Profile

Cover photo
17,849 followers|25,279,250 views
AboutPostsPhotosVideos

Stream

Astronomia

Shared publicly  - 
 
CÉU DA SEMANA - 02/03 A 08/03/15

O céu da semana está novamente à ativa. Veja no vídeo o que pode ser visto no céu noturno nesta semana a olho nu. E uma aula rápida com o astrofísico Gustavo Rojas, com a série História da Astronomia, falando da técnica de paralaxe para medir a distância das estrelas.

Vale a pena conferir :)
 ·  Translate
58
8
Vilma Cunha's profile photoPaulo Colli's profile photoSilvia Serra Zanin's profile photoGuilherme Araujo's profile photo
2 comments
 
Belo trabalho.
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
REENTRADA D CÁPSULA SOYUZ VISTA DE DENTRO POR UM ASTRONAUTA

Já se perguntou como seria a visão pela janela da cápsula que leva e traz os astronautas da Estação Espacial Internacional?

Na entrada da atmosfera, ocorre um grande atrito com o ar, fazendo com que o lado de fora da cápsula atinja milhares de graus Celsius, entrando na atmosfera em um efeito meteoro.

No vídeo filmado em 2009 por um astronauta da ESA, mostra os momentos de maior perigo dos astronautas, a reentrada na atmosfera terrestre.
 ·  Translate
167
31
Eduardo josé's profile photoR. C. Júnior's profile photoluxemburgo corretor's profile photoGhasem Rahmani's profile photo
16 comments
 
Boa tarde!
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
COMETA LOVEJOY

A imagem obtida em 13 de janeiro deste ano mostra o Cometa Lovejoy varrendo o norte no celeste do planeta Terra, com coma esverdeado e cauda azul de íons esticados através deste campo de estrelas na constelação de Touro.

A inserção no canto superior esquerdo mostra o tamanho angular de 1/2 grau, o diâmetro da lua cheia em escala. Mostra que o coma do Lovejoy aparece apenas um pouco menor (mas muito mais fraco) do que uma lua cheia no céu, e sua cauda é visível por mais de 4 graus em toda a estrutura. Isso corresponde a mais de 5 milhões de km de distância do cometa na imagem e de 75 milhões de km a partir da Terra.

Soprada pelo vento solar, tênue, a cauda estruturada de íons do cometa correm para longe do Sol, crescendo enquanto o cometa Lovejoy dirige para o periélio, a sua abordagem mais próxima do Sol, em 30 de janeiro. Enquanto o carbono diatômico (C2) fluorescente sob a luz solar produz gás em cor verde do coma, a cauda mais ténue azulada é matizada por emissão de monóxido de carbono ionizado (CO+).

Fonte: http://apod.nasa.gov/apod/
 ·  Translate
394
87
вадим ивушкин's profile photoJose Alberto Venegas Soriano's profile photoGus C's profile photoOne's profile photo
15 comments
 
por favor alguem pode me orientar-me qual a ocular correta para ver planetas com marte, jupiter etc.. Sendo que tenho um telescopio Newtoniano Equatorial  1000 (114) 1500X , objetiva 114mm, distancia focal 1000m, tenho dua oculars uma de 20mm e outra de 10mmm.
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
FAZ HOJE 18 ANOS SEM CARL SAGAN

Carl Edward Sagan foi um cientista, astrobiólogo, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano. Sagan é autor de mais de 600 publicações científicas, e também autor de mais de 20 livros de ciência e ficção científica.

Ao longo de sua vida, Sagan recebeu numerosos prêmios e condecorações pelo seu trabalho de divulgação científica. Sagan é considerado um dos divulgadores científicos mais carismáticos e influentes da história, graças a sua capacidade de transmitir as ideias científicas e os aspectos culturais ao público não especializado.

Sagan é conhecido por seus livros de divulgação científica e pela premiada série televisiva de 1980, Cosmos: Uma Viagem Pessoal, que ele mesmo narrou e co-escreveu. O livro Cosmos foi publicado para complementar a série. Sagan escreveu o romance Contato, que serviu de base para um filme homônimo de 1997.

Carl Sagan morreu em 20 de dezembro de 1996, aos 62 anos de pneumonia, depois de uma batalha de dois anos com uma rara e grave doença na medula óssea (mielodisplasia).

Abaixo uma das narrações mais famosas e profundas de Carl Sagan sobre o nosso Pálido Ponto Azul.

Texto fonte: Wikipedia
 ·  Translate
172
47
Marcia Borges's profile photoRubenildoSport's profile photoAlvi Miranda's profile photoJosé Leitão Pereira's profile photo
6 comments
 
É lindo ver essa imagem e ter uma noção mínima da imensidão da nossa galáxia,e de quão minúsculos somos nós,diante dessa vastidão conhecida como universo.
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
NUVEM MOLECULAR BARNARD 68

Onde é que todas estas estrelas foram? O que costumava ser considerado um buraco no céu agora é conhecido pelos astrônomos como uma escura nuvem molecular. Aqui, uma alta concentração de poeira e gás molecular absorvem praticamente toda a luz visível emitida das estrelas de fundo. Os arredores assustadoramente escuros ajudam a tornar o interior de nuvens moleculares uns dos mais frios e isolados lugares do universo.

Uma das mais notáveis ​​destas nebulosas escuras é conhecida como Barnard 68, na imagem abaixo. A região sem estrelas no centro indica que Barnard 68 está relativamente perto, com as medidas que o colocam a cerca de 500 anos-luz de distância e metade de um ano-luz de diâmetro. Não se sabe exatamente como nuvens moleculares como Barnard 68 se formam, mas sabe-se que essas nuvens são os mesmos lugares prováveis ​​para novas estrelas para formarem.

Fonte: http://apod.nasa.gov/apod/
 ·  Translate
425
66
Carlos Valdivia's profile photoPaulo Apol oliveira's profile photoOna García's profile photoValim Olivetti's profile photo
50 comments
 
sera que cada brilho seria alguns  diamantes ????????????????????????
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
BRASIL E CHINA SE PREPARAM PARA LANÇAR O SATÉLITE CBERS-4

Um ano após a tentativa frustrada para lançamento do satélite Cbers-3, equipamento Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres feito em parceria entre Brasil e China, os dois países entram na reta final para o lançamento do sucessor do modelo, o Cbers-4. O satélite será enviado ao espaço no dia 7 de dezembro e um dos principais objetivos é evitar que novas falhas aconteçam colocando em risco o projeto entre os países que teve início em 2002.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), durante o ano foram empenhados esforços para identificar as falhas no modelo anterior e fazer os reparos  necessários no quinto satélite produzido pela parceria. Além de toda revisão do equipamento,  foram feitos ajustes específicos para evitar uma contaminação no combustível do foguete lançador, principal fator que provocou a falha com o Cbers-3.

"Foi feito um estudo, detectado o problema e houve um diagnóstico. Fizemos as correções necessárias e qualificamos o sistema para que ele esteja robusto. A segurança é suficiente para retomarmos o lançamento", afirmou o diretor do Inpe, Leonel Perondi.

O novo modelo tem exatamente as mesmas especificações técnicas do satélite anterior com custo estimado de R$ 160 milhões. A participação na construção permanece dividida em 50% para a China e 50% para o Brasil.

Na estrutura do equipamento estão quatro câmeras de alta resolução com mais de 100 kg, que vão auxiliar no monitoramento dos setores agrícolas, florestal e no controle do meio ambiente. Ao todo, o Cbers-4 pesa pouco mais de duas toneladas e tem vida útil de três anos. Toda a estrutura para lançamento, incluindo foguete e combustível, pesa mais de 250 toneladas.

Após o lançamento do Cbers-4, o Brasil pretende dar continuidade a parceria com a China e já articula a produção do satélite Cbers-4A, feito com recursos sobressalentes dos dois antecessores. Os dois países também articulam a construção dos modelos 5 e 6 do Cbers.

Para o diretor do Inpe, após a conclusão do modelo atual, a intenção é que o Brasil ofereça capacidade em todas as etapas para a produção de satélites. "Se quisermos ter capacidade, tem que fazer experimentos como estamos fazendo. Estamos prontos para fazer o primeiro satélite fabricado, integrado e totalmente feito no Brasil. Temos capacidade para produzir todo ciclo", destacou. 

Fonte: http://g1.globo.com/
 ·  Translate
61
8
rosana miranda ramos's profile photoOscar Garrido Rojas's profile photoBruno Victorio's profile photoLeonam Moura Anjos's profile photo
16 comments
 
+Luiz e Angelica Pereira Marconato
olha o complexo de brasileiro chorão...
 ·  Translate
Add a comment...
Have them in circles
17,849 people
David Batista Da Silva's profile photo
Eduarda C's profile photo
Willian Piantkoski's profile photo
Giovanni Valenti's profile photo
paulo celuppii's profile photo
Bruno Sousa's profile photo
Flavio Marano's profile photo
Joab Julio's profile photo
Dani Souza's profile photo

Astronomia

Shared publicly  - 
 
PETIÇÃO PARA O INGRESSO DO BRASIL NO MAIOR TELESCÓPIO DO MUNDO

O deputado Fábio Garcia veta projeto astronômico de R$ 800 milhões.

Foi aberto essa petição contra o veto da entrada do Brasil no consorcio internacional para construção do maior telescópio do mundo a ser construído no Chile em conjunto com vários países.

O Brasil seria o único país fora da Europa sócio da ESO, a maior comunidade astronômica do mundo.

Este abaixo-assinado será entregue para o deputado, que já está ciente que toda comunidade científica do Brasil está contra o veto e lutando para que seja aprovado.

Vamos fazer parte da luta para que o Brasil não esteja fora novamente de um grande projeto, como ocorreu com a ISS.
 ·  Translate
Deputado Fábio Garcia veta projeto astronômico de R$ 800 milhões.Abrimos essa petição contra o veto da entrada do Brasil no consorcio internacional para construção do maior telescópio do mundo a ser construído no Chile em conjunto com vários países.Pelo deputado Fábio Garcia, MT.É sabido por todos que a falta de educação, saúde e segurança são os piores problemas enfrentados pelos brasileiros e um dos motivos desvio de milhões por ano com corrupç...
97
13
Rafael Fortes's profile photoAlvi Miranda's profile photoVinícius Neves's profile photoFernando Merízio's profile photo
14 comments
 
Essa é a diferença entre paises desenvolvidos e  subdesenvolvidos. Vamos ser sempre.
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
METEORITO É ENCONTRADO EM PORANGABA - SP

Um meteorito encontrado na zona rural de Porangaba (SP), cidade com 8 mil habitantes e localizada há aproximadamente 175 km da capital paulista, virou objeto de estudo no Museu Nacional do Rio de Janeiro. Uma lasca do material foi enviada para estudos na instituição.

O meteorito mede oito centímetros, pesa cerca de 400 gramas e pode ter mais de 4,5 bilhões de anos, segundo o astrônomo amador que encontrou o objeto, Renato Cassio Poltronieri: “Trata-se de um condríto, indicado por ter menos ferro na parte interna. Dados conclusivos somente após a finalização dos estudos em laboratório, mas sabe-se que o condrito é remanescente dos primeiros momentos da formação do Sistema Solar”, afirma.

Participaram da expedição para encontrar a pedra o astrônomo amador e a especialista Maria Elizabeth Zucolotto, cientista do Museu Nacional do RJ. Renato e Maria Elizabeth viajaram a Porangaba no dia 17 de janeiro. No segundo dia de buscas, foram até o terreno apontado pelos cálculos e visualizaram a rocha, que já havia sido descoberta pelo caseiro da propriedade. “O caseiro informou que estava na varanda da casa quando ouviu a explosão no céu. Depois de uns cinco minutos, ouviu o som de duas coisas caindo no chão. Um próximo e outro mais distante. Ele foi até o local mais perto, que fica há três metros da casa do dono da propriedade, e encontrou a pedra enterrada a 25 cm no chão”, explica Renato.

Segundo Renato, as buscas pelo meteorito na cidade só foram possíveis depois que outro astrônomo amador calculou a provável posição de queda do meteoro. Com apenas três fotos e o relato de uma testemunha, Carlos Eduardo Augusto de Pietro calculou o destino do meteoro.

Carlos Eduardo afirma que demorou quatro dias para fazer todos os cálculos necessários. “Recebi fotos do rastro de fumaça deixado pelo meteorito nas cidades de Lençóis Paulista, Jaú e Tatuí, além de conversar com uma pessoa que viu o rastro. A partir dessas informações tracei a direção, o peso e a velocidade do meteorito. Depois que a rocha espacial atinge a atmosfera ela explode, então previ em qual ponto a explosão iria acontecer e medi um raio em que os fragmentos iriam cair”, revela.

“Eu e o Renato fazemos parte da organização Bramon [Brazilian Meteor Observation Network], grupo científico sem fins lucrativos composto por astrônomos amadores e profissionais. Por isso confiei a ele o trabalho de encontrar o meteorito em Porangaba”, comenta Carlos.

A rocha espacial está com o dono da propriedade onde caiu. O destino do meteorito ainda não foi definido. Equipes da Bramon ainda procuram neste domingo (25), e seguem até terça-fira (27), por novos fragmentos do meteorito que possam ter caído na cidade.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2015/01/meteorito-encontrado-em-porangaba-e-estudado-no-museu-nacional-do-rj.html
 ·  Translate
128
15
ANTONIO ABBUD's profile photoMaria José Nia's profile photoDilza Filha Casada's profile photoNIA Pacheco's profile photo
9 comments
 
Fico me perguntando se em algum momento da história alguém já foi atingido por um meteorito?
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
CÉU DA SEMANA - 29/12 a 4/1/2015

Veja no vídeo o que pode ser visto no céu noturno esta semana a olho nu. E uma aula rápida com o astrofísico Gustavo Rojas, falando dos fenômenos e eventos que irão ocorrer em 2015, vale a pena conferir :)
 ·  Translate
72
10
Alberto Kenji's profile photoFernando Merízio's profile photoCarmen blanco mato's profile photoOna García's profile photo
2 comments
 
Aonde eu posso acompanhar semanalmente? 
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
CÉU DA SEMANA - DE 15/12 A 21/12/2014

Veja no vídeo o que pode ser vista nesta semana no céu noturno a olho nu. E uma aula rápida com o astrofísico Gustavo Rojas contando a história de Charles Messier e suas descobertas. Vale a pena conferir :)
 ·  Translate
40
3
Omar Toufic Raad's profile photoMarcio Hübner's profile photo
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
LANÇAMENTO DA CÁPSULA ÓRION É ADIADO APÓS PROBLEMA COM FOGUETE

A NASA adiou o lançamento do voo de teste não-tripulado da cápsula Orion, desenhada para explorar o espaço profundo, por conta de um problema no foguete propulsor Delta IV.

A Nasa detectou que uma das válvulas de combustível e drenagem do foguete Delta IV não fechou corretamente. Os técnicos trabalham para superar este problema e continuar com a missão.

O voo estava inicialmente previsto para esta quinta-feira (4/12) as 7h05 local (9h05, em Brasília) mas foi adiado faltando apenas 12 minutos porque um navio entrou em águas próximas à zona do lançamento no litoral de Cabo Canaveral (Flórida).

A NASA contava com cerca de duas horas e meia para o lançamento, entre as quais, segundo seus cálculos, haveria condições para a partida do foguete Delta IV com a cápsula Orion a bordo.

Pouco antes das 7h17 local (9h17, em Brasília), a seguinte hora prevista após o primeiro atraso, o centro de controle deteve o lançamento por conta do vento, que segundo os meteorologistas da agência espacial, nesse momento superava os protocolos de segurança da NASA.

O vento obrigou a adiar o lançamento até as 8h26 local (10h26, em Brasília) mas pouco antes do lançamento descobriram o problema no foguete.

A cápsula Orion deverá partir nesta sexta-feira (5/12) às 7h05 local (9h05 em Brasília) a bordo de um foguete Delta IV, da companhia United Launch Alliance (ULA), da plataforma 37 do complexo de lançamento espacial da base de Cabo Canaveral (Flórida).

A cápsula dará duas voltas na Terra a uma distância de 5.793 km, cerca de 15 vezes mais longe do que a distância para a Estação Espacial Internacional (ISS), em um percurso que durará cerca de 4 horas e servirá para analisar seus sistemas e em particular o escudo térmico que a protege.

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/
 ·  Translate
309
34
Rejane Cavalcanti's profile photojailson menezes's profile photoCasal Liberal's profile photoAllan Erik's profile photo
49 comments
 
Precaução com a pequena grande "Fortuna" ...
 ·  Translate
Add a comment...

Astronomia

Shared publicly  - 
 
COMO IDENTIFICAR UM METEORITO?

Para diferenciar um meteorito das demais rochas terrestres é preciso conhecer algumas características bem típicas dos meteoritos.

São fragmentos de variados corpos do Sistema Solar (cometas, asteroides, Lua, Marte, etc) e podem ser divididos em três tipos básicos: aerólitos (ou rochosos), sideritos (ou metálicos), siderólitos (ou mistos).

Na imagem abaixo mostra o básico para identificar um possível meteorito, para confirmação é necessário enviar uma pequena amostra para um laboratório especializado (endereço na imagem).

No link da fonte tem várias informações importantes sobre os meteoritos com várias imagens :-)

Se você tem algum candidato a meteorito, pode chamar nos comentários aqui deste post que podemos ajudá-lo.

Fonte: http://meteoritosbrasil.weebly.com/identificaccedilatildeo.html

Tem vontade de possuir um meteorito com certificado de autenticidade?

Recomendamos este site do conhecido André Moutinho, um dos maiores colecionadores de meteoritos do Brasil que também comercializa e troca para fomentar sua coleção:
http://www.meteorito.com.br/meteoritos.php?ct=vd

Obs: O meteorito das imagens eu adquiri com o Moutinho a alguns meses, é do tipo Siderito, encontrado em Uruaçu - GO. Detalhes no certificado de autenticidade.

Qualquer dúvida deixe nos comentários :-)
 ·  Translate
129
12
Guilherme Ricardo's profile photoChristiane Bernardo's profile photoILem Oliveira's profile photojose mauricio f Domingos's profile photo
9 comments
 
Ronan tenho sim mas a qualidade da imagem via webcam eh muito ruim para analisar. Mande fotos primeiro por favor
 ·  Translate
Add a comment...
People
Have them in circles
17,849 people
David Batista Da Silva's profile photo
Eduarda C's profile photo
Willian Piantkoski's profile photo
Giovanni Valenti's profile photo
paulo celuppii's profile photo
Bruno Sousa's profile photo
Flavio Marano's profile photo
Joab Julio's profile photo
Dani Souza's profile photo
Contact Information
Contact info
Phone
astronomia.plus@gmail.com
Story
Tagline
Belezas do universo, um olhar para o passado...O céu é apenas o início...
Introduction
Admiradores do universo, aqui poderá acompanhar curiosidades, aprender tudo sobre o Sistema Solar, galáxias, nebulosas, missões espaciais e muito mais.
            
                         Sejam bem vindos