Profile cover photo
Profile photo
Fred Figueiredo
Someone who does not support what we are becoming: consumers of vanity, customers of the fallen angel
Someone who does not support what we are becoming: consumers of vanity, customers of the fallen angel
About
Posts

Post has attachment

Post has attachment

Como frear a Nova Ordem Mundial?

a) Modo profilático:
Release the nuke!


b) Modo "humanos permanecem na Terra":
O capitalismo é imperfeito porque ele é o resultado caótico obtido ao se tentar organizar o caos advindo do nosso livre arbítrio. É orgânico enquanto a forma de existir. Ele não é uma ideologia planejada, mas a evolução natural da sociedade composta por nós, seres necessitados de referências para construir os pensamentos e dotados de alto teor de individualidade, acima da noção da coletividade.

O marxismo sempre seduzirá uma parcela da população mundial porque ele oferece uma porta de escape a todos que sentem, de alguma forma, excluídos da sociedade, quer seja por um desenvolvimento intelectual comprometido, quer seja pelas emoções fora de controle: dificuldades em se aceitar, de perseverar, de ter foco, de aceitar a derrota etc.

Ele sugere promover a coletividade acima da individualidade. E para que isso ocorra, deve-se destruir as qualidades únicas de cada um. É a iniquidade travestida de igualdade.

Cada vez mais pessoas são acometidas por problemas da ordem da psique. Raro o caso de um cérebro 100% são. Isso merece um capítulo à parte, para descobrirmos quais motivos são as causas dessa falência cerebral generalizada. Desequilíbrio por excesso de informações e apelos sensoriais? Pode ser.

O marxismo e suas variantes contemporâneas estão ganhando terreno devido ao capitalismo se apresentar falho em cuidar das mais de sete bilhões de pessoas e com boa parte sofrendo os reflexos desses males.

Como combater tal ideologia?
Fortalecer os eixos da direita e em coordenação global.

Como fortalecer os tais eixos?
Através da união dos valores já conhecidos com a óptica necessária à nossa realidade e tempo evolutivo.

Listo alguns pontos que, penso, possam nos dar alguma luz:
* Revigorar os valores judaico-cristãos e o seu catálogo da moral - referências que garantem noções do bem e do mal, da honestidade, da compaixão, da fraternidade etc.

* Pautar a política mundial na inclusão socioeconômica.

* Analisar o incentivo do consumo desenfreado. Se é a melhor forma para movimentar a economia mundial. Assim como a obsolescência programada.

* Compartilhar o know-how. Aqueles fora da esfera militar e do alto risco da autoaniquilação.

* Buscar o equilíbrio entre o material e o metafísico para que a humanidade dê mais valor ao "ser" que ao "ter". Ter é ótimo, se sabemos ser.

Ações desse tipo e coordenadas entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento é a arma mais eficaz contra o marxismo porque elas cobrem, de forma real e eficaz, até as bandeiras usadas por ele.

Para que a noção de indivíduo, a meritocracia, a propriedade e as conquistas pessoais possam ter lugar nesse mundo, cada vez mais cheio de gente, repaginar o
capitalismo é preciso, antes que os loucos esquerdistas terminem o
trabalho.

É um processo de longuíssimo prazo e, talvez, o único modo da humanidade perdurar.

Ou voltemos para a alternativa "a".
Commenting is disabled for this post.

A sedução do comunismo.

Posicionar os valores morais como pertencentes ao catálogo burguês para depois relativizá-lo, subverter a lógica e transfigurar a linguagem para fazer caber a ideologia marxista funcionam porque seduz quem conhece o próprio fracasso mas é incapaz em aceitá-lo como parte de sua evolução e natural à vida. O fracasso vira inveja que resulta em ódio. O ódio das classes encontra no marxismo a salvação: destruir tudo que comprova meu fracasso através da aniquilação de todos que o superaram.
Commenting is disabled for this post.

O conforto em viver na bolha pessoal.

Quando a pessoa crê, demasiadamente, em seus pensamentos, a verdade tenderá a ser a própria. E se suas experiências de vida foram rasas e profilaticamente escolhidas, ela será verticalmente racional, sem espaço para outras possibilidades senão aquelas que lhe dê o conforto emocional, por sincronia.
Commenting is disabled for this post.

Do querer e não ser.

O amador precisa do terno. O profissional não.
O feio precisa da maquiagem. O belo não.
O raso precisa mostrar seus títulos. O conhecedor não.
O pobre precisa do status. O rico não.
O imaturo precisa se passar por adulto. O adulto não.
Commenting is disabled for this post.

Humildade e orgulho.

Na minha Insignificante vida babo omeletes franceses para Olavo de Carvalho e Roger Scruton, alguns ovos para Luiz Felipe Pondé e um ovo para Leandro Karnal (principalmente quando ele define a inveja), para citar apenas alguns da alta "gastronomia" intelectual. Não é ser fã, coisa que nunca entendi, é sentir orgulho e humildade. Humildade em saber que quanto mais estudo, mais percebo o quanto me falta e orgulho em estar próximo de gente que sabe mais do que sei.
Commenting is disabled for this post.

O equilíbrio é necessário.

O desenvolvimento intelectual desbalanceado, onde o acúmulo do saber supera a força do caráter, é terreno fértil para a soberba e árido para a humildade.
Commenting is disabled for this post.

Post has attachment
We are hungry!
Photo
Wait while more posts are being loaded