Profile cover photo
Profile photo
Associação ACEGIS
36 followers -
Informação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária
Informação e atualidade no âmbito da Economia Social e Solidária

36 followers
About
Posts

Post is pinned.Post has attachment
Pode o regime mais misógino do mundo, se sentar na Comissão para os Direitos das Mulheres da ONU?

ONU elege Arábia Saudita para Comissão dos Direitos das Mulheres A Arábia Saudita é internacionalmente reconhecida como um dos Estados que impõe os maiores níveis de restrições aos direitos da mulher em todo mundo. A pergunta que se impõe: Pode o regime…
Add a comment...

Post has attachment
Associações de Cuidadores manifestam-se frente à Assembleia da República antes de serem ouvidas na Comissão de Especialidade. O objetivo é criar e aprovar o estatuto do cuidador/a informal em Portugal.

Reconhecer social e juridicamente os/as cuidadores/as informais é reconhecer o ato e o valor de quem cuida, as necessidades de quem é cuidado, e encontrar formas de promover uma sociedade mais justa, solidária e inclusiva.
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Artigo ACEGIS| A universalidade dos direitos humanos é condição essencial de desenvolvimento social e económico

Pluralismo, a não discriminação, a tolerância, a justiça, a solidariedade e a igualdade entre homens e mulheres. Estes valores comuns são os alicerces das nossas democracias e um reflexo de quem somos.
Add a comment...

Post has attachment
Ministério dos Negócios Estrangeiros abriu 85 vagas para os Estágios Profissionais PEPAC-MNE.

Candidaturas até 15 de junho de 2018. Saiba como se candidatar!
Add a comment...

Post has attachment
A Associação ACEGIS assinala hoje os 9 anos desde a sua fundação a 8 de junho de 2009. Neste dia simbólico reforçamos a importância de defender e promover a universalidade dos direitos humanos.

Continuaremos a fomentar a reflexão crítica e a criar uma consciência coletiva sobre as mais diversas formas de desigualdades, discriminação, violência e intolerância.

Photo
Add a comment...

Post has attachment
ONU elege ministra equatoriana, María Fernanda Espinosa Garces, para presidir a Assembleia Geral da ONU.

A nova presidente dedicou a sua eleição a "todas as mulheres no mundo que participam na política hoje e que enfrentam ataques políticos e mediáticos marcados pelo machismo e a discriminação".
Add a comment...

Post has attachment
A APDES promove o seminário internacional sobre “A Economia Social e Solidária e a Formação Profissional Inicial”.
Entrada livre, sujeita a inscrição prévia.
Add a comment...

Post has attachment
A não perder o próximo programa “Pela Fechadura” a participação da Associação ACEGIS para esclarecer as questões relacionadas com os direitos das pessoas trans e interexo. Sábado, às 23h, no CANAL Q.

Convidamos a sociedade a ouvir e a conhecer a realidade, o quotidiano e a luta pelo reconhecimento dos direitos das pessoas LGBTI. 🌈

A homofobia, a transfobia e o preconceito tem de dar lugar à cidadania, à igualdade e à garantia da universalidade dos direitos humano.
Add a comment...

Post has attachment

No dia Mundial da Criança lembramos que:

✏️ 62 milhões de meninas não têm acesso à EDUCAÇÃO;
➡️ CASAMENTO INFANTIL – 700 milhões;
⏱️ A cada 3 segundos uma menina é OBRIGADA a CASAR;
🚺 Mutilação Genital Feminina – 200 milhões;
➡️250 milhões de meninas vivem em situação de POBREZA.

As meninas enfrentam discriminação, violência e abuso todos os dias, em todo o mundo. A igualdade de género não é somente uma questão económica e de competitividade dos mercados. A igualdade de género é uma questão de justiça e de modelo de sociedade do século XXI.

Artigo: http://acegis.com/2017/10/dia-internacional-da-rapariga-a-igualdade-esta-longe-de-ser-alcancada/
Photo
Add a comment...

Post has attachment
Mais uma decisão judicial que demonstra que o caminho mais difícil no combate à violência doméstica encontra-se no seio da comunidade jurídica, nos tribunais.

Cada vez que a justiça falha, estamos a validar uma série de preconceitos e estereótipos de géneros.

Cada vez que a justiça falha, estamos a reconhecer, a aceitar, a desculpabilizar, a normalização da violência contra as mulheres e os estereótipos de género.
Add a comment...
Wait while more posts are being loaded