o país. Há regalias que devem ter, para aliciar pessoas competentes... há outras que não, como a reforma por inteiro por estar lá apenas 8 anos.
Vendo a coisa de todos os ângulos, isto torna-se um problema bicudo.... :(
Translate
 
Pois... amor à camisola... já nem no futebol. Ou, mesmo que apareça um partido inteiro capaz de o fazer por amor à camisola... ao fim de um, dois, três mandatos, quantos continuarão lá? A natureza humana é lixada de contrarirar.
Translate
 
Bem, se o sistema de saúde público fosse bom, nem sequer havia a necessidade de recorrer aos privados. Como em países civilizados...

Acho que ponto 7 deve ser bem destacado. Um grande problema em Portugal são os políticos de carreira.
Translate
Add a comment...