Profile cover photo
Profile photo
Dra. Andrea Della Fávera
13 followers -
Não sabendo que era impossível, foi lá e fez...
Não sabendo que era impossível, foi lá e fez...

13 followers
About
Posts

Post has attachment
PROCRASTINAÇÃO: se você sempre adia as coisas importantes, é hora de ler este artigo. Ou vai deixar para amanhã?

Muitas pessoas não conseguem usar bem o seu tempo para fazer rapidamente o que tem de ser feito. Adiam, deixam para “amanhã” aquele relatório cujo prazo terminará em poucos dias. Em vez de priorizar as tarefas importantes vão ler os posts do Facebook, limpar o armário, lavar o carro ou organizar os e-mails, até que a tarefa se transforme em urgente, gerando estresse e ansiedade, além da correria para terminar. Conhece alguém assim?

Outros tomam resoluções fantásticas para o Ano Novo como iniciar a academia, o curso de inglês, mudar radicalmente a alimentação. Ou nem começam ou a nova atitude dura somente poucos dias ou semanas, mesmo sabendo o quão importante seria manter este novo comportamento, e isto gera culpa e arrependimento. Certamente conhecemos pessoas que agem deste modo, mas, por que o fazem?

Quando este comportamento é repetitivo é a chamada PROCRASTINAÇÃO, um grande mal que atinge um enorme número de indivíduos e pode prejudicar sua carreira, produtividade, relacionamentos afetivos e até mesmo a sua saúde.

Procrastinação é definida como um ‘atraso voluntário de uma ação apesar das visíveis e negativas consequências futuras’. É optar por prazeres imediatos ao invés de ter uma visão e ação de longo prazo.

Não é o caso das exceções que aparecem em nossas vidas eventualmente e nos fazem mudar os planos, como por exemplo uma visita inesperada que nos faz adiar voluntariamente por esta razão o término de um relatório, nos diz o Dr. Timothy Pychyl, psicólogo professor da Carleton University, em Ottawa, Canadá, grande pesquisador neste assunto.

O procrastinador SABE que deveria estar fazendo sua tarefa adiada, e se sente mal por isto, e às vezes faz “compensações morais” para diminuir sua culpa, como por exemplo ir à academia em vez de terminar sua tarefa, o que alivia temporariamente sua culpa.

Psicólogos descobriram que procrastinadores crônicos frequentemente tem concepções equivocadas do por que agem deste modo. Muitos acreditam que não podem começar porque querem fazer a tarefa perfeitamente e em condições ideais.

Mas os estudos mostram que a procrastinação não tem a ver com perfeccionismo e sim com impulsividade, tendência a agir imediatamente nas urgências e também tem a ver com estratégias emocionais inconscientes para fugir de situações estressantes. É o que nos conta o Dr. Piers Steel, professor de comportamento organizacional da Universidade de Calgary.

Pessoas impulsivas se bloqueiam ao sentir ansiedade ou lidar com fortes emoções.

Uma empresa de Hong Kong chamada Saent, com a supervisão do Dr. Steel está desenvolvendo um software que atrasa a abertura de sites como o Facebook por 15 segundos ou mais e também cria a necessidade de uma senha para navegar na web, pois muitas vezes, estes pequenos “dificultadores” são tudo o que é necessário para fazer os procrastinadores desistirem de procurar uma distração imediata.

Outras pessoas alegam deixar as coisas para o último minuto porque funcionam melhor sob estresse ou sob pressão, mas os verdadeiros procrastinadores se estressam pelo adiamento. Além disto é bastante questionável se a qualidade de um trabalho feito correndo na última hora é melhor do que aquele feito com prazo e mais planejamento.

Os efeitos psicológicos da procrastinação já são bem conhecidos: aumentam os índices de depressão e ansiedade e empobrecem o bem estar, ou seja, diminuem nossa saúde psíquica.

Quanto à nossa saúde física, a psicóloga Dra. Fuschia Sirois, professora da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, estuda os efeitos da procrastinação no modo como lidamos com as doenças crônicas e as suas consequências.

Em recente artigo ela descobriu que os procrastinadores que sofrem de hipertensão arterial e doenças cardiovasculares eram menos propensos a se engajarem em estratégias para lidar com suas doenças crônicas, como por exemplo encontrar um sentido para agir, e fazer atividades físicas com amigos. Ao invés, tinham comportamentos mal adaptativos como evitar lidar com a doença ou culparem-se por ela e mesmo tentar esquecê-la (varrendo-a para baixo do tapete).

Também os procrastinadores parecem mais incapazes de ver claramente no futuro as consequências de suas ações e comportamentos do que os não procrastinadores, um fenômeno chamado de “Miopia Temporal”. Sua visão de futuro é mais abstrata e impessoal, ou seja, são menos conectados emocionalmente com sua imagem de futuro. Isto ocorre principalmente por altos níveis de estresse que desviam o foco para objetivos mais imediatos (prazeres) do que mais distantes (escolha saudáveis para cuidar e manter a saúde).

Uma interessante pesquisa mostrou que o modo ‘como’ pensamos em uma tarefa faz com que a adiemos ou não.

Pesquisadores da Universidade Konstanz na Alemanha liderados pelo Dr. Sean McCrea entregaram questionários a estudantes, que receberiam um valor em dinheiro para responder e entrega-los por e-mail no prazo de até três semanas.

As questões tinham a ver com tarefas cotidianas como por exemplo abrir uma conta bancária. O primeiro grupo de estudantes tinha de responder questões subjetivas (e assim pensar de modo abstrato) referentes à traços de personalidade, por exemplo qual tipo de pessoa abriria uma conta bancária enquanto o segundo grupo tinha de responder questões objetivas e práticas (e assim pensar de modo concreto) por exemplo quais atitudes devem ser realizadas para abrir uma conta bancária, como falar com um gerente, preencher formulários e trazer documentos, fazer um depósito inicial etc. e então os psicólogos esperaram pelas respostas.

Os resultados da pesquisa foram publicados no jornal científico Psychological Science, da Associação de Ciência Psicológica e mostraram claramente que, mesmo que todos os estudantes fossem pagos para responder, aqueles que tinham de pensar nas questões de modo abstrato tiveram uma tendência muito maior à procrastinação, (inclusive alguns nunca entregaram as respostas) enquanto os que pensaram de modo concreto no Como, Quando e Onde entregaram suas respostas muito mais cedo, ao invés de adiar sua tarefa.

Os autores concluíram que “simplesmente por pensar na tarefa em termos mais concretos e específicos fez com que (os estudantes) sentissem que deviam completar a tarefa logo, o que reduziu a procrastinação”. Também apontaram que estes resultados tem implicações importantes para professores e gerentes que querem que seus estudantes e colaboradores iniciem logo seus projetos.

Faça as pessoas pensarem em termos práticos e objetivos e isto aumentará muito a probabilidade que ajam e cumpram a tempo suas tarefas.

A Dra. Sirois e Dr. Pychyl ensinam que focar somente no gerenciamento de tempo ajuda parcialmente os procrastinadores. O componente de regulação emocional também deve ser observado. As pessoas devem reconhecer que tem problemas com emoções como a ansiedade no início de um projeto, mas não devem se autojulgar por isto, e sim iniciar passo a passo, com um foco preciso.

Já que devemos ser práticos, eis aqui algumas dicas de atitudes que contribuem para que mudemos nossos hábitos e consigamos exterminar a procrastinação e suas péssimas consequências:

1- Planeje-se no dia ou noite anterior e inicie suas atividades logo pela manhã, antes que novas atividades, compromissos ou mesmo desculpas apareçam para atrapalhar seus planos. E lembre-se como mostrou a pesquisa, de planejar objetivos práticos e concretos, como um passo a passo até a resolução.

2- Quanto mais frequentemente você realizar uma tarefa, como meditar, ir à academia, comer verduras ou escrever seu artigo, mais facilmente você “programa” este novo e benéfico hábito que fará parte de sua rotina diariamente.

3- Tenha uma companhia para compartilhar sua atividade, se for possível, como um amigo ou grupo para fazer atividades físicas, que te darão apoio, força nos momentos em que queira desistir, e também aumentarão a diversão do momento.

4- Esteja bem preparado para a tarefa que se propõe. Isto aumenta a confiança e motivação para atingir o objetivo.

5- Anote seus objetivos, e coloque as anotações onde frequentemente as veja. Mantém o foco no objetivo continuamente.

6- Primeiro as coisas mais importantes (first things first). Mesmo que pareça atraente, evitar iniciar o trabalho quando parecer difícil ou pouco motivador, trocando por outras tarefas, acaba atrasando aquilo que é importante e acabará se tornando urgente. Quando você não se incumbe do que é importante, terá muitos “incêndios” e coisas urgentes a resolver.

7- Visualize-se desfrutando dos benefícios e boas sensações que terá quando tiver terminado suas tarefas. A ciência prova que a‘visualização’ tem o mesmo efeito em nosso cérebro do que a prática e acaba nos preparando melhor para atingir os objetivos. Os atletas de ponta utilizam-se muito deste treinamento. Ver-se mentalmente tendo terminado a tarefa e sentindo-se muito bem com isto prepara o caminho e direciona para um bom resultado.

8- Aprenda a lidar com suas emoções. Autoconhecimento, leituras, meditação, psicoterapia podem ser recursos muito úteis para fortalecer o equilíbrio emocional e ajudar a lidar com a ansiedade e o estresse que aumentam a procrastinação.

E para terminar, sempre que tomar uma decisão importante, aja imediatamente e tome atitudes concretas na hora, dando início imediato ao projeto de mudança (por exemplo, se decidir iniciar o curso de idioma que está adiando há tempos, pesquise escolas e ligue ou visite para ter mais informações e poder se matricular e começar).

O Ano Novo que vem aí! Decida agora o que quer mudar, iniciar ou transformar em sua vida, e aproveite a oportunidade!
Compartilhe (agora) com seus amigos, e ajude a difundir nossa rede de saúde e qualidade de vida!
Photo

Post has attachment
SOBRE PROCRASTINAÇÃO...

Quando sente entusiasmo e está prestes a avançar com uma mudança ou sente desânimo e estás prestes a desistir de algo, procura perceber se estás perante um padrão.

Essa mesma situação já aconteceu antes? Se sim, quantas vezes? O que fez nessas alturas? Estará prestes a fazer o mesmo que nas outras vezes? Se sim, é provável que vá gerar os mesmos resultados e continuar a alimentar o padrão.

É muito interessante observar a quantidade de pessoas que vivem repetidamente os mesmos padrões sem os conseguir identificar. Incluindo aqueles que escrevem sobre padrões ;)
Photo

Post has attachment
SOBRE “SORTE”.

“Sorte é o nome que preguiçoso dá para a pessoa que leva adiante o seu plano.”

“Sorte é o nome que o vagabundo dá a quem se empenha.”

“Sorte é o nome que o invejoso dá ao empenho alheio.”

Karnal é genial. Eu me casaria com esse cara, mas certamente ele prefere a Grazi Massaferra.

A minha sorte foi passar madrugadas em cima de ossos de cadáver trazidos em um saco, do Laboratório de Anatomia, com o Gray aberto, sobre a cama.

Suava frio para entender aquelas lâminas sinistras do laboratório de Histologia, em estado de total desespero para que Bioquímica e Biofísica fizessem, um dia que fosse, algum sentido.

Sorte, era sentar ao lado dos pacientes prestes a morrer, nos leitos da 10ª. Enfermaria do Gaffreé e Guinle. E eles, de fato, morriam. Mas a cada história, eu aprendia mais sobre a vida.

E, enquanto meus amigos curtiam suas baladas ouvindo Legião, Kid Abelha e bandinhas (nada contra) dos idos de 90, em estado de regozijo, lia Ey, Kraeplin, Kaplan, e devorava tantos e tantas folhas de autores que fizeram tanta diferença em minha vida.

A minha sorte foi vir para São Paulo com uma mão na frente e outra atrás, mesmo com emprego garantido de auxiliar de ensino e consultório pronto para trabalhar como cantora em casamento, festa de 15 anos e aniversários de octagenárias porque entendia que deveria aprender a cantar.

Realmente, de fato, EU TIVE MUITA SORTE.

E sou grata por isto.
Photo

Post has attachment
SEJA SÓCIO MAJORITÁRIO DE SUA PRÓPRIA EXISTÊNCIA.

O Que Move O Seu Coração?

“Qual é o seu valor principal? Qual o seu valor auxiliar? O que faz você se emocionar? O que move seu coração? O que impulsiona seu despertar? Quais as ideias que você tem mais fortes pela manhã? Em quê você dorme pensando e em quem? Estes são seus valores. Decidiu que seus valores são família, dinheiro, um equilíbrio entre os dois? Decidiu que seus valores são viagens, família, dinheiro, um equilíbrio entre os três? Perfeito. Definido o valor, procure este valor obsessivamente, sem cessar, sem cessar em nenhum momento.

[adinserter block=”4

Há mais de quarenta anos quando eu estava estudando, estudando línguas inclusive, eu ouvi várias pessoas dizendo sempre que era muito esforço. Quando eu fiz faculdade, evitei excesso de festas, evitei maconha, o que num curso de humanas na USP é um isolamento muito grande, não pegava ninguém, evitei coisas, foquei no que eu queria, eu estou aqui para estudar, eu estou aqui para estudar muito, depois continuei estudando e fez mestrado, doutorado, fui morar fora, aprendi línguas, e sempre, sempre mirando no meu valor, e o valor é ser um profissional de excelência, e não apenas excelência média, de grande excelência. Eu mirei desde o início, eu mirei na ideia de que eu quero ser Alexandre o Grande, não Alexandre o Médio nem o Pequeno, não quero ser médio, não quero ser a pessoa legalzinha.

Por incrível que pareça, e até vaidoso que possa parecer a vocês, mas isso foi um lema de vida, desde muito cedo eu disse ‘eu quero ser senão o melhor, um dos melhores professores do Brasil’ um valor alto, vaidoso. Só que eu aprendi que mirando alto às vezes a gente consegue um pouco menos, mas se você mirar baixo você consegue ainda menos. Mirem alto, não tente ser o melhor vendedor do condomínio, é muito pouco; não tente ser a melhor pessoa da rua, é muito pouco; mirem alto, mirem alto e busque isso, ‘eu quero ser o melhor vendedor do Brasil’ simplesmente isso.

Se alguém acha que não pode, ache os instrumentos para poder. E aí um outro conselho importante, querem saber quando está dando certo? querem saber quando o projeto de vida de vocês acertou no valor? São aqueles semi-amigos, semi-amigo ou inimigo que lhe abraça, chegam a você e lhe dizem ‘Você tem sorte né?!’ ‘Nossa você tem muita sorte’ prestem atenção nessa frase que o tio Leandro vai dizer: Sorte é o nome que o vagabundo dá ao esforço que ele não faz. Sorte existe sim, eu não controlo tudo, eu não sou Deus, eu não controlo tudo.

[td_block_ad_box spot_id=”custom_ad_3

Por vez eu estou em Congonhas, o avião tenta aterrissar, e arremete ‘é pra testar a força do esfíncter de vocês’. Eu não controlo tudo, mas aquilo que eu controlo, e é bastante, eu sou sócio majoritário da minha existência e pra isso eu preciso de equilíbrio. Equilíbrio é fácil perceber quando está faltando, se vocês não trabalharem, perderão a família, se vocês só trabalharem, perderão a família também.

Equilíbrio é um diálogo constante, ‘estou cuidando do meu corpo, meu corpo é funcional’, corpo tem que ser funcional, eu tenho que sair do sofá sem auxílio de muitas pessoas, eu tenho que ser capaz de subir uma escada sem tenda de oxigênio, corpo tem que ser funcional até a idade que ele é funcional, ou seja, equilíbrio é aquilo que nós estamos em plena crise, só que há pessoas neste ano de crise que perderam, outras se mantiveram, e outras prosperaram. Então não é a crise que faz diferença, é a sua reação diante dela, a crise veio para todos os 206 milhões de brasileiros, há pessoas que afundaram, há pessoas que mantiveram o que tinham, e há pessoas que hoje estão melhores do que estavam há algum tempo.

É claro que hoje, no momento da crise eu vou dar uma pista histórica importante, o que é crise? É quando eu tenho muitas perspectivas diante de mim, só que a crise é aquilo que separa o amador do profissional. Todo mundo sabe dirigir numa boa estrada em dia de sol, pouquíssimas pessoas sabem dirigir na estrada com chuva à noite, esburacada, a crise separa quem é bom de quem é ruim, o amador do profissional, de quem vê o mundo a trabalho ou a passeio, todo mundo sabe, em situação sem stress, ser calmo, poucas pessoas são calmas em situação de stress.

Todo professor é ótimo se a turma for ótima, poucos professores são bons quando a turma é resistente. Todo mundo pode vender para o cliente fácil, pouca gente pode vender para o cliente difícil, é o cliente difícil que separa o amador do profissional, o outro não precisa, importante: crises passam sempre, sem exceção, toda crise passa. E aqui já vem a pergunta: Onde você quer estar quando essa crise passar? com quem? onde você quer estar quando essa crise passar? eu quero fazer muitas perguntas importantes para nós.

[td_block_ad_box spot_id=”custom_ad_3

Vamos agora testar uma questão importante: quase todo mundo no Brasil está pessimista, ao pessimismo dominante, ótimo, mais fácil ainda de trabalhar. Vamos testar a idade de vocês, quem lembra dessa personagem provavelmente tem curso de datilografia, quem lembra dessa personagem fez prova com mimeógrafo, provavelmente teve Orkut, quem lembra dessa personagem é uma pessoa experiente, essa hiena, um desenho animado da década de 60 e 70, a hiena Hardy ficava dizendo ‘ó vida, ó céus, ó azar’, ela era pessimista, porém tudo que a hiena dizia que podia dar errado, dava. Ela era pessimista mas ela acertava, por isso que eu quero dizer a vocês que o pessimismo pode ter alguns valores, ele nos dá uma mostra dos riscos, é importante ter um pessimista na equipe, mas no máximo um, apenas, é o que uma equipe tolera, quando alguém chega e diz ‘nós vamos dobrar o capital, dobrar o número de clientes, nós estaremos em mais 30 países até o ano que vem’ o pessimista diz ‘calma, não é tão fácil’ pessimista é importante para levantar problemas.

Mas agora eu vou mostrar uma imagem daquilo que acredito, no barco está a hiena pessimista dizendo o lógico, ‘o continente está longe a desidratação é certa, há tubarões, essa vela é ridícula, esse remo não vai levar a nada’ ela tem razão, a hiena tem razão, mas observem uma coisa, o pessimista faz um bom quadro dos problemas, mas não está fazendo pra dizer uma coisa elegante para uma plateia distinta, não está fazendo sêmen algum para mudar isso (8min50s), não dá pra ser mais direto que isso à tarde, bem, pessimistas são bons para levantar os riscos, pessimista são péssimos para resolver os problemas.

Para eu resolver um problema, para eu resolver qualquer coisa, eu preciso de um otimismo obsessivo, se eu não for otimista, gente, eu jamais teria casado, as estatísticas me contrariam, casamento é submarino pode flutuar, mas foi feito para afundar, se eu não fosse tomado de um otimismo obsessivo e doentio eu não teria filhos, porque é um investimento de retorno muito ruim. Filhos nunca amortizam o que você investe neles, com filhos você nunca chega ao topo, pelo contrário, você vai investir centenas de milhares de reais e vai ouvir a frase ‘eu te odeio’. Filho não vale a pena, casar não vale a pena, porém se nossos pais não tivessem tido esse otimismo obsessivo nenhum de nós estaria aqui hoje.

Então mais uma vez um conselho forte: ouçam os pessimistas (para pessimista não vale a mãe, a mãe é sempre otimista, ouça o cunhado, cunhado é bom pra isso) vejam o que eles têm a dizer, agradeçam, e enquanto eles falam tenha aquela reação bovina ‘huuuummm’. Ouçam, depois agradeçam, e comecem a trabalhar com o otimismo total, é só assim que se cresce, é só assim que se consegue alguma coisa”.

- Leandro Karnal.
Photo

Post has attachment
Judy Beck disse, em sua palestra, tão docemente - enquanto uma pessoa criticava duramente uma paciente borderline:

"They just want to feel loved..."
Photo

Post has attachment
SORTE é o nome que vagabundo dá ao esforço que não faz.
Photo

Post has attachment
Photo

Post has attachment
Muito bom: alimentação "nutricêutica" - tendência.

A informação é um fator importante para a manutenção da saúde, pois ela esclarece tanto sobre os efeitos benéficos de determinados alimentos, como os malefícios causados pela exposição à inúmeras substâncias inerentes à vida moderna, e a partir dessa informação, as pessoas poderão aprender a maior importância aos alimentos, beneficiando a sua saúde.

O termo nutracêutico vem de ‘nutri’, nutriente e ‘cêutico’ de farmacêutico, ou seja, alimentos que nutrem e trazem saúde.

É a medicina natural tratando da saúde das pessoas e prevenindo as suas doenças. Sua ação varia do suprimento de minerais e vitaminas essenciais até a proteção contra várias doenças.

Os alimentos com baixo valor calórico e isentos de gordura começaram a ser comercializados com sucesso. Atualmente, exige-se ainda mais dos alimentos. Além de não fazer mal, os alimentos devem desempenhar funções terapêuticas e medicamentosas, isso caracteriza a Alimentação Nutracêutica.

Para se ter uma ideia da importância da alimentação Nutracêutica, o Japão implantou um programa que consiste em avaliar quais alimentos teriam benefícios comprovados à saúde da população, cumprindo funções específicas no organismo e com isso diminuir as despesas com medicamentos.

Os nutracêuticos são alimentos, ou parte deles, que têm a capacidade comprovada de proporcionar benefícios à saúde, como a prevenção e tratamento de doenças. O termo nutracêutico vem de “nutri”, nutriente e “cêutico”, de farmacêutico, ou seja, alimentos que nutrem e trazem saúde.

É a medicina natural tratando da saúde das pessoas e prevenindo as suas doenças.

Mas existe uma pequena revolução nas prateleiras dos supermercados, onde consumidores cada vez mais conscientes e exigentes querem em suas mesas os alimentos nutracêuticos, os alimentos que trataram da saúde dos seus ancestrais. O homem cria e transforma as suas idéias, mas sempre volta as suas origens.

Existem algumas dicas para uma boa alimentação que são importantes de serem observadas:

Água Mineral - Muitos problemas de saúde da população são relacionadas a água . São doenças provocadas por vírus, bactérias, protozoários e helmintos (“vermes”) ou por agentes químicos presentes na água, geralmente resultado da poluição. Lembre-se que a água é um grande preventivo das doenças. Os refrigerantes são considerados extremamente inadequados à sua saúde, por não serem naturais.

frutas cítricas – São ricas em limoneno, que previne o câncer e fortalece o sistema imunológico.

Alho e a cebola – São ricos em alicina e estimulam o sistema imunológico, são anti-radicais livres; reduzem colesterol e triglicérides.

Produtos lácteos (iogurte, queijo, ricota). Eles são pré e probióticos e melhoram a flora bacteriana. O coalho de leite possui lactobacilos que auxiliam muito a flora intestinal.

Vegetais crucíferos. Entre eles estão o: brócolis, repolho, couve-de-bruxelas, rabanete, couve-flor, que possuem substâncias que previnem o câncer. Procure os alimentos orgânicos sem agrotóxicos.

Farelos :de arroz, aveia, soja e trigo. São ricos em fibras, estimulam o funcionamento intestinal, reduzem o colesterol. Os farelos são ricos em vários compostos ativos, entre eles as fibras que estimulam o funcionamento intestinal, os ácidos graxos insaturados, as proteínas e vitaminas B1 principalmente. Duas colheres de sopa de farelo por dia é o suficiente. Misture com leite, suco, frutas, ou outros no café da manhã, no almoço com o arroz e o feijão ou no jantar.

Sal marinho - Substitua o sal refinado pelo sal marinho. O sal marinho contém oligoelementos que são retirados no processo de refinamento. Ele tem cristais maiores que o sal refinado, e deve ser utilizado na mesma quantidade.
Açúcar Natural - Substitua o açúcar refinado pelo açúcar natural tais como: melado, rapadura, açúcar mascavo, açúcar demerare. O melado é um dos alimentos que mais contém ferro na natureza.

Arroz Integral - Substitua gradualmente o arroz branco pelo integral. O arroz integral contém uma película que é justamente o que o mantém integral, pois mantém o germe do grão. O arroz branco é processado e perde esse germe que é rico em nutrientes e importante para nossa saúde.

Existem mais inúmeros alimentos classificados como nutracêuticos, e nos estaremos constantemente falando deles em nossos artigos

Sua saúde e qualidade de vida, depende de sua alimentação, por isso cuide dela!
Photo

Post has attachment
Sim.

É possível sentir o gostinho de liberdade depois da tempestade.

A escolha entre o que lhe faz bem e o que não faz, está em nossas mãos.

Por vezes é necessário vencer as resistências e reconhecer que ser ajudado é uma opção pela vida.

Fiquem com a canção "I can see clearly now", com Jimmie Cliff.
https://www.youtube.com/watch?v=uyrAhLIbDHM

Com a Primavera aprendi a deixar-me cortar...E voltar a ser sempre inteira.
Wait while more posts are being loaded